Encontro Macrorregional de Acompanhamento Familiar e Trabalho Social com Famílias - Foto: Rogério Machado/SECS

Programa reúne equipes de 63 municípios em Curitiba

A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social promove, nesta quinta (14) e sexta-feira (15), mais um encontro macrorregional do programa Família Paranaense. O evento, que tem o objetivo de facilitar diálogos, promover a troca de experiências e garantir acompanhamento familiar de qualidade nos municípios paranaenses, acontece no Salão de Atos do Parque Barigui, em Curitiba.

Participam 350 técnicos e gestores da rede socioassistencial, dos 63 municípios abrangidos pelas regionais de Jacarezinho, Paranaguá, Pato Branco e Ponta Grossa.

A coordenadora do Família Paranaense, Letícia Reis, diz que as capacitações permanentes são uma premissa da assistência social, para qualificar o atendimento feito pelas equipes. “São seis anos do programa, mesmo assim precisamos continuar nos aprimorando e levar cada vez mais qualidade de vida para as famílias acompanhadas”, disse a coordenadora.

EXPERIÊNCIAS – A psicóloga Lígia Pimenta, que já foi coordenadora da Secretaria de Desenvolvimento Social do estado de São Paulo, foi a palestrante desta quinta-feira.

Com o tema “Comunidade de aprendizagem e experiências significativas no trabalho social com famílias”, a psicóloga fortalece a ideia de que a troca de experiências entre os técnicos é essencial para enriquecer o trabalho com as famílias em situação de risco e vulnerabilidade social.

“Nós só podemos, de fato, entregar um bom serviço para a população que atendemos se olharmos para nós mesmos e fortalecermos nossas capacidades e competências”, afirmou Lígia.

Ao enfatizar os avanços já alcançados na área de assistência social no país, a palestrante afirma que “é preciso caminhar ainda mais na compreensão das práticas realizadas”.

PARTICIPAÇÃO – A secretária da Assistência Social de São José da Boa Vista, Denise Aparecida Kroneis, diz que é muito importante participar das capacitações para passar confiança e apoio aos técnicos. “Quanto mais a gente conhece e se aprimora, mais o trabalho é significativo, compensador e estimulante”.

Para a assistente social de Bom Sucesso do Sul, Sirlene Kopp, o encontro é uma novidade gratificante. “É a primeira macrorregional que eu participo. Venho com muitas expectativa e vontade de fazer um trabalho que faça a diferença”, diz a profissional, que trabalha no Centro de Referência de Assistência Social do município.

ACOMPANHAMENTO - O modelo de acompanhamento familiar é um dos diferenciais do Família Paranaense. São aproximadamente 14 encontros com as famílias, que acontecem ao longo de dois anos. Nesse período, as famílias são acompanhas por um técnico, que irá propor dinâmicas para a superação de suas dificuldades e da situação de vulnerabilidade.

BALANÇO – Em 2018, foram promovidos cinco encontros macrorregionais sobre o acompanhamento familiar do Programa. Ao todo, 1,5 mil técnicos e gestores de todo o Paraná participaram das capacitações, que aconteceram em várias regiões do Estado.

PROGAMA – Lançado em 2012, o Família Paranaense já atendeu mais de 330 mil famílias por meio de acompanhamento familiar, transferência de renda e ações integradas nas áreas de assistência social, saúde, educação, habitação, geração de emprego e renda. Os investimentos no programa superam R$ 230 milhões.

 



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Encontro Macrorregional de Acompanhamento Familiar e Trabalho Social com Famílias - Foto: Rogério Machado/SECS
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa