POLICIAIS E BOMBEIROS

Região dos Campos Gerais recebe reforço no efetivo de segurança

Publicado em 11/01/2017 17:10
A região dos Campos Gerais também recebe reforço no efetivo Polícia Militar, com mais 249 soldados. A formatura foi nesta quarta-feira (11), com a presença do governador Beto Richa, que lembrou que, só nessa semana, um total de 2.736 novos soldados e bombeiros militares estão sendo incorporados ao contingente.

“Esta é a quarta cidade em que realizamos as formaturas de policiais e bombeiros. Já passamos por Maringá, Londrina e Cascavel. Amanhã estaremos em Curitiba, fechando todos os comandos da PM no Estado. Estamos colocando à disposição dos paranaenses quase 2.800 policiais que vão garantir reforço e fortalecimento da segurança pública no estado”, afirmou Richa.

“Ao aumento no efetivo se somam inúmeras ações de melhoria das condições de trabalho do policial”, disse o governador. Em 2016, por exemplo, houve suplementação no orçamento da Secretaria da Segurança Pública, de R$ 103 milhões, para aquisição de armas, equipamentos, munições e 1.100 novas viaturas.

PARANÁ SEGURO - Os investimentos fazem parte do Paraná Seguro, único programa de segurança pública já executado no Paraná. Dentro deste programa, o governo estadual contratou mais de 10,8 mil profissionais da segurança pública. Através do mesmo programa, também já foram adquiridas e estão em operação 1.200 novas viaturas e, nos próximos meses, serão entregues mais 1.100 veículos.

Além disso, o Governo do Estado alugou 250 viaturas para o patrulhamento em Curitiba e Região Metropolitana, além de reforçar a Operação Verão. Foram adquiridas ainda 900 pistolas da marca Glock e, em breve, serão entregues armas de longo alcance, além dos oito mil coletes balísticos adquiridos pelo Governo do Paraná.

“Essas formaturas e investimentos demonstram a saúde financeira do Paraná”, disse Richa. “A maioria dos estados brasileiros está com dificuldades para pagar seus compromissos, os salários dos servidores. Em 2016, fomos o único Estado do Brasil que deu reajuste aos servidores, de 10,67%. E estamos contratando mais funcionários, através de concurso público, para garantir o bem-estar das famílias paranaenses”, afirmou o governador.

POLÍCIA COMUNITÁRIA – Na solenidade, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, disse que a formação dos soldados mesclou atividades acadêmicas e profissionais, criando um processo educacional completo para que eles possam atuar com responsabilidade junto ao cidadão. “Em todas as disciplinas, todos os militares estaduais são pautados, inclusive em situações que exigem o uso da força, a estarem permeados pelo respeito ao cidadão, pela comunitarização e pela promoção dos direitos humanos”, afirmou.

O prefeito de Ponta Grossa, Marcelo Rangel, também participou da cerimônia e destacou a atenção que o Governo do Estado destina à segurança pública do Paraná. "Enquanto muitos estados passam por momentos difíceis, o Estado do Paraná forma novos comandantes, novos oficiais e novos policiais. Isso deve ser visto como exemplo ao nosso país". O prefeito destacou ainda o papel fundamental que será exercido pelos novos soldados.

"É um orgulho e uma honra saber que as famílias desses novos policiais fizeram a doação mais preciosa delas para nos proteger e dignificar. A cada policial e bombeiro aqui formado, cabe a maior responsabilidade que um ser humano pode ter: a de se tornar um exemplo para todos os cidadãos".

PRESENÇAS – Participaram da solenidade de formatura o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Juceli Simioni Junior; o chefe da Casa Militar, coronel Adilson Castilho Casitas; o secretário Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Carlos Gomes, o reitor UEPG, Carlos Luciano Sant'Ana; os deputados estaduais Mauro Morais, Marcio Pauliki, Hussein Bakri e Alexandre Curi e os prefeitos de Telêmaco Borba, Marcio Artur de Matos; Ortigueira, Lourdes Banach; Porto Amazonas, Antonio Altair Polato; Ivaí, Idir Treviso; Carambeí, Osmar José Blum Chinato.

BOX

Capacitação dos novos soldados

enfatiza conceitos de polícia comunitária

O curso de 1500 horas, aplicado em 10 meses e que formou os soldados que acabam de se formar no Paraná, enfatizou os conceitos da polícia comunitária. Os novos integrantes da Polícia Militar foram treinados para atuar mais próximos da população, focando no atendimento do cidadão.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Maurício Tortato, o conceito de polícia comunitária define a absoluta integração da polícia com o cidadão. “Trata-se de exercer todas as atividades de segurança pública com o foco no cidadão. É o conceito mais absoluto da comunitarização, da promoção dos direitos humanos, do respeito e da dignidade da pessoa enquanto destinatária dos serviços de segurança”, resumiu.

Fernanda Coradassi, 26 anos, acaba de integrar o corpo da Polícia Militar, em Guarapuava. Ela conta que o curso de formação procurou capacitar os policiais para atuarem na solução de problemas.

“Sou filha de militar do Exército, sempre tive esse sonho e agora finalmente pude realizar. É uma honra servir ao estado do Paraná. Nós fomos capacitados para manter a ordem pública. Espero trabalhar e servir a comunidade”, disse.

O recém-formado bombeiro Luiz Gustavo do Nascimento, 28 anos, ainda não sabe a região onde atuará. No entanto, ele garante que o curso preparatório o capacitou muito bem para atender a comunidade.

“Tivemos preparação intensa e tem que ser assim, pois a comunidade espera um bombeiro bem preparado. A comunidade pode esperar por isso de todos nós, porque nossa principal ferramenta de trabalho é o conhecimento. E isso a formação nos trouxe”, disse. Filho de bombeiro, Nascimento disse que integrar a corporação era um sono antigo e que agora virou realidade.

O PM Diego Rhuliano Coblinski, 26 anos, que atuará em Guarapuava, também trazia da infância o sonho de ser policial. Agora que passou a integrar a corpo de segurança do estado, ele se diz apto a aplicar os conceitos daquilo que chama de 'polícia do futuro'. “A polícia comunitária é a polícia do século 21. A interação entre policial e comunidade pode quebrar barreiras. Assim, podemos ajudar a solucionar os problemas das pessoas”, disse.

O soldado Rodrigo da Rosa Ferreira, 27 anos, vai atuar no Corpo de Bombeiros de Jaguariaíva.

“A gente foi bem preparado neste 11 meses de curso. Foi um trabalho árduo, mas o Paraná está entregando excelentes profissionais para a comunidade”, afirmou.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Áudio

Recomendar esta notícia via e-mail:

Últimas Notícias

leia mais
Previsão do Tempo
www.simepar.br