Outubro Rosa

Conselho aprova adesão da UEM ao Sistema de Seleção Unificada

Confira o áudio desta notícia


Conselho aprova adesão da UEM ao Sisu e alterações no Vestibular  -  Foto: UEM
© UEM

Em reunião do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual de Maringá (UEM) foi aprovada a adesão da universidade ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para ingresso no ano letivo de 2022, como forma de ampliação de acesso nos cursos. Na reunião, realizada nesta semana, também foram aprovadas alterações no vestibular, que passa a ser realizado em apenas um dia.

A UEM tem se destacado entre as melhores universidades nos últimos anos, não só do Estado e do País, mas também em nível internacional, pela qualidade de seu Ensino, Pesquisa e Extensão.

“Acreditamos que podemos sempre avançar e, nesse sentido, o Sisu proporciona aos jovens uma nova oportunidade de adentrar numa universidade pública, gratuita, de qualidade, inclusiva e que almeja contribuir para com os sonhos de diversos brasileiros de fazer parte do Ensino Superior Público de qualidade”, afirma a pró-reitora de Ensino da UEM, Alexandra de Oliveira Abdala Cousin.  

A adesão pelo Sisu ao ingresso no ano letivo de 2022 engloba todos os cursos de graduação, exceto os que exigem prova de habilidade específica, como o curso de Música, e se deu para que o quantitativo de vagas ociosas na UEM fosse ocupado.

De acordo com a professora Vanessa Rombola Machado, caberá ao Coordenador do Conselho Acadêmico estabelecer o número mínimo de 10% do total de vagas dos cursos, as quais serão descontadas das vagas do sistema universal. “Essa ampliação de ingresso na UEM por meio do Sisu poderá proporcionar maior visibilidade aos cursos de graduação, principalmente aos cursos com menor concorrência por vagas em nível nacional”, explica Vanessa Machado.

A adesão ao Sisu foi aprovada com 96 votos a favor, 9 contrários e 7 abstenções. Já a votação para que o vestibular deixasse de ser realizado em dois dias e ser aplicado em apenas um dia, teve 99 votos a favor e 6 abstenções.

MUDANÇAS  A Comissão do Vestibular Unificado (CVU) propôs modificações e readequações a este processo de ingresso, aprovados pelo CEP. Além da alteração da prova de dois para um dia, com duração de até cinco horas no período da tarde, o exame terá alteração no número de questões para adequação ao tempo.

Também houve a inclusão do conteúdo de Educação Física na prova de Conhecimentos Gerais do Vestibular e do Processo de Avaliação Seriada (PAS), uma vez que a Educação Física consta como disciplina obrigatória da área das linguagens na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para os anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio, bem como no Referencial Curricular do Paraná.

Outra alteração foi quanto a forma de solicitar recursos quanto ao Gabarito Provisório. O candidato poderá fazê-lo por meio do Menu do Candidato (seguindo o estabelecido nas resoluções atuais é somente via Protocolo Geral da UEM), mantendo o prazo de 24 horas a partir da divulgação.

O candidato também poderá propor o recurso do Reexame de Redação apenas no formato online via Menu do Candidato no prazo de 48 horas para que os candidatos interponham recurso em relação à nota da Redação.

Segundo a presidente da Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU), Maria Raquel Marçal Natali, as alterações visam facilitar a logística e, consequentemente, a participação dos candidatos no vestibular da UEM, além da organização do processo que, devido à pandemia da Covid-19, deve cumprir as normas de Biossegurança, utilizando o dobro de salas para aplicação das provas.

“Os candidatos terão maior facilidade do ponto de vista econômico com um dia de provas apenas, procedimento também adotado por outras universidades estaduais”, explica Natali.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa