Solicitação da prefeitura foi oficializada em reunião com o governo do estado. O município participará do atendimento ao público com monitores e guias turísticos, novos atrativos, comunicação visual e marketing, em parceria com o IAP, que continuará como responsável pela gestão da Unidade de Conservação.Foto: IAP

Ponta Grossa assume administração turística do Parque de Vila Velha

A prefeitura de Ponta Grossa e o Governo do Estado irão firmar parceria para a exploração do uso de atendimento ao público no Parque Estadual de Vila Velha, nos Campos Gerais. A decisão do município foi tomada em reunião com o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e Paraná Turismo, nessa sexta-feira (6).
O município irá participar do atendimento ao público com monitores e guias turísticos, realização de novos atrativos, comunicação visual e marketing do parque, em parceria com o IAP, que continuará como responsável pela gestão da Unidade de Conservação. Demais atividades de conservação e manutenção do local também permanecerão sob responsabilidade do IAP.
“Minha reivindicação de assumir o Parque é visando fomentar o turismo, aumentando o fluxo de visitantes. Envolveremos os empresários, as indústrias e a população em defesa do desenvolvimento turístico na cidade de Ponta Grossa”, declara o prefeito, Marcelo Rangel.
A parceria, com os cronogramas e projeções, será oficializada no início de fevereiro. “O importante é que o parque estará novamente inserido no contexto do município de Ponta Grossa, sendo cuidado e pensado pelas pessoas da cidade da qual ela faz parte. Afinal, só se preserva aquilo que se conhece e participa”, explica o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto.
ANÁLISES – Agora, as instituições trabalham na formalização da parceria, com análises técnicas, jurídicas e econômicas. “Hoje Ponta Grossa tem uma estrutura muito melhor que anos anteriores, disponibilizando uma rede gastronômica aos visitantes e fazendo com que eles cheguem mais rápido até a cidade através do aeroporto”, afirmou o prefeito Marcelo Rangel. O prefeito disse, ainda, que no início da próxima semana levará a proposta para a Associação Comercial e Industrial de Ponta Grossa (ACIPG).
LAGOA E FURNAS - Além da parceria, o presidente do IAP também garantiu na reunião que a visitação na Lagoa Dourada e Furnas deverá voltar a ocorrer na segunda quinzena de janeiro. “Estamos providenciando a ajuda de mais motoristas do Estado para os ônibus levarem os turistas até esses locais e reabrir os passeios e não prejudicar os turistas que forem até o parque”, afirmou Tarcísio.
POSITIVO - O presidente da Paraná Turismo, Jacó Gimennes, avaliou positivamente o encontro e o avanço das negociações. "O encaminhamento desta situação está sendo bastante positiva. Muito bom que Ponta Grossa venha a assumir a coordenação turística do Parque de Vila Velha. Com o IAP cuidando das questões ambientais, o tripé se completará com o apoio da Paraná Turismo, que sempre viu em Vila Velha uma das maiores e mais importantes atrações do Turismo no Estado", observou o Professor.
NÚMEROS - De acordo com relatório apresentado pela Paraná Projetos, no primeiro semestre de 2016 mais de 31 mil pessoas visitaram o Parque Estadual de Vila Velha. Nesse período, o local recebeu visitantes de 43 países, sendo a maioria dos visitantes do Brasil.
Entre os cerca de 30 mil brasileiros, 22 mil são do Paraná, sendo a maioria com origem em Curitiba, Ponta Grossa ou Londrina. Entre os outros estados, grande parte veio de São Paulo (41%), Santa Catarina (26%) ou Rio Grande do Sul (10%). Já os estrangeiros vieram principalmente da Europa e, comparado com 2012, o número de visitantes de outros países cresceu 111%.
PARQUE - O Parque Estadual de Vila Velha tem como gestor o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) e foi criado em 1953 para preservar as formações de arenito e os campos nativos do Paraná. Tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Estadual, tem mais de 3 mil hectares e diversas atrações, entre elas os Arenitos, Furnas e a Lagoa Dourada.
Entre a fauna do parque, já foram encontradas muitas espécies endêmicas e ameaçadas de extinção, como o lobo-guará, bugio-ruivo, tamanduá-bandeira, jaguatirica e aves como a águia-cinzenta, papagaio-de-peito-roxo, galito, caminheiro-grande e noivinha-de-rabo-preto.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Solicitação da prefeitura foi oficializada em reunião com o governo do estado. O município participará do atendimento ao público com monitores e guias turísticos, novos atrativos, comunicação visual e marketing, em parceria com o IAP, que continuará como responsável pela gestão da Unidade de Conservação.Foto: IAP
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro