Intermediação do Estado permite regularizar situação de 5 mil famílias

Cerca de cinco mil famílias de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, que estavam instaladas de modo irregular em terreno no Jardim Israelense e Jardim Arco Íris, no bairro Capela Velha, poderão regularizar seus imóveis e continuar residindo no local. Em 2009, os moradores começaram a ocupar a área de 400 mil metros quadrados, pertencente até então a Comércio de Imóveis Brasil (Cibraco S.A.).

Com o intermédio do Governo do Estado foi possível resolver a questão, que se arrastava há anos, chegando a um entendimento entre a empresa e as famílias.

FUNDAMENTAL - De acordo com o assessor especial para Assuntos Fundiários do Governo do Estado, Hamilton Serighelli, desde 2012 o Estado trabalhava para tentar resolver essa questão junto com o proprietário e com a prefeitura de Araucária. Segundo ele, com diálogo e apoio do Poder Judiciário e do Ministério Público foi possível chegar a um consenso com as famílias e resolver essa situação.

“O diálogo foi fundamental para resolver o caso com tranquilidade e para que todos ficassem satisfeitos, tanto às famílias quanto o proprietário. Esse é um modelo a ser replicado, uma demonstração de que é possível resolver os conflitos de maneira pacífica”, afirmou Serighelli.

Ele explicou que retirar as famílias do local traria um problema ainda maior, já que a prefeitura não teria como realocá-las. A regularização do Israelense e Arco Íris permite, ainda, que o município comece a pensar na infraestrutura da região, como obras de pavimentação, saneamento básico, regularização da instalação de energia elétrica e equipamentos públicos.

Com o acordo, as famílias estão pagando pelo imóvel diretamente à empresa. A solução consensual para o problema fixou que o metro quadrado ocupado do imóvel custaria para o morador R$ 250,00. No geral, a parcela inicial para cada morador ficou em cerca de R$ 270, variando de acordo com o tamanho do terreno. Além disso, com a regularização essas famílias precisarão agora, além da prestação do terreno, pagar IPTU, taxa de iluminação pública e coleta de lixo.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro