UEPG - Campus Central da UEPg.Ponta Grossa, 08-08-17.Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

UEPG publica editais para obras no valor R$ 4,8 milhões

A Universidade Estadual de Ponta Grossa publica nesta quarta-feira (13) dois editais de licitação para a realização de obras, no valor de R$ 4,8 milhões. O edital 010/2017 se refere à construção da ala de maternidade do Hospital Universitário Regional dos Campos Gerais, orçada em R$ 4.158.126,99. O edital 011/2017 é referente à primeira etapa do projeto de revitalização do sistema de iluminação do Câmpus Uvaranas, com valor máximo de R$ 649.693,16. Os envelopes serão abertos nos dias 18 e 19 de outubro.

Os recursos para a construção da Maternidade do HU são provenientes de emenda parlamentar ao Orçamento da União, de autoria do deputado federal Aliel Machado. Foram autorizados pela Caixa Econômica Federal em agosto. Do valor máximo da licitação, R$ 3.921.000,00 são oriundos do governo federal. A Universidade dará contrapartida, com recursos próprios, no valor de R$ 237.126,99.

NOVA ALA - Segundo o diretor-geral do Hospital Universitário, Everson Augusto Krum, a nova ala terá dois pavimentos em concreto armado, com área total de 1.306,77 metros quadrados, contendo 20 leitos (10 quartos), sala para atendimento de emergência e consultórios obstétricos.

Além da edificação principal está prevista uma ampliação de 481 metros quadrados de área para estacionamento. Toda a calçada de acesso ao hospital será refeita para eliminar irregularidades, incluir novas rampas no meio-fio e colocação de piso podotátil, para acessibilidade. O prazo para conclusão é de 5 meses, a partir da expedição da ordem de serviço.

O Hospital Universitário oferta o serviço de maternidade desde junho de 2016, suprindo a interrupção do atendimento materno-infantil até então disponibilizado pelo Hospital Evangélico. Um dos pavimentos do hospital foi adaptado, tendo capacidade de 32 leitos, mais centro obstétrico, consultório e pronto atendimento especializado e integrado ao programa Rede Mãe Paranaense.

ILUMINAÇÃO - A revitalização do sistema de iluminação do Câmpus Uvaranas é uma das obras mais esperadas pela comunidade universitária e permitirá o aumento do sistema de segurança do local, já equipado com iluminação por superpostes e monitoramento por câmeras. Em 31 de julho, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, liberou um aporte de R$ 1,5 milhão para o projeto de iluminação e modernização do sistema de monitoramento.

De acordo com o pró-reitor de Planejamento, Ariangelo Hauer Dias, o projeto será executado em duas etapas. Na primeira fase, será revitalizada a chamada ‘rota segura’, definida em conjunto com os estudantes, para o reforço da iluminação de pontos com maior fluxo de estudantes, incluindo a ligação da Casa do Estudante Universitário (CEU) da universidade com câmpus. Na segunda fase, será executada a revitalização da iluminação nos blocos administrativos e demais áreas do campus.

“Apenas na primeira fase serão instalados 236 postes, com lâmpadas de ‘LED’, o que representa também economia de energia”, explica o pró-reitor, comentando que o consumo total dessas lâmpadas de 60 watts, por hora, equivale ao consumo de cinco chuveiros.

A origem do projeto de revitalização do Câmpus Uvaranas está nos trabalhos de final de curso (TCCs) sobre o tema apresentados por acadêmicos do curso de Engenharia Civil, a partir do incentivo nessa direção de professores da área, segundo o professor Ariangelo.

O pró-reitor considera nos esforços e resultados dos debates que o estabelecimento da rota segura vai dar mais tranquilidade para os pedestres que circulam pelas áreas do Câmpus Uvaranas. Para os veículos, registra que a iluminação da área atende o especificado pelas normas de segurança. “Agora teremos também um sistema de iluminação voltado para os pedestres”, diz.

A engenheira civil da Proplan (Pró-Reitoria de Planejamento), Aline Ramos Esperidião, elaborou o projeto de revitalização da iluminação. O projeto total inclui 465 postes de iluminação – sendo 416 com uma pétala; 41 de duas pétalas; e oito de quatro pétalas que serão instalados na segunda etapa na área da Central de Salas, Reitoria, Centro de Convivência (fundos), Bloco M e na nova Biblioteca.

Na leitura do projeto, a iluminação do “caminho seguro” parte da Casa do Estudante, passando pelo Bloco G (Educação Física) e pista de atletismo, cruzando o viaduto próximo do Bloco M (Saúde). Passa pela área do Bloco M – e liga com a Central de Salas até o Bloco L – de onde segue até o Restaurante Universitário e o Colégio Agrícola. Os postes são de quatro metros/altura e luminárias LED (potência 40 e 60 W), tecnologia que diminuiu o consumo de energia, e com infraestrutura subterrânea.

O reitor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas destaca o lançamento dos dois editais, que tiram do papel obras de fundamental importância para a comunidade universitária e todas as pessoas que se utilizam dos serviços do Hospital Universitário e da UEPG.

No caso do HU, a nova ala vai proporcionar condições ainda melhores às pacientes da Maternidade, liberando espaço no prédio principal para oferta de novos serviços. A revitalização do sistema de iluminação trará mais segurança à comunidade universitária que, infelizmente, sofre os reflexos do aumento da violência e da criminalidade. “Nos dois casos a maior beneficiada será a população”, frisa.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
UEPG - Campus Central da UEPg.Ponta Grossa, 08-08-17.Foto: Arnaldo Alves / ANPr.
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa