A base do serviço aeromédico do Noroeste, que tem sede em Maringá e foi implantada em 2016, registrou nesta semana a marca de mil voos, entre resgates em casos de urgência e emergência, remoções inter-hospitalares, transporte de órgãos para transplante e operações de transporte de pacientes graves no Paraná.Foto; SESP

Base do serviço aeromédico do Noroeste completa 1000 voos

A base do serviço aeromédico do Noroeste, que tem sede em Maringá e foi implantada em 2016, registrou nesta semana a marca de mil voos, entre resgates em casos de urgência e emergência, remoções inter-hospitalares, transporte de órgãos para transplante e operações de transporte de pacientes graves no Paraná. Além de Maringá, o serviço conta com bases em Curitiba, Londrina, Cascavel e Ponta Grossa.

O secretário de Estado da Saúde, Antônio Carlos Nardi, ressalta que o serviço aeromédico tem grande importância no atendimento a casos graves, que exigem transporte rápido e qualificado. Ele lembra que além dos helicópteros sediados nas bases regionais e que contam com autonomia de voo de 250 quilômetros a partir da base, o serviço conta com um avião UTI totalmente equipado e outras três aeronaves da Casa Militar, usadas para atendimento médico quando necessário.

“Em muitas situações, o transporte rápido e ágil pode representar a diferença entre a vida e a morte do paciente. Ao investir no serviço aeromédico, o Governo do Paraná demonstra seu compromisso com a saúde de qualidade e eficiente para todos os paranaenses. Desde a implantação do serviço aeromédico no estado, mais de 11 mil voos exclusivos da Saúde foram realizados pelas equipes em todo o Paraná”, diz Nardi.

RESULTADOS – O serviço aeromédico apoia o Sistema Estadual de Transplantes, realizando o transporte de órgãos e equipes médicas. Atualmente, o Paraná possui o maior índice de doação de órgãos, chegando a 49 doações por milhão de população, enquanto a média nacional é de apenas 17,5.

“A população desconhece a relevância do serviço aeromédico para a saúde paranaense. Mas essas valorosas equipes têm salvado centenas de vidas e viabilizado dezenas de transplantes de órgãos. O esforço desses profissionais, aliado com a atuação forte do Governo do Paraná tem mostrado resultados inestimáveis”, finaliza Nardi.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
A base do serviço aeromédico do Noroeste, que tem sede em Maringá e foi implantada em 2016, registrou nesta semana a marca de mil voos, entre resgates em casos de urgência e emergência, remoções inter-hospitalares, transporte de órgãos para transplante e operações de transporte de pacientes graves no Paraná.Foto; SESP
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa