Obras da nova ponte entre Brasil e Paraguai já ultrapassam 50% de execução 

Confira o áudio desta notícia


Foto: Guilherme Flores/Casa Civil
© Guilherme Flores/Casa Civil

As obras da Ponte da Integração Brasil - Paraguai, que vai interligar as cidades de Foz do Iguaçu, no Paraná, e Presidente Franco, no país vizinho, alcançaram 52% de execução. A nova ponte internacional deve ser entregue em 2022. 

Parceria entre o Governo do Paraná, Itaipu Binacional e governo federal, a construção é financiada com recursos da Itaipu Binacional e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) é responsável pela gestão da execução e fiscalização do andamento dos serviços. 

Dos R$ 323 milhões previstos para as obras, já foram aplicados R$ 122,5 milhões. A ponte está sendo construída simultaneamente nas margens do Rio Paraná em ambos os países e mobiliza cerca de 2,5 mil trabalhadores. 

“Estamos impressionados com a velocidade desta obra que ficará pronta no ano que vem. Já temos mais da metade da ponte concluída e o projeto inclui também um novo acesso rodoviário”, disse o chefe da Casa Civil, Guto Silva, que esteve nas obras nesta quinta-feira (22), acompanhado pelo líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Hussein Bakri. 

Silva destacou a estrutura da ponte, que será do tipo estaiada, ou seja suspensa por cabos, com 760 metros de comprimento e vão livre de 470 metros. A ponte terá pista de rodagem com 3,7 metros de largura em cada sentido, além de 3 metros de acostamento e passeio de pedestres com 1,7 metro.

“Será o maior vão livre da América Latina, uma infraestrutura que vai alterar toda a região, tanto em termos de logística quanto de desenvolvimento econômico e urbano”, afirmou. 

ANDAMENTO – Na margem brasileira, durante o mês de abril as obras se concentraram na caixa de equilíbrio, estrutura em concreto armado que funciona como contrapeso para os 470 metros do vão central. A próxima etapa consiste na elevação da sua altura. A previsão é que até o fim deste mês o mastro principal alcance 120 metros, finalizando a primeira fase da execução da torre. Já no Paraguai, o mastro principal deve atingir 97 metros de altura no final de deste mês. 

PERIMETRAL – O lado brasileiro terá infraestrutura completa de fronteira, com implantação de aduanas, órgãos de controle e fiscalização, além de um novo acesso rodoviário, conhecido como Via Perimetral. O acesso, também em construção, vai interligar a ponte à BR-277, passando por fora do Centro de Foz do Iguaçu, reduzindo o fluxo de veículos pesados na área urbana.  

A implantação da rodovia perimetral leste de Foz do Iguaçu começou em março deste ano e conta com três frentes de serviço em andamento. Serão 15 quilômetros, com seis novos viadutos e duas novas aduanas.  

A obra, orçada em R$ 104 milhões, também é financiada pela Itaipu Binacional e a execução está a cargo do DER/PR. No total, a Ponte da Integração e a nova perimetral até a BR-277 receberão investimentos de mais de R$ 400 milhões da hidrelétrica. 

RODOVIA DAS CATARATAS – Outra obra estratégica em Foz do Iguaçu em parceria com Itaipu é a duplicação da BR-469, conhecida como Rodovia das Cataratas. A intervenção prevê investimentos de R$ 139,4 milhões, financiados pela usina hidrelétrica. O Estado será responsável pela licitação, gestão e acompanhamento da obra. 

Única via de acesso às Cataratas do Iguaçu e ao aeroporto, e o mais importante corredor turístico de Foz do Iguaçu e da região Oeste, a BR-469 terá nove quilômetros revitalizados, do trevo de acesso à Argentina até a entrada do Parque Nacional do Iguaçu, um dos principais cartões postais do País.  

O projeto de engenharia está em análise pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Caso seja aprovado ainda este mês, o DER/PR irá licitar as obras em maio. 

A duplicação da Rodovia das Cataratas deve ser concluída até 2024 e é parte de um pacote de investimentos de R$ 1,4 bilhão viabilizado pela Itaipu Binacional em obras no Paraná. Também fazem parte deste pacote a ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, já entregue; a implementação da Estrada Boiadeira, entre Porto Camargo e Umuarama; o Contorno de Guaíra; a duplicação do Contorno Oeste e da BR-277, em Cascavel; e a revitalização da Ponte Ayrton Senna, também em Guaíra. 

PRESENÇAS – Também participou da visita o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Nestor Werner Junior, e o engenheiro Thiago Henrik Moreira, do Detran/PR. 

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa