Reunião de balanço das ações da Operação Verão Paraná, com a participação dos secretários estaduais da Comunicação Social, Paulino Viapiana, Casa Civil, Eduardo Sciarra, da Segurança Pública, Wagner Mesquita, da Casa Militar, Adilson Castilho, do Meio Ambiente, Ricardo Soavinski, do presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, dos comandos da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, e demais órgãos participantes. Curitiba, 16/02/2016. Foto: Pedro Ribas/ANPr

Temporada teve 905 salvamentos, 40 mil atendimentos em saúde

O Corpo de Bombeiros fez 905 salvamentos e 14.064 atendimentos a pessoas com queimaduras por água-viva durante a operação Verão Paraná. Foram localizadas 475 crianças perdidas. Na temporada, a Polícia Militar prendeu 2.128 pessoas por perturbação do sossego, crimes contra o patrimônio, furtos e roubos. O helicóptero do Governo do Estado fez 39 resgates. Na área da saúde, foram mais de 40 mil atendimentos.
Essas foram algumas das principais ações do Governo do Estado durante o Verão Paraná 2015/2016 realizada no Litoral, que recebeu mais de 3 milhões de veranistas, e nas Costas Norte, Oeste e Noroeste. O balanço foi apresentado nesta terça-feira (16) pelo coordenador da operação, coronel Adilson Castilho Casitas, que é chefe da Casa Militar e coordenador Estadual de Proteção e Defesa Civil do Paraná, e por representantes de todas as áreas que participaram das ações.
“Superamos todas as expectativas”, afirmou o coronel Castilho. Iniciada em 23 de dezembro e concluída em 10 de fevereiro, o Verão Paraná reforçou a presença do Estado em ações de segurança, saúde, meio ambiente, saneamento, energia e meio ambiente no Litoral e Costa Norte, Oeste e Noroeste do Paraná.
“Fizemos um planejamento para a aplicação gradativa das forças de segurança e das secretarias estaduais envolvidas no Verão Paraná e otimizamos os recursos para diminuir as despesas”, explicou o coordenador da operação Verão Paraná. “Diversas medidas foram tomadas sem comprometer a qualidade da prestação de serviços. Ao contrário, nas forças de segurança tivemos uma produtividade melhor e uma resposta mais rápida à sociedade, com a resolução, às vezes imediatas, de crimes”, ressaltou o coronel Castilho.
MAIS SEGURANÇA – Em quase 50 dias de operação Verão Paraná, a Polícia Militar abordou 43.580 pessoas e prendeu ou apreendeu 2.128 pessoas. Foram cumpridos 114 mandados e lavrados 717 Termos Circunstanciados. Nas ações, os policiais militares apreenderam 53 armas, 43,92 quilos de drogas (maconha, cocaína, crack, pasta base), além de ecstasy e LSD. Foram recuperados 66 veículos roubados.
No Litoral e interior, a Polícia Militar contou com um efetivo total de 1.663 militares estaduais. A maior concentração de ações foi no Litoral, para onde, de acordo com o Batalhão de Polícia Rodoviária, o fluxo de entrada nas rodovias estaduais em direção à região foi de 1.224.554 veículos.
“A operação transcorreu com tranquilidade. Nos momentos de maior demanda a Polícia Militar deu respostas rápidas. Foi uma atuação focada no cidadão e na ação preventiva”, ressaltou o comandante-geral da PM, coronel Maurício Tortato. O efetivo no Litoral do Paraná foi composto por policiais militares oriundos das mais diversas regiões do Estado e contou com a aeronave do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) para fiscalizações e patrulhamento aéreo, resgates de vítimas de trânsito e afogamento.
O secretário da Segurança Pública e Administração Penitenciária, Wagner Mesquita, elogiou a atuação das forças de segurança durante a operação. “Fazer a gestão da segurança pública de mais de 3 milhões de pessoas durante este período exige muita dedicação”, disse.
Nas ações educativas e preventivas, a Polícia Militar entregou de 10.451 pulseirinhas de identificação para ajudar a encontrar crianças que perdem dos pais e 2.850 lixeiras para automóveis, diversos folders e jornais. A Patrulha do Sossego, que combate a perturbação, abordou 2.035 pessoas e 171 veículos. Também foram lavrados 92 autos de infração de trânsito e 79 Termos Circunstanciados por Perturbação do Sossego.
“Cumprimos o trabalho de garantir a segurança da população”, avalia o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Juceli Simiano Junior. O patrulhamento tático com quadriciclos garantiu mais agilidade e velocidade na chegada ao local de ocorrências. Nesta temporada, o projeto Surf Salva capacitou dezenas de surfistas moradores das comunidades litorâneas sobre a prevenção ao afogamento.
CIVIL - A Polícia Civil fez cerca de 2.900 atendimentos nas delegacias de Guaratuba, Matinhos, Ipanema, Antonina, Morretes e Pontal do Sul, somando 2.126 Boletins de Ocorrência, 267 termos circunstanciados, 86 inquéritos policiais instaurados, além de 245 flagrantes. Os policiais civis prenderam 306 pessoas e 799 foram conduzidas até as unidades policiais, apreendeu 31 veículos e 11 quilos de drogas, além de 24 armas de fogo, 415 munições e 15 armas brancas. “As forças policiais desempenharam um excelente trabalho, com resultados expressivos no combate a criminalidade no Litoral”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, Julio Cezar dos Reis.
