A governadora em exercício Cida Borghetti, participa do encerramento do Programa Criança Feliz no Paraná. Presentes na solenidade: Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, secretário de Promoção do Desenvolvimento Social e Agrário, Hallin Girard, secretário de Planejamento, Cyllênio Pessoa Pereira Jr, entre outras autoridades.Curitiba, 23-02-17.Foto: Arnaldo Alves / ANPr.

Paraná tem priorizado as políticas voltadas para a criança, afirma Cida

A governadora em exercício Cida Borghetti participou nesta quinta-feira (23) do encerramento da primeira Capacitação de Multiplicadores do Programa Criança Feliz da Região Sul, que teve início na segunda-feira (13), em Curitiba. O programa, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e organizado no Paraná pela Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, tem foco no atendimento a crianças carentes de zero a três anos e a seus familiares.
“A participação neste programa tão importante voltado à primeira infância coloca o Paraná mais uma vez em destaque no país quando o assunto é a proteção e a garantia de direitos de crianças e adolescentes. Estamos orgulhosos”, disse Cida.
A governadora também ressaltou que o Paraná tem priorizado as políticas voltadas para a criança. “Prova disso é que Paraná foi o primeiro estado a elaborar o Plano Decenal dos Direitos da Criança e do Adolescente, lançado em 2013 pelo governador Beto Richa. Esse plano tem orientado todo o trabalho desenvolvido para garantir a qualidade de vida das crianças e adolescentes do Paraná, e assim será até 2023”, afirmou Cida Borghetti.
CAPACITAÇÃO - Durante a capacitação, que teve carga horária de 80 horas, profissionais das áreas de assistência social, pedagogia e psicologia do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul tiveram orientações teóricas e atividades práticas, com palestras, oficinais e visitas a Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).
Um deles foi a técnica pedagógica da Secretaria de Estado da Educação, Cleci Chini. “Esse treinamento nos deu a capacidade de sermos multiplicadores desse programa. Agora, vamos repassar essas informações para os profissionais que irão visitar as famílias e crianças”, disse.
Cleci e os outros profissionais serão responsáveis por repassar a metologia do Criança Feliz aos visitadores municipais. O prazo para adesão dos municípios ao Criança Feliz encerra no dia 24 de fevereiro. Dos 190 locais aptos a participarem, 90 fizeram a adesão. A previsão é de que sejam atendidas entre 100 e 4 mil crianças por cidade, conforme o porte.
CRIANÇA FELIZ – Lançado em outubro de 2016, o programa Criança Feliz é norteado pelo Marco Legal da Primeira Infância, lei que cria diversos serviços e iniciativas voltadas ao desenvolvimento de crianças de zero a três anos do programa Bolsa Família e as de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), incluindo as vítimas de microcefalia por zika vírus.
As ações do Criança Feliz são de várias áreas, como saúde, assistência social, educação, justiça e cultura. As famílias participantes do programa recebem visitas periódicas, que têm objetivo de estimular o desenvolvimento infantil na primeira infância.
PROGRAMAS PARANAENSES – Durante o evento, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, citou os programas do Estado. “O Paraná tem dado exemplos nessa área, desde o trabalho na Prefeitura que o atual governador Beto Richa fez, o Mãe Curitibana, e agora o Mãe Paranaense. São programas extraordinários que têm que ser incrementados. Então um programa potencializa o outro”, disse. A Rede Mãe Paranaense, conjunto de ações do governo estadual voltadas para o atendimento materno-infantil, já salvou 507 vidas desde 2012, ano em que o projeto foi criado.
Halim Antonio Girade, secretário Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e coordenador do programa Criança Feliz, também elogiou o Mãe Paranaense e o Família Paranaense. “Nós já temos dois grandes programas no Estado. Esse novo só vai se somar aos que já existem”, disse Girade.
O Família Paranaense atendeu 263 mil famílias em situação de risco e vulnerabilidade social desde 2012. O projeto, que reúne ações articuladas de 19 secretarias e órgãos estaduais, é um dos mais bem-sucedidos do Governo do Estado e um dos principais responsáveis pela redução de 57% na extrema pobreza do Paraná.
PRESENÇAS – Participaram da solenidade o superintendente de Atenção à Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, Juliano Gevaerd; o superintende de Garantias de Direitos da Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social, Leandro Nunes Müller; a professora Inês Carnieletto; a presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Larissa Tissot; o vereador Ezequias Barros; a vereadora Julieta Reis; o presidente do instituto Alfa e Beto, João batista de Araújo e Oliveira; e o coordenador nacional adjunto da Pastoral da Criança, Nelson Arns Neumann.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
A governadora em exercício Cida Borghetti, participa do encerramento do Programa Criança Feliz no Paraná. Presentes na solenidade: Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, secretário de Promoção do Desenvolvimento Social e Agrário, Hallin Girard, secretário de Planejamento, Cyllênio Pessoa Pereira Jr, entre outras autoridades.Curitiba, 23-02-17.Foto: Arnaldo Alves / ANPr.
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro