Fernanda propõe grupos regionais para debater metas para a assistência social

Confira o áudio desta notícia


Secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, participa do Fórum Nacional de Secretários(as) de Estado da Assistência Social - FONSEAS. O evento aconteceu na Esplanada dos Ministérios em Brasília/DF.Foto: Rogério Machado/SECS
Criar grupos regionais que levem em conta as diversas realidades sociais existentes no país. Essa foi uma das propostas apresentadas pela secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, durante a reunião mensal do Fórum Nacional de Secretários Estaduais de Assistência Social (Fonseas), realizado nesta terça-feira (05), em Brasília. O evento, contou com a presença da secretária nacional de Assistência Social, Maria do Carmo Brant, e representantes de 18 estados.
Fernanda afirmou que a regionalização já é uma realidade no Paraná desde 2011, quando o estado implantou um modelo de gestão que apresenta excelentes resultados. “Instalamos 22 escritórios regionais, que atendem todos os 399 municípios paranaenses, sempre levando em conta suas especificidades no desenvolvimento e execução de programas e serviços socioassistenciais”, destacou. “O nosso país é conhecido pela sua diversidade cultural, social e econômica. São comunidades quilombolas, indígenas, rurais, urbanas, litorâneas, grandes centros ou pequenas cidades. É preciso que todas essas diferenças sejam levadas em consideração ao debatermos a política de assistência social”, reforçou.
A proposta do Paraná foi apresentada durante o debate sobre metas e prioridades do Pacto de Aprimoramento do Sistema Único de Assistência Social (Suas), para os próximos três anos, com base no Plano Decenal. O estado também defendeu a criação de um grupo de apoio técnico para avaliação do pacto.
BEM-VINDA - Para a secretária nacional a proposta é muito bem-vinda, tendo em vista que o pacto não contemplou até o momento as especificidades regionais e suas realidades. Maria do Carmo também destacou a experiência do Paraná no monitoramento das famílias. "O Paraná é muito forte e exemplar para todos os estados brasileiros. O estado já tem toda uma tecnologia e expertise, tanto no sistema de monitoramento, como na implantação de ações voltadas à superação das vulnerabilidades das famílias, a exemplo do programa Família Paranaense, que respeita e atende a particularidade de cada família”, disse ela.
FAMÍLIA PARANAENSE - Fernanda Richa convidou os representantes estaduais a conhecerem melhor o programa Família Paranaense e a compartilhar o conhecimento com os outros estados e municípios. O convite foi bem recebido pela secretária nacional e pelos representantes de São Paulo e Tocantins, que manifestaram interesse em visitar o Paraná e conhecer de perto a experiência do estado na área de assistência social.
O vice-presidente regional da região Sudeste no Fonseas, Floriano Pesaro, propôs que a próxima reunião do Fonseas aconteça em Curitiba. "O Família Paranaense é uma referência para todos nós, secretários, que temos essa preocupação de ir além das fronteiras do equipamento público - como os Centros de Referência de Assistência Social e os Centros Especializados de Assistência Social. O programa traz essa inovação com muito brilho e eficiência. Vale a pena conhecer o que o estado está fazendo", ressaltou.
PRESENÇAS – Participaram da reunião do Fonseas representantes dos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal.
Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa