O governador Beto Richa entregou nesta sexta-feira (09), em Tamarana, Norte do Estado, um conjunto de máquinas e equipamentos para obras de adequação de estradas rurais. A patrulha foi entregue ao consórcio Caminhos do Tibagi. O primeiro trabalho será em nove quilômetros entre as localidades de Cruz de Malta e Mundo Novo, de Tamarana.Tamarana, 09/06/2017.Foto: Arnaldo Alves/ANPr

Richa repassa a consórcio de municípios patrulha para obras em estradas rurais

O governador Beto Richa entregou nesta sexta-feira (09), em Tamarana, Norte do Estado, um conjunto de máquinas e equipamentos para obras de adequação de estradas rurais. A patrulha foi entregue ao consórcio Caminhos do Tibagi. O primeiro trabalho será em nove quilômetros entre as localidades de Cruz de Malta e Mundo Novo, de Tamarana.
“Estradas mais resistentes garantem transporte mais seguro dos alunos que vêm da zona rural e, sobretudo, o apoio aos produtores rurais que precisam escoar a produção e para isso precisam de estradas em melhores condições”, disse Richa.
A patrulha entregue ao consórcio Caminhos do Tibagi faz parte do lote de nove conjuntos, adquiridos pelo Governo do Estado, que farão os serviços de adequação de estradas de 60 municípios atendidos pelo Pró-Rural – Programa de Desenvolvimento Econômico e Territorial: renda e cidadania no campo. Os conjuntos de equipamentos custaram R$ 24 milhões e são oito consórcios de municípios. Um deles fica na Codapar para uso em situações emergenciais e para treinamento de operadores.
O governador relembrou o trabalho de readequação de estradas rurais feito em sua primeira gestão. “Fizemos um grande programa, as Patrulhas do Campo. Conseguimos readequar 3,2 mil quilômetros de estradas rurais, que são estradas municipais, mas os municípios não têm condições e estrutura suficiente para dar conta dessa demanda. Nós contribuímos com os municípios e percebemos o sucesso que foi esse programa”, disse. “Houve uma grande demanda dos prefeitos solicitando a volta desse programa, que tinha sido interrompido. Agora voltamos, com equipamentos próprios”, completou.
RODÍZIO - Ricardo Hormung, presidente do consórcio Caminhos do Tibagi e vice-prefeito de Reserva, explicou que o equipamento vai funcionar em sistema de revezamento entre os 13 municípios de compõem o consórcio. Cada cidade ficará 60 dias com as máquinas para a realização de obras, podendo prolongar em 30 dias este prazo. “Os maquinários dão suporte para as pequenas prefeituras melhorarem as estradas rurais. Os municípios precisam de boas estradas para o escoamento da safra para atender pequenos produtores”, disse.
O consórcio planejará o uso do conjunto também nos outros municípios que o integram - Curiúva, Figueira, Imbaú, Ortigueira, Reserva,Telêmaco Borba, Tibagi, Ventania, Palmeira e Rio Branco do Ivaí, além de Tamarana.
MUNICIPALISTA – O governador ressaltou o caráter municipalista do governo. “Não fazemos diferença em relação a partido político do prefeito ou orientação ideológica. Dentro dessa ótica, fizemos parcerias com os consórcios intermunicipais que vão gerir essas patrulhas para que todos os municípios sejam atendidos”.
O prefeito de Tamarana, Beto Siena, disse que o município tem maquinários precários para fazer a manutenção das estradas rurais. “52% da nossa população mora na zona rural e temos cerca de 700 quilômetros de estradas rurais. Este equipamento veio realmente em uma hora que o município precisa”, afirmou.
O conjunto de máquinas inclui equipamentos como escavadeira, retroescavadeira, trator de esteira, rolo compactador, motoniveladora, caminhão comboio e quatro caminhões basculantes. Com esse conjunto, será feito um trabalho que envolve obras de terraplanagem, drenagem, revestimento primário e logística.
PRESENÇAS - Participaram da solenidade o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; o deputado federal Nelson Padovani; e os deputados estaduais Tiago Amaral e Cobra Repórter.
(BOX)
Projeto conservacionista facilita manutenção das estradas rurais
Neste primeiro ano, quatro municípios do consórcio Caminhos do Tibagi serão beneficiados e cerca de 200 quilômetros de estrada serão restaurados.
Laertes Bianchesi, chefe do Núcleo Regional da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento em Ponta Grossa, explicou que o projeto técnico a ser executado é de caráter conservacionista.
“O problema das estradas muitas vezes é a água. Toda intervenção feita com essas máquinas é baseada em um projeto técnico de engenharia de visão conservacionista. O objetivo é retirar a água da estrada, permitir melhor escoamento, fazendo a integração com as lavouras. Sem água correndo livremente por estas vias, as estradas terão maior durabilidade e demandarão menor manutenção por parte das prefeituras”, disse.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
O governador Beto Richa entregou nesta sexta-feira (09), em Tamarana, Norte do Estado, um conjunto de máquinas e equipamentos para obras de adequação de estradas rurais. A patrulha foi entregue ao consórcio Caminhos do Tibagi. O primeiro trabalho será em nove quilômetros entre as localidades de Cruz de Malta e Mundo Novo, de Tamarana.Tamarana, 09/06/2017.Foto: Arnaldo Alves/ANPr
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa