A Paraná Edificações, órgão da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, está recebendo projetos arquitetônicos e de engenharia que usam uma tecnologia inovadora. Dois projetos foram feitos usando a plataforma BIM - Building Information Modeling (Modelagem de Informações da Construção), que permite uma visualização dos projetos em três dimensões e também reduz as possibilidades de erros.Foto: Paraná Edificações

Paraná Edificações adota tecnologia inovadora na elaboração de projetos

A Paraná Edificações, órgão da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, está recebendo projetos arquitetônicos e de engenharia que usam uma tecnologia inovadora. Dois projetos foram feitos usando a plataforma BIM - Building Information Modeling (Modelagem de Informações da Construção), que permite uma visualização dos projetos em três dimensões e também reduz as possibilidades de erros.
A nova plataforma será obrigatória, a partir de 2018, para projetos complexos, como forma de modernizar e melhorar a gestão de obras públicas no Estado. “Estamos dando um passo importante para melhorarmos a qualidade da gestão de obras e projetos. A tecnologia permite maior controle, transparência e eficiência na execução de obras, acabando com aditivos e combatendo a corrupção”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.
Os dois projetos recebidos em BIM são para obras da Secretaria de Estado da Saúde - o Hospital Regional em Ivaiporã (Norte) e o Centro Regional de Especialidades Kennedy, em Curitiba. A nova tecnologia foi usada para executar os projetos arquitetônico, estrutural e de climatização. Também está em desenvolvimento na plataforma BIM o projeto para o Edifício Anexo da Sede da SESA, em Curitiba, para a reforma de uma área com 4,9 mil metros quadrados, com cinco pavimentos.
O projeto para a construção do Hospital Regional em Ivaiporã está desenvolvido em quatro andares, mais um pavimento técnico, com área total de 7.993,26 metros quadrados. O investimento estimado para obra é de R$ 33,8 milhões e vai beneficiar 138 mil moradores dos 16 municípios que formam a 22ª Regional de Saúde.
Já o projeto para o Centro Regional de Especialidades Kennedy, em Curitiba, é uma reforma completa do prédio, onde só ficará a estrutura antiga. Esta técnica é conhecida como “retrofit” da edificação existente (antiga maternidade do bairro Portão, da década de 1930). A área total da reforma será de 3.237,00 metros quadrados e investimento estimado de R$ 6 milhões. O CRE Kennedy tem uma média de 5.500 atendimentos por mês.
“A partir de entendimentos entre a Diretoria de Planejamento e Projetos da Paraná Edificações e as empresas contratadas, houve a iniciativa para que os projetos, desde a fase de estudo preliminar, fossem desenvolvidos dentro da plataforma BIM”, explicou Renato Gubert, diretor de Planejamento e Projetos da Paraná Edificações, autarquia ligada à Secretaria de Infraestrutura e Logística.
INOVAÇÃO - O BIM propicia a melhoraria da qualidade dos projetos, que deixam de ser apenas desenhados e passam a ser modelados em 3D com informações sobre as características da atividade, custos de materiais e mão de obra. Facilita a detecção de inconsistências, estimula o trabalho colaborativo entre os projetistas das diversas disciplinas, melhora a precisão da quantidade de material e de recursos usados na obra e reduz a possibilidade de desvios de conduta.
Desde o dia 16 de agosto está no ar o Portal BIM Paraná (www.bim.pr.gov.br), página na internet que reúne todas as ações desenvolvidas pela Secretaria estadual da Infraestrutura relacionadas à tecnologia BIM.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
A Paraná Edificações, órgão da Secretaria estadual de Infraestrutura e Logística, está recebendo projetos arquitetônicos e de engenharia que usam uma tecnologia inovadora. Dois projetos foram feitos usando a plataforma BIM - Building Information Modeling (Modelagem de Informações da Construção), que permite uma visualização dos projetos em três dimensões e também reduz as possibilidades de erros.Foto: Paraná Edificações
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro