Governo terá software para avaliar impacto de investimentos em desenvolvimento urbano

Software deverá, ainda, ter capacidade para fazer projeções sobre futuros investimentos. Edital para contratação da empresa que desenvolverá a ferramenta será lançado nas próximas semanas.
Publicação
04/05/2022 - 17:20

Confira o áudio desta notícia

O Governo do Estado, por meio do Paranacidade, vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, vai implantar uma ferramenta tecnológica para análise do impacto das ações de desenvolvimento econômico e social nos 399 municípios. O software deverá ter capacidade de cruzar informações e indicadores socioeconômicos e projetar futuros investimentos. Assim, servirá para ajudar a implementar políticas públicas ainda mais assertivas pelos gestores públicos.

O edital de licitação para a contratação de empresa que desenvolverá a ferramenta será lançado nas próximas semanas. Ele também envolve uma parceria entre o Paranacidade e o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). Com o novo software, as duas instituições compartilharão seus bancos de dados para a obtenção dos indicadores desejados.

O recurso para a contratação do software é do Fundo Estadual de Desenvolvimento Urbano (FDU). Ele é parte da contrapartida do Governo do Estado no programa Paraná Urbano III, para ações de desenvolvimento urbano, organizado em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O programa envolve financiamento de US$ 118,3 milhões para modernização das gestões municipais e infraestrutura básica.

O Paranacidade atua há 25 anos na análise e acompanhamento das ações viabilizadas por recursos autorizados pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas e com origem no Tesouro do Estado (Programa de Transferência Voluntária) ou em operações de crédito.

De acordo com o analista de Desenvolvimento Municipal do Paranacidade, Fernando Caetano, designado fiscal do contrato, o objetivo do novo programa é alcançar informações qualitativas sobre o que acontece em um município e ou em determinada região a partir de uma determinada obra.

“Imagine a construção de uma ponte, a pavimentação de uma avenida, a construção de uma estrada, ou mesmo de algo mais simples, como uma calçada ou um muro. Temos milhares dessas obras no Paraná. Temos informações a partir de feedbacks das pessoas e do crescimento econômico dos municípios, mas agora queremos mensurar o impacto direto desses benefícios ao longo dos anos”, disse.

“Conhecemos os benefícios primários, de maior conforto para os usuários, a melhoria na segurança e no transporte, por exemplo. Mas não há uma análise que as conectem à instalação de empresas, atração de indústrias, geração de empregos ou implantação de uma universidade”, complementou.

OUTROS SETORES – A aplicação do software, prevista inicialmente para o conjunto de ações da Sedu/Paranacidade, poderá ter uma abrangência ainda maior e beneficiar todos os organismos públicos no âmbito do Governo do Paraná. O Ipardes pretende usar o potencial da nova ferramenta para fazer o mesmo tipo de avaliação em áreas como infraestrutura e logística, saúde e educação, entre outros.

GALERIA DE IMAGENS