Outubro Rosa

Após dois meses, programa RenovaPR chega ao projeto número 1000

Confira o áudio desta notícia


© SEAB

Dois meses após a abertura para a realização de projetos, o Programa Paraná Energia Rural Renovável (RenovaPR) chegou, nesta terça-feira (05), ao processo número 1000. O programa está aberto aos produtores interessados tanto na instalação de unidades solar fotovoltaica quanto de biodigestores, que transformam a biomassa em energia.

Os projetos são recebidos nos escritórios municipais do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná–Iapar–Emater (IDR-Paraná). Os mil acatados no órgão estadual representam investimentos no valor de R$ 169,1 milhões. Do total, 460 projetos já estão em instituições financeiras, somando R$ 78,8 milhões.

“Nós temos possibilidade concreta de gerar muita energia no meio rural paranaense seja por placa fotovoltaica seja por biodigestor, nós temos fonte inesgotável de produção renovável e sustentável de energia no Paraná”, disse o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara. “Por isso decidimos estimular a geração no próprio sítio e percebemos, com muita satisfação, que a resposta está sendo bem positiva”.

Para acelerar o processo de atendimento ao agricultor, o IDR-Paraná lançou editais de chamada pública para interessados em prestar serviços para energia solar e biogás em ambientes rurais. Aproximadamente 400 empresas já estão homologadas para atender produtores rurais em projetos nos dois sistemas.

Os produtores interessados precisam se dirigir à unidade municipal do IDR-Paraná mais próxima de sua propriedade. É ali que ele manifesta interesse em aderir ao programa e opta, entre os homologados, quem melhor atende seus objetivos.

Caso pretenda aproveitar os benefícios do Banco do Agricultor Paranaense, o produtor deve procurar também o agente financeiro credenciado a esse programa.

O Banco do Agricultor prevê que, em projetos contratados até 31 de dezembro de 2022, o Estado vai assumir integralmente o pagamento das taxas de juros. São passíveis do benefício valores financiados de até R$ 500 mil para energia solar fotovoltaica e de até R$ 1,5 milhão em biodigestor.

Nesse processo, a Fomento Paraná, responsável pela gestão administrativa e financeira do Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE), tem papel fundamental como garantidor da compensação assumida pelo Estado.

PROGRAMA – O Governo do Paraná busca a constituição de políticas públicas que ajudem os produtores rurais de distintas cadeias produtivas na viabilidade e competitividade de seus negócios. Com o RenovaPR, o objetivo é oferecer condições para agricultores/empresas promoverem a autoprodução de energia, própria e renovável, com possibilidade de reduzir custos de produção e ampliar suas atividades.

Ao mesmo tempo, eles podem tratar dejetos animais e resíduos agrícolas e agroindustriais, promovendo a correta destinação e a adequação ambiental das suas atividades. Dessa forma, contribuem na orientação do agro paranaense em direção à sustentabilidade e aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa