Conselho dos Direitos da Pessoa com Deficiência tem novos representantes da sociedade civil

São 12 entidades eleitas que irão compor o Coede no biênio 2022/2024. Compete ao Conselho acompanhar o planejamento e a execução das políticas públicas, programas setoriais e a implementação da política nacional para integração desse público.
Publicação
23/03/2022 - 10:40
Editoria

Confira o áudio desta notícia

O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Coede), vinculado à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), divulgou nesta quarta-feira (23) a lista com os novos representantes das Organizações da Sociedade Civil (OSC) que irão compor o colegiado no biênio 2022/2024.

São 12 entidades eleitas, de diversas regiões do Paraná. O Coede habilitou 184 instituições como votantes e a eleição contemplou organizações que atuam nas áreas de deficiência física, deficiência auditiva e surdez, deficiência intelectual, deficiência visual e cego, transtorno do espectro autista e múltipla deficiência.

“A participação popular, em todas as instâncias deliberativas, é muito importante para o exercício pleno da cidadania. E o conselho é uma oportunidade de juntos, representantes da sociedade civil e governo, avançarem cada vez mais em prol dos direitos das pessoas com deficiência”, afirma o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

O Coede é um órgão consultivo, deliberativo, fiscalizador e articulador das políticas públicas, que tem como objetivo principal assegurar os direitos da pessoa com deficiência. Compete ao Conselho acompanhar o planejamento e a execução das políticas públicas, programas setoriais e a implementação da política nacional para integração desse público.

O chefe do Departamento de Políticas para Pessoa com Deficiência da Sejuf, Felipe Braga Cortes, destacou o apoio para a construção de políticas públicas e garantia dos direitos das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida.

"A atual gestão do Estado incentiva a participação das entidades civis no Conselho. Por meio dele, a sociedade civil exerce sua cidadania”, disse. “Os novos representantes agregarão positivamente ao trabalho desenvolvido pelo Coede”.

Confira as organizações da sociedade civil eleitas – para o biênio 2022/2024

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Matinhos – Área de atuação: Deficiência Física

Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana (ADEFIAP) – Área de atuação: Deficiência Física

Associação Jacarezinhense de Reabilitação ao Deficiente Auditivo e Atendimento ao Deficiente Visual (AJADAVI) – Área de atuação: Deficiência Auditiva e Surdez

Associação Medianeirense de Surdos (AMESFI) – Área de atuação: Deficiência Auditiva e Surdez

Federação das APAEs do Estado do Paraná (FEAPAES) – Área de atuação: Deficiência Intelectual

Fundação Ecumênica de Proteção ao Excepcional (FEPE) – Área de atuação: Deficiência Intelectual

Instituto Paranaense de Cego (IPC) – Área de atuação: Deficiência visual e cego

Associação dos Deficientes Físicos e Visuais de Francisco Beltrão (ADFV) – Área de atuação: Deficiência visual e cego

Centro Ocupacional de Londrina (COL) – Área de atuação: Transtorno do Espectro Autista

Associação Mantenedora do Ensino Alternativo (AMENA) – Área de atuação: Transtorno do Espectro Autista

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cascavel – Área de atuação: Múltipla Deficiência

Instituto Londrinense de Educação para Crianças Excepcionais (ILECE) – Área de atuação: Múltipla Deficiência

GALERIA DE IMAGENS