Alunos de escolas estaduais integrais participam de ações para estimular o protagonismo

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), proporcionou para 68 alunos de diferentes municípios do Paraná diversas atividades, palestras e dinâmicas voltadas à liderança e protagonismo no ambiente escolar. Evento foi em Curitiba.
Publicação
Editoria

Confira o áudio desta notícia

A Secretaria de Estado da Educação e do Esporte, em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), proporcionou para 68 alunos de diferentes municípios do Paraná diversas atividades, palestras e dinâmicas voltadas à liderança e protagonismo no ambiente escolar. As ações foram destinadas a estudantes de escolas em tempo integral, que têm a premissa de incentivar o protagonismo estudantil.

As atividades, que começaram na segunda (22) e se encerraram nesta sexta-feira (25), em Curitiba, fizeram os alunos repensarem suas atuações e responsabilidades dentro do ambiente escolar. Além da formação, os estudantes conheceram o Teatro Guaíra, onde assistiram ao ensaio da Orquestra Sinfônica do Paraná.

“Com este encontro, queremos fortalecer o processo dos jovens protagonistas, uma premissa do modelo integral", afirmou a coordenadora de Educação Integral da Secretaria da Educação, Monalisa Serpe. Segundo ela, a maior intenção do evento foi fazer com que esses 68 jovens voltassem para seus municípios ainda mais inspirados e encorajados a liderar ações em suas escolas.  

A aluna Amanda Oliveira (15), do Instituto de Educação do Paraná Professor Erasmo Pilotto, em Curitiba, foi uma das participantes do evento. "Acredito que são projetos assim que levam oportunidades para jovens adolescentes descobrirem o mundo e suas inúmeras possibilidades”, afirma. Para ela, as atividades contribuíram para o entendimento sobre a importância do trabalho em grupo.

TEMPO INTEGRAL – A rede estadual de ensino conta atualmente com 167 escolas de educação em tempo integral, que atendem cerca de 40 mil estudantes – em 2019, havia 73 escolas da modalidade. Os alunos desse modelo passam 9 horas diárias no colégio, estudando conteúdos previstos em uma matriz curricular ampliada e realizando atividades formativas.

As escolas integrais contam, também, com um programa de tutoria entre professores e estudantes, além dos clubes de protagonismo – equipes para estudo de temas de interesse dos estudantes, gerenciadas por eles mesmos.

GALERIA DE IMAGENS