Com Paraná como protagonista, BRDE libera R$ 113 milhões em 2022 para negócios femininos

O Programa Empreendedoras do Sul ajuda pequenos e médios negócios nas áreas de agropecuária, comércio e serviços e infraestrutura e indústria. A linha de crédito é direcionada a empresas de diferentes portes que tenham ao menos 40% do seu capital social de sócias mulheres.
Publicação
Editoria

Confira o áudio desta notícia

O Programa Empreendedoras do Sul, do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), direcionou R$ 212 milhões para negócios voltados às mulheres, diversidade de gênero e inclusão nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, desde que foi criado, em março de 2021.

Apenas em 2022 foram movimentados R$ 113 milhões. Do valor total aplicado pelo Empreendedoras do Sul nesse ano, o Paraná destinou R$ 60 milhões, o maior financiador, seguido de Rio Grande do Sul, R$ 40 milhões, e Santa Catarina, R$ 13 milhões.

Os recursos ajudam pequenos e médios negócios nas áreas de agropecuária, comércio e serviços e infraestrutura e indústria. A linha de crédito é direcionada a empresas que tenham ao menos 40% do seu capital social de sócias mulheres.

A padaria “O Pão que o Viado Amassou”, de Curitiba, foi um dos estabelecimentos financiados pelo programa, e também se enquadra no valor de diversidade e inclusão do BRDE. O objetivo da padaria com tema LGBTQIA+ é ampliar a visibilidade da causa.

No período de pandemia da Covid-19, Aline Castro e seu irmão, Gabriel Castro, os fundadores, tiveram que mudar de profissão. Por conta do isolamento social, começaram a fazer pães na cozinha do apartamento de seus pais como alternativa de fonte de renda.

Os recursos providenciados pelo Empreendedoras do Sul garantiram a abertura e funcionamento da primeira loja física da marca, inaugurada em setembro de 2021.

“O recurso deu confiança e segurança para buscar novos projetos e seguir novos passos naturais para a empresa, uma vez que possibilitou ampliar a atuação da marca, aumentar a equipe e garantir a saúde das operações mais importantes para a empresa”, disse Aline, diretora administrativa da marca.

DIVERSIDADE – Diversidade é uma das bandeiras do BRDE. Em março de 2021 foi criada a Estratégia BRDE – Diversidade, que reforça o compromisso do banco com esse valor essencial da sociedade.

“O BRDE está comprometido com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Agenda 2030. Uma das metas já conquistadas foi a criação do Programa Empreendedoras do Sul. Promover o empreendedorismo feminino, beneficiando projetos que geram emprego e renda, é uma resposta prática do maior banco de desenvolvimento regional do Brasil à sociedade”, disse o presidente do banco, Wilson Bley Lipski.

GALERIA DE IMAGENS