O governador Beto Richa participa nesta sexta-feira (6) da inauguração da fábrica da Ambev em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O empreendimento, que é apoiado pelo Governo do Estado, por meio do programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo, soma investimentos de R$ 848 milhões e gera 430 empregos diretos. Foto: Ricardo Almeida/ARQUIVO ANPr

Governador participa de inauguração da nova fábrica da Ambev em Ponta Grossa

O governador Beto Richa participa nesta sexta-feira (6) da inauguração da fábrica da Ambev em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O empreendimento, que é apoiado pelo Governo do Estado, por meio do programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo, soma investimentos de R$ 848 milhões e gera 430 empregos diretos.
O empreendimento marca mais um ciclo de investimentos na região de Campos Gerais, que já recebeu, desde 2011, mais de R$ 10 bilhões em investimentos privados apoiados pelo programa Paraná Competitivo, com geração de mais de 15 mil empregos.
"A Ambev foi uma das primeiras grandes indústrias a aderir ao Paraná Competitivo, programa que atraiu um volume de investimentos, nacionais e estrangeiros, sem precedentes na história do Estado”, disse o governador Beto Richa. “A implantação da fábrica que hoje a empresa inaugura em Ponta Grossa é a prova mais inequívoca de sua confiança na economia paranaense. Apesar da volatilidade da economia e das turbulências políticas, o Paraná segue seu rumo, atraindo investimentos que geram novos empregos e que vão melhorar a qualidade de vida da nossa população".
A nova filial da Ambev recebeu o nome de Cervejaria Adriática em homenagem à marca que foi lançada em Ponta Grossa no início do século XX e ficou no mercado até meados de 1940. Com o início da operação da Ambev na cidade, a cerveja Adriática volta a ser produzida com exclusividade em sua terra natal.
MAIOR DA HISTÓRIA - A região dos Campos Gerais é uma das que mais vem recebendo projetos dentro do atual ciclo de investimentos do Estado, considerado o maior da história. Entre eles estão o empreendimento da fabricante de papel e celulose Klabin em Ortigueira, da Cargill e da Evonik em Castro, e de várias empresas em Ponta Grossa, como a montadora de caminhões Paccar, a fabricante de paineis de madeira Masisa, as fabricantes de embalagens Tetra Pak e BO Packagin, da BR Foods, da Rodolinea e das cooperativas Batavo, Castrolanda e Capal.
BALANÇO - Ao todo, o Paraná Competitivo já atraiu R$ 41,9 bilhões em investimentos da iniciativa privada e de estatais (Copel, Sanepar e Compagas) entre 2011 até fevereiro de 2016, de acordo com dados da Secretaria da Fazenda e da Agência Paranaense de Desenvolvimento (APD). A estimativa é que esses projetos gerem 99,5 mil empregos diretos no Estado.
Além do objetivo de atrair novos investimentos e gerar emprego e renda, o Paraná Competitivo tem como foco promover a descentralização regional e a preservação ambiental. Um dos principais benefícios é o diferimento do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).
Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr
O governador Beto Richa participa nesta sexta-feira (6) da inauguração da fábrica da Ambev em Ponta Grossa, nos Campos Gerais. O empreendimento, que é apoiado pelo Governo do Estado, por meio do programa de incentivos fiscais Paraná Competitivo, soma investimentos de R$ 848 milhões e gera 430 empregos diretos. Foto: Ricardo Almeida/ARQUIVO ANPr
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa