Outubro Rosa

Aeronaves da Casa Militar somam nove dias ininterruptos em horas de voo na entrega de vacinas

Confira o áudio desta notícia


Foto: José Fernando Oura/AEN
© Jose Fernando Ogura

O dia 19 de janeiro foi um marco para o Paraná: foi neste dia que as primeiras doses da vacina contra a Covid-19 começaram a ser distribuídas para os 399 municípios do Estado. E, para isso, uma logística afinada era fundamental para dar velocidade à entrega e à proteção dos paranaenses. Neste dia, três aviões estavam disponíveis para levar as doses aos municípios mais distantes de Curitiba.

Desde então, já foram entregues 701 caixas de vacinas contra o coronavírus, o equivalente a mais de 1,5 milhão de doses, e 2.252 caixas de medicamentos, totalizando 214:56 horas de deslocamento, o equivalente a nove dias ininterruptos no ar ou algumas voltas ao redor do mundo. O balanço é do Departamento de Transporte Aéreo da Casa Militar do Estado do Paraná e leva em consideração os dados disponíveis até o dia 4 de junho de 2021.

As aeronaves disponibilizadas pela Casa Militar são dos seguintes modelos: um Beechcraft King Air 350, um Beechcraft King Air C90 e um Cessna Grand Caravan, além de um helicóptero Eurocopter EC 130 B4. Ainda há um avião e dois helicópteros do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) e helicópteros da Polícia Civil que também dão apoio à Secretaria de Saúde.

Para auxiliar na logística, a Secretaria de Saúde divide os 399 municípios em 22 Regionais, cujas sedes são os municípios de maior porte nas regiões. As vacinas enviadas ao Paraná pelo Ministério da Saúde desembarcam no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e na sequência são encaminhadas ao Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), na Capital. Lá, é feito um processo de checagem, organização e divisão dos quantitativos por Regional.

Uma vez prontas, as regionais mais próximas da Capital buscam as vacinas por via terrestre. As mais distantes contam com o apoio das cinco aeronaves da Casa Militar, que aceleram essa entrega partindo do Aeroporto do Bacacheri, em Curitiba. A partir daí, cada Regional organiza a distribuição para os demais municípios.

A diretora do Cemepar, Margely de Souza Nunes, ressalta que essa parceria é fundamental para dar agilidade ao envio das vacinas. “Precisamos assegurar que cada remessa de vacinas que recebemos do Ministério da Saúde será entregue no menor tempo possível em todas as regiões. Por isso, contar com o apoio das aeronaves para fazer com que as doses cheguem mais rápido é garantir a saúde de todos os municípios. O Paraná tem sido um exemplo nessa logística”, pontua.

O tenente-coronel Welby Salles, chefe da Casa Militar, endossa essa importância. “A Casa Militar tem atuado firmemente na distribuição das vacinas em todo o Paraná. Estamos com toda nossa frota disponível e trabalhando durante toda a madrugada para que a vacina chegue em cada ponto do nosso Estado”, afirma.

Ele estima que, com a previsão de chegada de um número grande de doses nas próximas semanas, as aeronaves devem intensificar o serviço ainda mais. “Na semana passada tivemos o maior número de vacinas e medicamentos encaminhados para todo o Estado, e a previsão é que nosso trabalho realmente não pare”, completa.

REGIONAIS – A regional que mais recebeu os aviões foi Londrina: foram 27 voos, com total de 45 horas e 43 minutos. Com média de 1h42 minutos por voo, a entrega é muito mais acelerada com esse meio de transporte: por via terrestre, a viagem leva em torno de cinco horas.

A Regional de Maringá também recebeu 27 voos, totalizando 26h39 de tempo total - uma média de uma hora por voo, cinco a menos que as seis necessárias por via terrestre. Foz do Iguaçu, com 16 voos, tem 23h26 de tempo total. A média por voo chega a 1h45, enquanto, por carro, a viagem leva 8h30.

Outras cidades já atendidas foram Cascavel (20 voos, 17h23 de tempo total), Umuarama (13 voos, 14h02 de tempo total), Apucarana (10 voos, 10h59 de tempo total), Toledo (10 voos, 9h43 de tempo total), Cianorte (8 voos, 3h26 de tempo total), Paranavaí (7 voos, 6h21 de tempo total), Campo Mourão (7 voos, 6h57 de tempo total), Jacarezinho (6 voos, 10h04 de tempo total), Pato Branco (5 voos, 4h11 de tempo total), Guarapuava (5 voos, 4h47 de tempo total), Cornélio Procópio (4 voos, 4h47 de tempo total), Francisco Beltrão (3 voos, 3h48 de tempo total) e Telêmaco Borba (2 voos, 1h01 de tempo total).

São os municípios com aeroportos aptos a receberem os voos com essas aeronaves. As entregas favorecem a distribuição rápida aos demais municípios mais próximos.

VACINAÇÃO – Segundo o Vacinômetro do Sistema Único de Saúde (SUS), o Paraná já aplicou 4.458.280 vacinas contra a Covid-19. Destas, 3.197.008 são primeiras doses e 1.261.272 são segundas doses, que completam o ciclo de imunização.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa