Tecnova possibilita inovação tecnológica em 60 empresas

Confira o áudio desta notícia


Os investimentos em Tecnologia e Inovação e o apoio dos governos estadual e federal às pequenas empresas paranaenses foram destaque na solenidade de encerramento das atividades da primeira edição do Programa Tecnova-PR. Na foto, o presidente da Fundação Araucária, instituição executora do Tecnova, Paulo Brofman. Curitiba, 18/10/2017.Foto: Divulgação SETI

Os investimentos em Tecnologia e Inovação e o apoio dos governos estadual e federal às pequenas empresas paranaenses foram destaque no evento de conclusão da primeira edição do Programa Tecnova-Paraná, que acontece nesta quinta-feira (18), no Campus da Indústria - Fiep, em Curitiba. No total, 60 empresas receberam recursos do Tecnova-Paraná.

O programa contou com o recurso total de R$ 22,5 milhões, sendo R$ 15 milhões Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e R$ 7,5 milhões pelo Governo do Paraná, por meio da Unidade Gestora do Fundo Paraná, vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

A aproximação do governo, academia e setor produtivo, para alavancar negócios e estimular a competitividade, é o principal objetivo do Tecnova. Participaram micro e pequenas empresas, caracterizadas como de base tecnológica. O valor destinado aos projetos variou de R$ 180 mil a R$ 600 mil reais.

Na abertura do evento, o secretário da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, afirmou que, mesmo diante da crise econômica do país, o Governo do Estado manteve todos os investimentos em programas da área e já garantiu os recursos para dar continuidade ao Tecnova-Paraná.

“O Paraná tem muito interesse em realizar a segunda edição do programa e esperamos que o Governo Federal sinalize com a contrapartida para que possamos dar continuidade. Nos mobilizaremos com áreas do governo, setor produtivo e nossa bancada federal para irmos à Brasília conseguir renovar esta parceria”, disse Gomes. “Temos que continuar avançando em inovação, porque sabemos do enorme potencial do nosso estado”, afirmou.

MAIS RECEBEU - O Paraná foi o estado que mais recebeu submissões de projetos quando o edital foi aberto – mais de 200, dos quais 60 foram aprovados, destas 18 concluem o programa já com patentes.

“Os países que se desenvolvem são os que têm a sensibilidade para investir em ciência, tecnologia e inovação”, disse o presidente da Fundação Araucária, instituição executora do Tecnova, Paulo Brofman. “Temos importantes iniciativas em nosso estado, como é o Tecnova. São investimentos que refletem diretamente no desenvolvimento socioeconômico do Paraná. Os resultados atingidos com o Tecnova são excelentes”, afirmou Brofman.

MERECE - A excelente condução do programa no Paraná, foi elogiada pelo gerente do Departamento de Programas Descentralizados da Finep, Marcelo Camargo. “Estes projetos financiados pelo Tecnova são importantes para toda a sociedade. O Paraná merece ter a segunda edição deste programa, porque tudo que é bom precisa ter continuidade”, afirmou.

Na solenidade de abertura, foram apresentados dois cases de sucesso a F123 Consulting, que desenvolveu um software de gestão de relacionamento com clientes para operadores com deficiência visual e a Tecverde Engenharia que elaborou um sistema construtivo Wood Frame (contra incêndios) para residências familiares de até cinco pavimentos.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa