Outubro Rosa

Site especial sobre coronavírus alcança 800 mil visualizações

Confira o áudio desta notícia


Site especial sobre coronavírus alcança 800 mil visualizações. Foto: Gilson Abreu/AEN

O site www.coronavirus.pr.gov.br foi colocado no ar no dia 16 de março, mesma data do primeiro decreto do Governo do Estado com medidas restritivas de circulação em função da Covid-19. Nessa estratégia casada, a página trazia orientações sobre prevenção em vídeos, textos e imagens, um telefone e um WhatsApp para orientação geral, e explicava as formas de contágio e os riscos da manutenção da circulação normal nas cidades. Nesta quinta-feira (7), 53 dias depois, já foram contabilizados 326 mil usuários únicos e 800 mil visualizações na homepage e nas demais abas.

Ao longo desse período a página foi incorporando as iniciativas do Governo do Estado em todas as áreas a partir das matérias produzidas pela Agência de Notícias do Paraná e dos trabalhos desenvolvidos pelas demais secretarias, autarquias e empresas públicas. O portal se tornou mais interativo, responsivo e completo, e as dúvidas que se acumulavam na chegada da pandemia no Paraná foram sendo amparadas por comunicação direta com a sociedade e novas políticas públicas.

“O site surgiu da necessidade de agrupar as nossas informações. Ele também está na origem da campanha troque a preocupação pela prevenção. É a porta de entrada e de permanência para quem tem dúvida”, destacou o secretário estadual de Comunicação Social e Cultura, João Debiasi. “A comunicação do Estado trabalha desde o começo da emergência em saúde pública com o objetivo de orientar, proteger e ajudar a nossa população”.

O site exclusivo para Covid-19 foi um dos primeiros do País. Ele foi construído pela Celepar (Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná) em tempo recorde e é administrado diariamente pela equipe de Marketing do Governo do Estado. O formato do início era mais acanhado, posicionado em apenas uma página, mas ele acompanhou a resposta rápida de todas as áreas da administração estadual e em menos de um mês ganhou o formato atual.

“Criamos um espaço digital capaz de agregar informações novas todos os dias, o que gera confiança por parte da sociedade no planejamento estadual”, disse Leandro Moura, presidente da Celepar. Segundo ele, o site foi pensado para todas as plataformas e envolve trabalho diário de tecnologia e comunicação. “É um canal essencial para ajudar a sociedade diante do novo coronavírus e da necessidade de amplificar o alcance da informação pública”, acrescentou.

NOVA CARA – Atualmente, com alguns cliques em www.coronavirus.pr.gov.br o usuário pode conhecer as linhas de crédito do BRDE e da Fomento Paraná para as empresas e os programas emergenciais para as famílias mais vulneráveis, como o Luz Fraterna e a Tarifa Social de Água e Esgoto. Na área da saúde, há informações detalhadas sobre a contração de leitos hospitalares, novos profissionais, habilitação de laboratórios para exames e operacionalidade das farmácias públicas.

Outros setores criados a partir da consolidação de novas ideias foram o de voluntariado e doações.

O primeiro, coordenado pela Superintendência Geral de Ação Solidária, permite a inscrição de qualquer cidadão com idade entre 18 e 59 anos para ajudar na linha da frente da logística estadual. Já são 2 mil inscritos. O segundo tem braços em todas as áreas do Governo e facilita a doação, por parte do cidadão, de produtos de higiene, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), alimentos, roupas e outros bens.

Com a evolução dos trabalhos direcionados contra a Covid-19, o site também passou a disponibilizar o número de leitos disponíveis e contratados para a rede pública; os dados das compras estaduais efetuadas sob todos os regimes de contratação, inclusive dispensa; e os boletins semanais conjunturais com os resultados econômicos.

Esse conteúdo também está disponível nas contas oficiais do Governo do Estado no Facebook (www.facebook.com/governoparana), Twitter (twitter.com/governoparana) e Instagram (www.instagram.com/governoparana). Os materiais podem ser compartilhados nas redes sociais para evitar a propagação de fake news e alarmismos.

TRANSPARÊNCIA – A evolução do www.coronavirus.pr.gov.br pode ser medida pelo salto do Paraná no ranking da entidade Open Knowledge, que avalia o nível de acesso a informações públicas facultado aos cidadãos. O Estado saiu do 16º lugar para o 3º em transparência no combate à pandemia.

Um dos principais indutores desse salto é o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde, que é atualizado diariamente na página oficial da pasta e no site especial do novo coronavírus. “O boletim é o nosso principal termômetro. Ele foi ganhando corpo, novas informações e a cada dia está mais completo. As nossas análises diárias saem dele, é o que nos ajuda com as políticas sanitárias necessárias”, ressaltou Beto Preto, secretário estadual de Saúde. "Ele permite que moradores de todas as cidades possam avaliar a ocorrência da pandemia na sua região".

As primeiras informações eram divulgadas em uma lista de cidades com casos suspeitos, histórico de viagem para o Exterior, gênero e idade. Mas desde abril ele traz um raio-x completo da circulação da doença, número de óbitos, internados e recuperados, incidência nas cidades, ocupação dos leitos, realização dos testes rápidos e exames laboratoriais e faixas etárias. A última novidade, incluída na quinta-feira (7), é a análise de pacientes acometidos por Síndromes Respiratórias Agudas Graves.

Na aba transparência o usuário também tem acesso a todas as alterações de legislação promovidas desde o começo da pandemia, como a instituição do estado de calamidade pública, as mudanças tributárias para baratear medicamentos, a lista de atividades essenciais e a regulamentação da lei que permite a utilização do Fundo Estadual de Combate à Pobreza para o Cartão Comida Boa.

Esse espaço ainda detalha as cartilhas disponibilizadas pela Controladoria-Geral do Estado (CGE) para garantia do uso correto do dinheiro público durante a pandemia.

TELEMEDICINA – Pelo www.coronavirus.pr.gov.br os paranaenses têm acesso ao aplicativo Telemedicina Paraná e aos canais de telefone e WhatsApp com orientações sobre prevenção, além do funcionamento dos órgãos públicos e dos serviços estaduais.

O Telemedicina Paraná é um serviço gratuito e pode ser acessado de qualquer localidade por meio do aplicativo de mesmo nome disponível para os sistemas Android e iOS. Além de desafogar o sistema de saúde e contribuir com o isolamento social, ele funciona como termômetro do monitoramento epidemiológico do Paraná. Nesta semana foi instalada a ferramenta que permite acesso aos serviços de psicólogos.

Pelo aplicativo, o usuário passa por uma triagem feita por inteligência artificial. Caso haja a identificação de sintomas relacionados à Covid-19, ele é direcionado para uma conversa com estudantes dos últimos períodos dos cursos de enfermagem e medicina, bolsistas do programa. Eles tiram as dúvidas e, dependendo do quadro do paciente, o encaminham para uma consulta online com médicos.

Desde que ele foi lançado, há pouco mais de três semanas, houve 3.097 atendimentos até a triagem, 772 com os médicos e quatro encaminhamentos para Unidades Básicas de Saúde. Desde o dia 1º de maio foram 21 atendimentos psicológicos.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa