Aumento de operações aéreas mostra confiança do empresariado no Paraná

A Latam Airlines, um dos principais grupos aéreos da América Latina, enviou nesta semana um comunicado ao governador Beto Richa informando o aumento das operações no Paraná.
Ainda no primeiro semestre deste ano duas novas rotas da companhia (Foz do Iguaçu-Curitiba e Londrina-São Paulo/Guarulhos) passam a operar no Estado. No ano passado, a Azul Linhas Aéreas também começou a funcionar no Paraná, com investimento de R$ 1,3 milhão do governo estadual.
O aumento das operações das companhias nacionais mostra a confiança do setor empresarial no Paraná, de acordo com Richa. “O incentivo fiscal para a atração das indústrias e os investimentos em infraestrutura feitos durante nosso governo foram fatores que transformaram o Paraná em um Estado que oferece condições para quem quer investir com segurança e tranquilidade“, disse o governador. "A geração de empregos e o fortalecimento das cadeias produtivas são o retorno de nossas políticas econômicas", acrescentou.
PARANÁ COMPETITIVO - O incentivo às empresas é dado por meio de programas como o Paraná Competitivo, coordenado pela Agência Paraná de Desenvolvimento (APD). O projeto, cujo objetivo é atrair companhias locais, nacionais e internacionais para o Estado, captou cerca de R$ 50 bilhões de investimento desde 2011, ano em que foi criado. Hoje, há outros 100 projetos em andamento com intenções de investimentos de cerca de R$ 8 bilhões.
Para o gerente de desenvolvimento econômico e empresarial da Agência Paraná de Desenvolvimento, Jean Carlos Alberini, o projeto Paraná Competitivo é uma porta de entrada para as empresas. “Temos um trabalho de prospecção de novos investimentos através de abordagem direta, ferramentas e uma série de medidas, como dilação de prazos para recolhimento do ICMS, suspensão do pagamento de ICMS na importação de máquinas e equipamentos para a produção e investimentos para melhoria da infraestrutura e capacitação profissional”, conta.
A capacidade do Estado de atrair investimentos foi reconhecida, inclusive, pelo jornal Financial Times (periódico britânico), considerado uma das mais importantes publicações sobre investimento direto do mundo.
De acordo com o relatório "Estados Sul-Americanos do Futuro" - edição 2016/2017, publicado pelo grupo britânico em março de 2016, o Paraná tem a melhor estratégia para a atração de investimentos da América do Sul, ficando a frente de cidades como Bogotá, São Paulo, Pernambuco e Rio de Janeiro em um ranking que tomou como base dados de 28 estados.
INFRAESTRUTURA – Nos últimos anos, além do programa de incentivo fiscal, o governo estadual fez muitos investimentos. Só em 2016. por exemplo, foram R$ 5,79 bilhões, montante 104% superior ao aplicado em 2015 (R$ 2,83 bilhões), segundo levantamento da Secretária de Estado da Fazenda.
Esses investimentos resultaram em reconhecimento nacional. O Porto de Paranaguá, por exemplo, é o mais eficiente do Brasil, segundo o governo federal. Já a Companhia Paranaense de Energia (Copel) foi eleita em 2016, pela quarta vez em seis anos, como a melhor distribuidora de energia da América Latina.
Em 2015, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) ganhou o Prêmio Valor 1000, do jornal Valor Econômico, e foi considerada a melhor empresa do setor de água e saneamento do Brasil. O Instituto Trata Brasil, que avalia o desempenho das companhias de saneamento nas 100 maiores cidades do país, também colocou cinco cidades paranaenses entre as 20 com melhor saneamento.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro