Outubro Rosa

Rádio - Notícias

13/07/2012

Projeto da Penitenciária de Ponta Grossa concorre a prêmio nacional


A Penitenciária Estadual de Ponta Grossa, unidade de regime fechado da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, está concorrendo à 9ª edição do Prêmio Innovare 2012, com o Projeto de Inclusão Digital. Desenvolvido há três meses, o projeto oferece aulas de informática básica para os presos, em parceria com o Instituto Mundo Melhor do município e com a Justiça Federal, que viabilizou a ideia com verbas do Sistema de Controle de Execuções Penais. Quarenta presos freqüentam as aulas e 10 que já concluíram o curso receberão certificado no fim deste mês. A carga horária é de 40 horas, divididas em módulos de uma semana com turmas de 10 participantes. A cada 12 horas de estudo, o preso tem direito a um dia de remição da pena. O projeto também acontece no Centro de Regime Semiaberto de Ponta Grossa. A inciativa de inscrever o projeto para concorrer ao prêmio Innovare foi do presidente da Associação Paranaense dos Juizes Federais, Antônio Cesar Bochenek. Para os diretores da Penitenciária de Ponta Grossa, Luiz Francisco da Silveira, Carlos Fernando Von Hoonholtz, a iniciativa tornou-se uma das principais ferramentas de inclusão social dos apenados. Segundo eles, o interesse dos internos pelos cursos e pela informática é tão grande que os dois estabelecimentos penais estão com fila de espera de alguns meses. A 9ª edição Prêmio Innovare tem como tema “Desenvolvimento e Cidadania” e na premiação especial, “Justiça e Sustentabilidade”. A premiação acontecerá em dezembro, no Supremo Tribunal Federal, em Brasília. (Repórter: Maria Eduarda Buchi)


Recomendar esta página via e-mail: