A governadora Cida Borghetti durante a entrega dos prêmios da 35ª premiação do programa Nota Paraná, do mês de outubro em evento no Palácio Iguaçu nesta quarta-feira (24). - Curitiba/Pr, 24.10.2018 - Foto Jonas Oliveira
Foto: Jonas Oliveira Acesse a galeria de fotos

APAEs levam dois dos principais prêmios do Nota Paraná

As APAEs de São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e de Santo Antônio da Platina, no Norte Pioneiro, foram ganhadoras da 35ª premiação do programa Nota Paraná, do mês de outubro. As entidades foram contempladas com R$ 200 mil e R$ 120 mil, respectivamente. O terceiro prêmio, de R$ 80 mil, saiu para Marlise Maria Hanser, aposentada, de Curitiba. Como outubro é o mês das crianças, os valores foram multiplicados por quartro.

A governadora Cida Borghetti entregou os prêmios nesta quarta-feira (24), em solenidade no Palácio Iguaçu, que contou com a presença de crianças e adultos atendidos pela Apae de São José dos Pinhais. Eles fizeram apresentação de dança. “O Nota Paraná se tornou um programa de Estado que vai continuar fazendo a diferença na vida das pessoas e servindo de referência para outras unidades da federação”, afirmou a governadora no encontro.

Ela destacou que desde o início do programa, em agosto de 2015, já foram disponibilizados mais de R$ 1,1 bilhão em créditos e prêmios aos consumidores e instituições sem fins lucrativos. “Além de beneficiar diretamente os cidadãos, o Nota Paraná estimula a cidadania fiscal, combate a sonegação e a concorrência desleal”, destacou.

DOBRADINHA - Neste sorteio foram gerados 60 milhões de bilhetes, explicou a coordenadora do Nota Paraná, Marta Gambini. “O programa tem sido um sucesso. A cada mês mais pessoas pedem o CPF na Nota e recebem de volta 30% do ICMS pago pelos lojistas, além de concorrer aos prêmios mensais”, disse ela. Não esperávamos esse mês termos uma dobradinha de Apaes contempladas.”

MUITO FESTEJADO – O prêmio de R$ 200 mil veio na melhor hora para a APae de São José dos Pinhais. Com uma dívida acumulada de R$ 160 mil do FGTS, a instituição corria o risco de interromper suas atividades. Funcionando há mais de 30 anos, a APAE do município atende uma média de 330 pessoas, entre crianças e adultos, oferecendo suporte social, de saúde e pedagógico. Na escola, cerca de 33 alunos são atendidos diariamente.

“O prêmio foi vital para mantermos a Apae em funcionamento. Não tínhamos o recursos para quitar a dívida e sem isso perderíamos outros convênios. Foi muito festejado”, diz Fabiano Raupp, membro da comissão que vem administrando a instituição. “Se não houvesse os recursos do Nota Paraná este ano, não estaríamos funcionando”, afirma.

Outro auxílio importante para manter a entidade veio por parte da iniciativa privada e dos familiares das pessoas atendidas, que mobilizaram toda a comunidade de São José dos Pinhais para arrecadar mais notas fiscais para a instituição. “Os próprios pais dos alunos atendidos se mobilizaram e começaram a distribuir urnas pelo comércio do município”, diz Raupp. Empresas da cidade também auxiliaram a campanha patrocinando propagandas e outdoors.

MELHORA NO ATENDIMENTO – A APAE de Santo Antônio da Platina, contemplada com o segundo maior prêmio, funciona desde 1980 atendendo 220 estudantes matriculados e parte da comunidade com apoio pedagógico e clínico. Por mês, são cerca de 4 mil atendimentos. O prêmio será utilizado para custear a construção da quadra esportiva. “A obra custou R$ 130 mil, e o prêmio vai cobrir quase toda a reforma”, contou o secretário da entidade, Thiago Alberto Aparecido.

Mensalmente a Apae de Santo Antônio da Platina recebe cerca de 100 mil notas fiscais doadas por consumidores. Há 60 urnas espalhadas no comércio para estimular a doação e com o recurso conseguido por elas a instituição consegue pagar funcionários e custear despesas de manutenção. “O Nota Paraná se tornou uma fonte de recursos essencial para a continuidade do nosso trabalho”, disse.

APOSENTADORIA SEGURA – Para a auxiliar de enfermagem aposentada Marlise Maria Hanser, de 74 anos, o prêmio de R$ 80 mil do Nota Paraná deve contribuir para uma aposentadoria mais segura. Concorrendo com apenas 17 bilhetes, ela afirmou ter ficado desconfiada ao receber a ligação e que, ao ser informada sobre o prêmio, ficou bastante nervosa. “Não conseguia nem entrar na internet para conferir o meu bilhete”, disse. Habituada a sempre pedir o CPF na Nota nas compras do dia a dia, a aposentada diz guardará o valor na poupança. “Vou gastar aos poucos para garantir uma aposentaria segura”, contou.

ENTIDADES – Desde o início do Nota Paraná, o programa já distribuiu quase R$ 98 milhões entre créditos e prêmios para as 1.235 entidades sem fins lucrativos do Estado cadastradas no programa. São entidades de assistência social, saúde, defesa e proteção animal, desportiva e cultural, de todas as regiões do Paraná.

PRESENÇAS- Participaram do evento o secretário da Fazenda, José Luiz Bovo; os deputados estaduais Pedro Lupion, Márcio Paulik e Luiz Claudio Romanelli e os secretários de estado Nádia Oliveira de Moura (Família e Desenvolvimento Social), Silvio Barros (Desenvolvimento Urbano), José Maria Alves Pereira ( Direitos da Pessoa com Deficiência) João Luiz Fiani (Cultura), João Barbiero (Esporte e Turismo), Alexandre Teixeira (Comunicação Social).



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
A governadora Cida Borghetti durante a entrega dos prêmios da 35ª premiação do programa Nota Paraná, do mês de outubro em evento no Palácio Iguaçu nesta quarta-feira (24). - Curitiba/Pr, 24.10.2018 - Foto Jonas Oliveira
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa