Outubro Rosa

Governo publica chamamento a empresas para a construção de 30 mil moradias

Confira o áudio desta notícia


Construtoras interessadas em firmar parcerias com o Governo do Estado para a construção de casas populares podem se habilitar, a partir desta sexta-feira (2), no novo Chamamento Público do programa Casa Fácil Paraná. O edital está disponível no site da Cohapar e prevê a concessão de subsídios de R$ 15 mil por família em imóveis financiados pelo Governo Federal.  -  Foto: Rodrigo Félix Leal
© RODRIGO FELIX LEAL

Construtoras interessadas em firmar parcerias com o Governo do Estado para a construção de casas populares podem se habilitar, a partir desta sexta-feira (2), no novo Chamamento Público do programa Casa Fácil Paraná, que vai beneficiar quase 30 mil famílias. O edital está disponível no site da Cohapar e prevê a concessão de subsídios de R$ 15 mil por família em imóveis financiados pelo governo federal.

Segundo o superintendente de Programas da Cohapar, Kerwin Kuhlemann, os empreendimentos serão divulgados às famílias inscritas na Cohapar à medida em que forem analisados e aprovados pela companhia.

“A partir de agora as empresas poderão submeter os seus empreendimentos no chamamento, que serão verificados em relação aos pré-requisitos exigidos pelo programa e os limites estipulados de moradias por região e município”, explica Kuhlemann.

COMO PARTICIPAR – Os R$ 15 mil poderão ser solicitados por famílias com renda de até três salários mínimos devidamente cadastradas no sistema da Cohapar, mediante inscrição no link cohapar.pr.gov.br/cadastro e indicação do empreendimento de interesse.

De acordo com o presidente da Cohapar, Jorge Lange, se aprovados pela Caixa Econômica e pela companhia, o subsídio será repassado diretamente ao banco para custeio da entrada e abatimento do financiamento imobiliário das famílias.

“Os cidadãos interessados se inscrevem para aquele empreendimento específico e emitem o comprovante de inscrição pelo site da Cohapar. Depois, devem usá-lo para iniciar a negociação de compra com a construtora e a aprovação de crédito junto à Caixa”, explica Jorge Lange. “Com o crivo da Caixa e a assinatura do contrato, o dinheiro será depositado diretamente na conta do banco”.

RECUPERAÇÃO ECONÔMICA – Com orçamento de R$ 450 milhões do tesouro estadual, a iniciativa vai beneficiar cerca de 30 mil famílias. A nova modalidade eleva o Casa Fácil Paraná à condição de maior programa habitacional de um governo estadual em desenvolvimento no país atualmente, além de um dos maiores da história da habitação no Estado.

De acordo com o presidente da Cohapar, o programa vai reduzir significativamente o déficit habitacional do Paraná ao atender a parcela da população que compõe a maior parte das famílias sem casa própria.

“Temos um índice de demanda por novas moradias de 322 mil unidades. Com essa primeira etapa do programa queremos eliminar 10% da dessa necessidade habitacional, o que representa um volume de projetos nunca feito antes de uma só vez”, afirma Lange.

GERAÇÃO DE EMPREGOS – Além do impacto social direto, a construção das casas receberá um investimento de aproximadamente R$ 3,5 bilhões do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), o que deve gerar cerca de 100 mil empregos diretos e indiretos na indústria da construção civil.

A expectativa é de que os primeiros empreendimentos sejam aprovados e divulgados aos pretendentes nos próximos dias. “Muitas construtoras já possuem projetos em fase adiantada junto à Caixa Econômica, então devemos ter uma série de empreendimentos protocolados nestes primeiros dias, que na sequência serão divulgados à população da localidade inscrita na Cohapar”, informa Kuhlemann.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa