Nota Paraná sorteia maiores prêmios no mês das crianças

Confira o áudio desta notícia


O secretário estadual da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, entrega a premiação do Nota Paraná do mês das crianças, na sede da Acim (Associação Comercial e Industrial de Maringá), a premiação aconteceu fora de Curitiba pela primeira vez e foi motivada em parte pelo grande número de sorteados no Interior. Na foto, o bancário Valdemar dos Santos Novaki, de 38 anos e morador de Morretes,ganhador do prêmio de R$ 200 mil.Maringá, 21/10/2016.Foto: Orlando Kissner/ANPr
O bancário Valdemar dos Santos Novaki, de 38 anos e morador de Morretes, diz que pede CPF na nota em “100% das compras” e “tinha certeza de que iria ganhar” um dos principais prêmios do Nota Paraná. Ele foi sorteado em outubro e, com o prêmio de R$ 200 mil, comprou uma casa. O prêmio foi entregue nesta sexta-feira (21) em solenidade na Associação Comercial e Industrial de Maringá (Acim), no Noroeste do Paraná, com a presença do secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa.
O agricultor Alexandro Luis Martini, que mora em Palmas e tem 40 anos, foi cadastrado no programa pela esposa, Viviane. “Vi retorno de parte do ICMS, mas nem sabia da premiação”, conta ele, que achou que era trote a ligação que recebeu para avisá-lo do prêmio de R$ 120 mil. Agora, vai fazer viagem com as filhas, doar parte do prêmio para instituições e poupar.
A estudante e analista de planejamento Rita Caetano de Quadros, 26 anos, que vive em Curitiba, vai usar os R$ 80 mil que ganhou para pagar dívidas na faculdade de Mecatrônica, porque está com mensalidades em atraso, e planeja ajudar parentes que perderam o emprego. “No começo, não acreditava muito no programa, mas ouvi sobre pessoas que ganharam e comecei a pedir nota”, diz.
Todos os meses, além de devolver parte do imposto pago pelos contribuintes em compras do varejo, o programa conta com sorteios de 250 mil prêmios em dinheiro. Os três maiores são de R$ 50 mil, R$ 30 mil e R$ 20 mil e, em datas especiais, como o Natal, mês das mães, dos namorados, dos pais e das crianças, eles são multiplicados por quatro.
Por isso, os três sortudos do mês de outubro receberam prêmios de R$ 200 mil, R$ 120 mil e R$ 80 mil. Os outros prêmios têm valores menores, de R$ 10, R$ 20, R$ 50, R$ 250 e R$ 1 mil.
Até agora, foram sorteados 2,75 milhões de prêmios, que somam R$ 32,7 milhões (em outubro foram distribuídos R$ 3,14 milhões em prêmios). Somados aos créditos de R$ 253,8 milhões disponibilizados aos participantes, já foram liberados R$ 286,5 milhões no Nota Paraná.
A premiação aconteceu fora de Curitiba pela primeira vez e foi motivada em parte pelo grande número de sorteados no Interior. Até agora, dos 33 ganhadores dos principais prêmios, 14 são da Capital e região metropolitana e 19 moram em outros municípios do Estado. A escolha de Maringá também foi pela proximidade com alunos da Escola Municipal Afrânio Peixoto, de Ivatuba, que aprenderam sobre cidadania fiscal e, no mês das crianças, tiveram uma participação especial no evento (ver box).
O secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, destacou o sucesso do programa, que tem notas com 11 milhões de CPFs diferentes e mais de 1 milhão de pessoas cadastradas. “O grande desafio deste programa é a mudança cultural, para que as pessoas exijam sempre nas suas compras a nota fiscal. Essa mudança na cultura começa com as crianças e os estudantes”, disse. “Estou muito feliz com o envolvimento que o paranaense tem com este programa. Isso significa mais retorno ao próprio cidadão, com mais investimento em saúde, educação, assistência social e em todas as áreas de governo”, afirmou.
O presidente da Acim (Associação Comercial e Industrial de Maringá), José Carlos Valêncio, destacou que os próprios comerciantes são beneficiados pelo programa, que elimina a concorrência desleal. “O Nota Paraná nivela o comércio da mesma maneira, evitando que alguns não recolham imposto. Além disso, contribui muito com as entidades sociais”, disse.
CRÉDITOS LIBERADOS – O total de créditos liberados em outubro, referente a compras de julho/2016, foi de R$ 25,9 milhões, sendo R$ 24,6 milhões para pessoas que pediram CPF na nota e R$ 1,3 milhão para instituições sem fins lucrativos cadastradas no programa. Até agora, as instituições já tiveram acesso a R$ 3,9 milhões, sendo R$ 3,3 milhões em créditos e R$ 619 mil em sorteios.
Toda primeira compra do mês gera um bilhete, independentemente do valor. Depois, cada R$ 50 em notas fiscais dá direito a um novo bilhete, com validade apenas para o sorteio do seu respectivo período (o sorteio é realizado quatro meses depois). O mesmo CPF pode receber mais de um prêmio no sorteio.
As instituições sem fins lucrativos que participaram do sorteio fizeram cadastro, conseguiram doações de notas fiscais de compras do varejo e também tiveram direito a parte do imposto pago pelos varejistas. Foram beneficiadas instituições de Saúde, Assistência Social, Defesa e Proteção Animal, Desportiva e Cultural.
BOX:
Crianças de Ivatuba fazem músicas sobre a importância de pedir nota
Alunos da Escola Municipal Afrânio Peixoto, de Ivatuba, tiveram uma participação especial na entrega dos prêmios do Nota Paraná. Cantaram e mostraram que aprenderam as lições sobre cidadania fiscal que receberam em 2016.
A coordenadora pedagógica Maria de Lourdes Macedo Rodrigues conta que todo ano é escolhido um projeto na escola. Neste ano, o tema foi cidadania e o 5º ano escolheu trabalhar com educação fiscal. Em uma das atividades, eles fizeram três músicas sobre o programa, que foram apresentadas na cerimônia de premiação.
A aluna Leícia Camily Ryzik contou o que aprendeu com as palestras sobre o programa e a cidadania fiscal. “Eu ainda não conhecia o Nota Paraná. Foi muito importante aprender o que e para que serve a nota fiscal e sabemos como evitar a sonegação, que é algo muito ruim. Quando se pede a nota, você pode comprovar que fez aquela compra”, explicou. “Meus pais já pediam o CPF na nota porque sabem da sua importância”, disse.
Autora de uma das canções, a estudante Mariane Mendes Fernandes, de 11 anos, disse que depois de trabalhar o tema procurou também conscientizar outras pessoas a pedirem nota fiscal. “Eu gostei muito de aprender sobre cidadania fiscal porque eu não sabia o que era nota fiscal, Nota Paraná, CPF. Pude usar o que aprendi no projeto para fazer essa música”, afirmou. “Agora eu peço para os meus tios, meus pais, avós, para todo mundo pedir nota fiscal”.
A professora Odete Pereira de Melo Calvi falou aos alunos sobre os impostos que são cobrados e como devem ser aplicados. Junto com a professora de arte, fizeram um “porquinho” com materiais recicláveis. Elegeram uma moeda como mascote da turma. “O resultado foi ótimo, não esperava o envolvimento todo que as crianças tiveram. Elas estão se sentindo importantíssimas em apresentar as músicas que fizeram, é uma oportunidade que não teriam se não tivesse trabalhado o projeto”, lembrou a professora.
Tiveram uma palestra com a auditora fiscal Marta Gambini, coordenadora do Programa Nota Paraná e, na parte prática, fizeram pesquisa na cidade para ver quem pede nota fiscal no posto de gasolina, mercados, lojas e outros estabelecimentos comerciais.
O passo seguinte contou a colaboração dos donos do Supermercado Tenedine, que liberaram 15 compras simuladas, feitas por duplas de alunos. Eles fizeram uma lista do que uma família precisa, selecionaram os itens nas prateleiras e passaram pelo caixa. Depois, viram quem comprou demais, quem incluiu maior número de produtos não essenciais, quem gastou mais.
Na aula de informática, o professor montou uma tabela e, juntos, calcularam os impostos pagos. Na aula de filosofia, aprenderam sobre consumismo. Por fim, fizeram paródias sobre a importância de pedir documentos fiscais em todas as compras. “O resultado surpreendeu”, diz Maria de Lourdes.
Uma das alunas enviou um áudio com as músicas para a auditora Marta e a escola foi convidada para a premiação. “Recebi o convite para fazer a palestra na escola e me surpreendi, as crianças fizeram perguntas e agora estão muito preparadas para a cidadania, para pedir nota fiscal. Muito bonita a iniciativa dessa escola”, elogiou Marta Gambini.
PRESENÇAS – Participaram da solenidade o secretário do Planejamento e Coordenação Geral, Cyllêneo Pessoa, o deputado estadual Marcio Pauliki, e os prefeitos de Ivatuba, Robson Ramos; de Astorga, Arquimedes Ziroldo; de Lobato, Fábio Chicaroli; de Munhoz de Melo, Geraldo Gomes; de São Jorge do Ivaí, André Bovo; e o vice-prefeito de Maringá, Cláudio Ferdinandi.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa