Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Oficina do SEED LAB de Tecnologia Educacionais na DPTE. Na foto, Marcio Dantas, aluno Henrique Gabriel e Marlon de Campos Mateus, aulas de robótica. Curitiba, 18/07/17. Foto: Hedeson Alves/SEED

No recesso escolar, estudantes participam de oficinas de tecnologia

Duzentos e cinquenta e três estudantes, professores e integrantes da comunidade participam até esta sexta-feira (21) das oficinas de tecnologia oferecidas pela Secretaria de Estado da Educação na sede do Boqueirão. Ali funciona o “Seed Lab” da diretoria de Políticas e Tecnologias Educacionais. A participação é gratuita.

Estão disponíveis as oficinas de Impressão 3D, Crie o seu próprio Spinner, Robótica com Lego, Arduino Básico, Bate Papo Robótico, Circuito de Papel, Programação por blocos com Scratch, Criando instrumentos musicais com o Makey Makey, Criando um Agitador Magnético (esta última para professores de Química e de Ciências).

IMPORTÂNCIA - A secretária de Estado da Educação, professora Ana Seres, destaca a importância pedagógica de atividades diferenciadas. “Oficinas como essas oferecidas aqui no Seed Lab são oportunidades excepcionais para crianças e adolescentes desenvolverem raciocínio lógico e aprenderem a resolver problemas de maneira divertida”, disse.

O professor Ailton Lopes, do Seed Lab, conta que esta é a primeira vez que a comunidade em geral pode participar, além dos alunos. “O pessoal tem gostado muito, são atividades que desafiam os estudantes”, afirmou ele, que coordena a oficina de robótica com legos.

Segundo o professor Marlon de Campos Mateus, que orienta os estudantes em outra oficina de tecnologia, os estudantes aprendem que a robótica pode ser acessível, pois na oficina são utilizados materiais recicláveis, como peças de papelão, de plástico e metal para montar os bonecos. “Isso ajuda a desmistificar aquela ideia que tecnologia é cara e difícil. Não precisa ser e é isso que mostramos aqui”, comentou Marlon.

FÉRIAS - Edinamara Klaine, mãe dos gêmeos Isabela e Heitor, de 8 anos, disse que a oficina é uma opção interessante para as férias. “Assim eles deixam de lado televisão e vídeo game e se dedicam a uma atividade que exercita o raciocínio. Achei muito legal e proveitoso”, afirmou a mãe.

O Seed Lab integra o Movimento Maker, também conhecido como aprendizagem mão na massa, que propõe ensinar pessoas comuns a construírem, modificarem e consertarem objetos e projetos variados, por conta própria, utilizando tecnologia e criatividade.

APRENDIZADO CRIATIVO - As oficinas são promovidas dentro do projeto Seed Lab, criado com o objetivo de implantar metodologias de aprendizado criativo e incentivar o uso de novas tecnologias no ambiente escolar.

O projeto paranaense foi selecionado pela Fundação Lemann e pelo Instituto de Tecnologia da Universidade de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês), por meio do Desafio Aprendizagem Criativa Brasil 2017, para ser acompanhado por pesquisadores do instituto americano.

Em maio, o diretor de Políticas e Tecnologias Educacionais da Secretaria da Educação, Eziquiel Menta, participou de reuniões com pesquisadores norte-americanos e visitou escolas nos EUA que trabalham com aprendizagem criativa.

“Observamos estudantes criando novas tecnologias sem o uso de microeletrônica, mas com materiais simples, utilizando conceitos criativos. Sabemos que no Paraná muitos dos nossos professores já experimentam atividades assim. Vamos aproveitar essas experiências e planejar estratégias para trabalhar essa metodologia com nossos alunos e professores para que possamos passar de consumidores de tecnologia para criadores de novas ideias”, destacou Menta.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Oficina do SEED LAB de Tecnologia Educacionais na DPTE. Na foto, Marcio Dantas, aluno Henrique Gabriel e Marlon de Campos Mateus, aulas de robótica. Curitiba, 18/07/17. Foto: Hedeson Alves/SEED
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa