Outubro Rosa

Campanha Floresce Paraná distribui 15,7 mil mudas e passa a integrar programa ambiental

Confira o áudio desta notícia


A primeira-dama Luciana Saito Massa, que preside o Conselho de Ação Solidária, e o secretário de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, participam  da distribuição de mudas da campanha Floresce Paraná.F oto: Valdelino Pontes
© Valdelino Pontes

A Campanha Floresce Paraná deste ano, realizada nesta sexta-feira (27), passou a integrar o programa Paraná Mais Verde e ganhou uma nova madrinha, a primeira-dama do Estado e presidente do Conselho de Ação Solidária, Luciana Saito Massa. Promovida pela Superintendência Geral de Ação Solidária do Governo do Estado para marcar o Dia Nacional do Voluntariado, celebrado em 28 de agosto, a campanha busca estimular a conscientização dos paranaenses para o cuidado com o meio ambiente.

Na primeira edição, em 2020, foram plantadas 85 mudas de árvores nativas. A edição deste ano distribuiu 15,7 mil mudas em 21 municípios, com apoio do Instituto Água e Terra (IAT), através dos Escritórios Regionais. Luciana Saito Massa, junto com o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, distribuiu mudas de Ipê Amarelo (árvore símbolo da campanha deste ano), Araçá, Guabiroba e Pitanga, em Curitiba. Eles também plantaram uma árvore na sede Instituto.

Luciana destacou que o trabalho voluntário faz ainda mais sentido neste momento de pandemia da Covid-19. “O trabalho voluntário envolve amor, empatia e muita compaixão. E neste momento que estamos com mais tranquilidade em relação à pandemia, pensamos em fazer uma grande mobilização, algo maior, e acho que vamos colher bons frutos a partir dessa união”, afirmou.

“Para mim, é uma honra receber o título de madrinha desse programa, porque temos que nos unir em busca do futuro próximo e acredito que só vamos conseguir mudar esse quadro com a ajuda de todos”, completou Luciana.

Durante a semana, a campanha entregou sementes de árvores nativas para as secretarias municipais, entidades e ONGs ligadas ao meio ambiente. As secretarias estaduais e autarquias do Paraná receberam mudas de Ipê Amarelo para fazer o plantio nesta sexta-feira.

VIVEIROS - As mudas entregues para a população gratuitamente são produzidas nos 19 viveiros florestais do Estado. Eles têm capacidade de fornecer cerca de 3 milhões de mudas nativas ao ano, inclusive as ameaçadas de extinção, como peroba-rosa, imbuia e araucária. 

“Temos um grande programa de produção de mudas de árvores nativas, sendo boa parte delas frutíferas. Agora ganhamos, com a parceria da primeira-dama, o voluntariado para ajudar a fazer o plantio. Isso vai criar um despertar, uma consciência na população do Paraná, mostrando a humanização do governo Ratinho Junior”, disse o secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes.

PARANÁ MAIS VERDE - Ele lembrou que o programa Paraná Mais Verde foi premiado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que o Estado vai representar o Brasil na COP26 – 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, programada para ser realizada na cidade de Glasgow, Escócia, entre 1 e 12 de novembro de 2021, sob a presidência do Reino Unido. O programa tem o objetivo de contribuir com o reflorestamento ambiental e recuperação de áreas degradadas. “Temos que cuidar e recuperar o meio ambiente, junto com ações para o desenvolvimento do nosso Estado”, completou Nunes.

VOLUNTÁRIOS – Os participantes da ação desta sexta-feira (27) se tornaram voluntários do meio ambiente. “Vou colocar semente num baldinho, enterrar e regar”, disse Henrico de seis anos. A mãe, Gisele Figueiredo, conta que as mudas serão plantadas na chácara dos avós do menino. “Sempre despertamos essa intenção para a importância da natureza, ainda mais com filho pequeno”, afirmou.

O empresário Mauricio Pacheco ouviu na rádio que estavam distribuindo mudas gratuitamente e passou no drive-thru de Curitiba. “Estava aqui perto e resolvi pegar umas mudas de ipê-amarelo. Eu acho que é pensar no futuro, tenho um filho de quatro anos e temos que manter a natureza sempre mais forte que a gente. Sem saúde ecológica, não conseguimos evoluir”, afirmou.

Também o fotógrafo Marcelo Deguchi da Silva levou para casa mudas de árvores frutíferas. “Entrei no site do instituto e descobri que é só entrar e se cadastrar. Cresci com conscientização ambiental e isso tem que ser passado para frente”, disse.

O IAT conta com três programas que permitem a participação de voluntários: nas Unidades de Conservação, nos viveiros florestais, e no cuidado a animais silvestres. É possível conhecer os programas no site www.iat.pr.gov.br.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa