Uma parceria entre o Governo do Estado, através das secretarias estaduais da Saúde e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Hospital da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rotary Clube e Ministério Público Federal vai viabilizar a realização de mil cirurgias de Sling, para correção da incontinência urinária, problema conhecido como bexiga caída. O lançamento do Projeto Saúde da Mulher aconteceu neste sábado (10) na OAB de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, enquanto já eram realizadas as primeiras cirurgias do mutirão no Hospital Universitário.
Ponta Grossa,10/03/2018
Foto:Venilton Küchler/SESA

Parceria vai viabilizar até mil cirurgias para mulheres

Uma parceria entre o Governo do Estado, através das secretarias estaduais da Saúde e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Hospital da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rotary Clube e Ministério Público Federal vai viabilizar a realização de mil cirurgias de Sling, para correção da incontinência urinária, problema conhecido como bexiga caída. O lançamento do Projeto Saúde da Mulher aconteceu neste sábado (10) na OAB de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, enquanto já eram realizadas as primeiras cirurgias do mutirão no Hospital Universitário.

"Essa técnica de cirurgia para correção da incontinência urinária dá mais conforto e dignidade às mulheres, por isso fico muito feliz de contar com a parceria do Rotary e sociedade civil organizada para organizar um mutirão de cirurgias que vai trazer qualidade de vida às pacientes", disse o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto. Ele participou do lançamento do projeto e conheceu as primeiras pessoas beneficiadas com o mutirão no Hospital Regional.

"A família rotariana tem se mostrado parceira da saúde pública em diversas ocasiões. Foi assim com as campanhas de doação de sangue e órgãos, com a mobilização para o combate à dengue e tantas outras ações. Esse projeto é mais uma resposta positiva desta entidade que beneficia a população em geral", reforçou Caputo Neto.

Segundo o rotariano de Ponta Grossa, José Eli Salamacha, a parceria reuniu diversas unidades rotárias, inclusive o Rotary Clube Puerto Iguazu Cataratas, da Argentina e o Rotary Internacional. "Nosso objetivo é contribuir para zerar a fila desses procedimentos em nossa região e garantir bem estar físico, emocional e social às mulheres que aguardavam pela cirurgia", explicou Salamacha.

O secretário também agradeceu a participação do Ministério Público Federal, que destinou recursos apreendidos em ações de sonegação de impostos para serem aplicados em favor da saúde pública.

CIRURGIAS - Os procedimentos cirúrgicos para correção da incontinência urinária são feitos com a colocação de telas Sling, material que não é utilizado em cirurgias do SUS. As telas estão sendo adquiridas pelo Rotary e fornecidas ao Hospital Universitário para atender a demanda na região. Somente em Ponta Grossa, cerca de 600 mulheres aguardam pela cirurgia.

O custo unitário das telas é de aproximadamente R$ 900,00. O Hospital é responsável pelas consultas pré e pós-operatório e pelas cirurgias, que são realizadas pelo Sistema Único de Saúde, sem nenhum custo. Para ter acesso ao mutirão, as pessoas devem fazer consulta inicial na Unidade de Saúde mais próxima de sua casa e, se comprovada a necessidade do procedimento, a mulher é encaminhada para atendimento no hospital.

Segundo o diretor do HU da UEPG, Everson Krum, a duração do projeto é de dois anos. "Faremos os mutirões dois sábados por mês e acredito podermos zerar a demanda dos Campos Gerais antes do término desse prazo e então abriremos vagas para atender outras regiões do Estado", afirmou. Neste sábado, foram realizadas sete cirurgias e o objetivo é realizar cerca de 40 ao mês.

MAMOGRAFIAS - Neste sábado também teve início o mutirão de exames de mamografia, que vai acontecer todos finais de semana no Hospital Regional. Serão 10 exames por sábado, para atender as mulheres que têm indicação do exame para prevenção do câncer de mama. O mutirão de mamografias terá duração de seis meses.

NOVAS ALAS - Caputo Neto também inaugurou neste sábado duas novas alas do Hospital Regional: a nova Ala Administrativa (piso superior) e a Central de Materiais Médicos (piso inferior). Com as novas alas, haverá redistribuição de espaços do hospital, proporcionando mais conforto aos servidores e novas salas de aula para os alunos da área de saúde da UEPG.

Com a redistribuição, o HU vai viabilizar também, em breve, uma nova ala de hematologia. As obras somaram R$ 1 milhão, em recursos próprios do hospital, fruto da produção hospitalar.

HURCG - O Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais é vinculado à Universidade Estadual de Ponta Grossa e atua como campo de estágio para os alunos dos cursos da área da saúde, além de oferecer 10 programas residência médica e sete programas de residência multiprofissional.

O hospital atua com 164 leitos, sendo 33 de Unidade de Terapia Intensiva. Em média, o hospital faz 60 mil atendimentos ambulatoriais, 3.500 cirurgias e 40 mil exames. No ambulatório de gestação de alto risco, foram atendidas mais de 3.172 gestantes no ano. 

O Centro de Diagnóstico realiza mais de 3.200 exames mensais, sendo 1.100 exames de Raio X, 122 Mamografias, 581 Ultrassonografias, mais de 670 Tomografias e 230 Ressonâncias Magnéticas. O Laboratório de Análises Clínicas realiza cerca de 138.000 exames por mês.

PRESENÇAS - Também participaram dos eventos em Ponta Grossa, o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, o deputado estadual Márcio Pauliki e a diretora da 3ª Regional de Saúde, Scheila Mainardes.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Uma parceria entre o Governo do Estado, através das secretarias estaduais da Saúde e Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Hospital da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Rotary Clube e Ministério Público Federal vai viabilizar a realização de mil cirurgias de Sling, para correção da incontinência urinária, problema conhecido como bexiga caída. O lançamento do Projeto Saúde da Mulher aconteceu neste sábado (10) na OAB de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, enquanto já eram realizadas as primeiras cirurgias do mutirão no Hospital Universitário.
Ponta Grossa,10/03/2018
Foto:Venilton Küchler/SESA
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa