Governo do Estado investe R$ 34 milhões em 71 municípios no programa Ilumina Paraná

Todos os recursos são do Programa de Transferência Voluntária da SEDU (recursos a fundo perdido, quando os municípios não precisam fazer a devolução), Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM) e contrapartidas municipais.
Publicação
12/06/2022 - 09:40

Confira o áudio desta notícia

Mais um município será beneficiado com o Programa Ilumina Paraná, que já destinou R$ 34.853.451,46 para 71 cidades em todas as regiões do Paraná. Com investimento de R$ 1.950.768,84, a fundo perdido, liberados pela Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas (SEDU), Paranavaí, na região Noroeste, substituirá 1.948 luminárias de vapor de sódio por sistemas de LED.

Desde janeiro de 2019, o número de luminárias substituídas em todo o Estado alcançou a marca de 32.009 unidades. Todos os recursos são do Programa de Transferência Voluntária da SEDU (recursos a fundo perdido, quando os municípios não precisam fazer a devolução), Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM) e contrapartidas municipais.

O programa aumenta a segurança, a sustentabilidade e reduz a conta de energia elétrica das prefeituras. “Esse é um grande exemplo do poder transformador de um bom projeto. Melhorias na iluminação urbana trazem mais economia aos cofres municipais. Ele é sustentável ao reduzir a necessidade de energia, oferece mais segurança a motoristas, pedestres e população com um todo, além de dar maior beleza ao espaço urbano”, enfatizou o secretário Augustinho Zucchi.

A prefeitura de Paranavaí, por exemplo, já projeta economia com as novas lâmpadas. “Somadas a outras 2 mil já instaladas com recursos do município, teremos economia de 5% a 7% com energia elétrica”, explicou o engenheiro eletricista Fábio Havro de Sá, do Departamento de Iluminação Pública da prefeitura.

O projeto atual contempla as 41 principais vias. O município tem cerca de 18 mil pontos de iluminação pública. Serão substituídas lâmpadas de vapor de sódio com potência de 250 W e 150 W por luminárias a LED de 150 W e 120 W. Iniciada recentemente, a obra tem previsão de conclusão em até quatro meses.

O engenheiro ressaltou outras vantagens, como a garantia do produto por cinco anos e de que as peças de reposição serão fabricadas pelos próximos 10 anos.

“Só isso gera outras economias, uma vez que a prefeitura não terá preocupações com a manutenção dos equipamentos durante os cinco primeiros anos e poderá fazer a troca de componentes que apresentarem defeito por uma década, sem precisar mudar o sistema”, comemorou.

OUTROS MUNICÍPIOS – O Ilumina Paraná está em todas as regiões do Estado. Em Carambeí, nos Campos Gerais, foram instaladas 2.199 luminárias a LED em substituição a outras, de tecnologias mais antigas e menos eficientes. Para a troca, foram liberados, via SEDU, R$ 1.504.918,86 pelo SFM.

Mangueirinha, no Sudoeste, teve liberados R$ 1.505.073,00, também do SFM, para a reestruturação do sistema de iluminação pública com a aquisição e instalação de 1.598 luminárias de LED, relés fotoelétricos, conectores e cabos de cobre, braços de iluminação pública e descarte de equipamentos considerados obsoletos com emissão de Certificado de Destinação Final.

Salto do Itararé, no Norte Pioneiro, obteve a liberação de operação de crédito (SFM) no valor de R$ 1.169.581,62 para o fornecimento, transporte e instalação de luminárias e braços para iluminação pública em LED. A ação, atualmente em processo de licitação, prevê, ainda, a remoção e destinação das luminárias substituídas.

Também está em licitação o projeto para a reestruturação da iluminação pública de Tupãssi, no Oeste, que garante a implantação de 1.601 luminárias, com o investimento de R$ 2.654.277,08, do SFM. Verê, no Sudoeste, recebeu R$ 738.000,00, do SFM, que viabilizaram a substituição de 895 luminárias antigas por modernas, a LED.

De acordo com o analista de Desenvolvimento Municipal do Serviço Social Autônomo Paranacidade, Fernando Caetano, o Ilumina Paraná proporciona melhorias importantes e contínuas. “Além da economia de recursos públicos e da menor demanda pela geração de energia, vias que recebem as luminárias a LED trazem como benefício mais segurança, o que é fundamental”, arrematou.

GALERIA DE IMAGENS