SAÚDE – Mais de 40 mil atendimentos em saúde foram realizados no Litoral durante a temporada. Foram 38.714 casos atendidos em hospitais e unidades de saúde dos sete municípios da 1ª Regional. O Samu Litoral realizou 4.549 remoções, 405 atendimentos do Siate e 39 resgates com o helicóptero. “Reforçamos o quadro de médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para garantir que todas as demandas fossem atendidas”, disse o diretor de Políticas de Urgência e Emergência da Secretaria da Saúde, Vinicius Filipak.
Foram registrados 123 afogamentos no Estado e oito resultaram em óbitos. O número de acidentes com águas-vivas aumentou nesta temporada. Foram 14.062 casos, contra 2.481 na temporada anterior.
TENDAS – As três tendas da saúde montadas nas praias de Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná realizaram, no total, 24.487 procedimentos. Mais de 15 mil foram testes rápidos de HIV, Sífilis, Hepatite B e C. Os espaços também estavam aptos a aferir pressão arterial, medir taxa de glicemia e dar o primeiro atendimento a queimaduras de águas-vivas ou pequenos ferimentos. Em média, 40 mil pessoas buscaram orientações sobre a área da saúde nas ouvidorias itinerantes do Sistema Único de Saúde (SUS), montadas em Guaratuba e Matinhos. Além disso, 1.200 cidadãos responderam pesquisas de satisfação e puderam dar sugestões a respeito dos serviços oferecidos pelo SUS no Estado do Paraná.
A Vigilância Sanitária reforçou as fiscalizações nos municípios litorâneos. As equipes de saúde fizeram 108 inspeções em estabelecimentos comerciais, como supermercados, mercados de peixes, lanchonetes, bares e restaurantes. As visitas geraram 126 notificações de irregularidades.
PRAIAS LIMPAS – Entre 23 de dezembro e 14 de fevereiro, a Sanepar retirou 960 toneladas de lixo em 61 quilômetros de faixa de areia das praias de Guaratuba, Pontal do Paraná e Matinhos. Cerca de 150 pessoas fizeram a coleta do lixo. De dia, a limpeza foi feita por coleta manual e mecânica, com o uso de carrinhos de mão e veículos multiuso. À noite, seis saneadoras peneiraram a areia para retirar resíduos.
“Foram duas ações muito boas que garantiram a valorização de nossas praias e deram melhores condições para os banhistas de ter um local mais limpo e atraente para se divertirem”, declarou o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche. Além disso, foram disponibilizadas 60 duchas para banhos na orla. A chuveirada era gratuita e fez parte do projeto Chuá da Sanepar, que busca reduzir o consumo de água tratada nos imóveis e dar conforto aos banhistas.
ÁGUAS LIMPAS - Durante a temporada, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) coletou mais de 500 amostras de mar, rios e reservatórios no Litoral e no interior para monitoramento da qualidade da água e orientação aos banhistas. Foram divulgados oito boletins de balneabilidade, que apontaram que o número máximo de locais impróprios para banho durante o verão. Em todo o Litoral foram três e no interior apenas um.
O IAP atendeu 454 pessoas com denúncias ou esclarecimentos sobre o meio ambiente. Foram abordadas 509 pessoas, entre pescadores, moradores e veranistas no litoral, para orientar quanto às normas ambientais. As 301 ações de fiscalização de normas ambientais em pesca, mineração, aterros sanitários, desmatamento e caça resultaram em 61 autos de infração lavrados, que somaram mais de R$ 378 mil em multas. Também foram lavrados 27 termos de apreensão e embargo. As ações de fiscalização por terra também resultaram na descoberta de nove áreas desmatadas ilegalmente, que juntas somam 14,752 hectares.
As unidades de conservação do Estado no Litoral também se destacaram durante todo o verão recebendo mais de 75 mil visitantes. Entre os locais mais visitados o campeão foi o parque Estadual da Ilha do Mel que recebeu mais de 53 mil visitantes, em seguida o Parque Estadual Serra da Baitaca, em Quatro Barras, que recebeu cerca de 12 mil visitantes.
ENERGIA E INTERNET – Os índices desligamentos de energia contabilizados pela Copel reduziram mais de 50% em comparação com o mesmo período da temporada anterior, resultado de investimentos de R$ 10 milhões em obras, manutenção, serviços e diversificação do atendimento no Litoral.
Houve ampliação da internet wi-fi grátis. A Copel Telecom duplicou o número de aparelhos instalados pelas orlas das praias e fez uma atualização tecnológica dos equipamentos. Foram espalhados 100 pontos de acesso em Guaratuba, Caiobá, Matinhos, Pontal do Paraná (Praia de Leste, Santa Terezinha, Ipanema, Shangri-lá e Pontal do Sul) e Ilha do Mel. A novidade deste ano foram os pontos de Paranaguá, Antonina e Morretes.
TENDA EDUCATIVA - Instalados em Caiobá, litoral do Paraná desde o dia 7 de janeiro, a tenda educativa e o Detran Móvel da Operação Verão 2016, do Detran, atendeu 4.500 veranistas. A Operação ofereceu uma série de ações educativas e serviços de habilitação e veículos. Além das brincadeiras, os usuários esclareceram dúvidas, consultaram processos e se cadastraram no Sistema do Detran Fácil. Os serviços mais procurados foram consultas de pontuação da Carteira, consultas de débitos do veículo e impressão de boletos. O Detran ofereceu paralelamente à unidade Móvel, uma tenda educativa para crianças, com diversos jogos.
RODOVIAS – O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná considerou positivo os resultados obtidos no Verão Paraná. Ao longo da temporada, o DER investiu mais de R$ 60 milhões em obras e serviços, que garantiram segurança nas rodovias e também na fiscalização do transporte público.
O DER recuperou todas as rodovias da região litorânea e entregou as obras de duplicação da PR-407, cujas melhorias foram incluídas no contrato de concessão da Ecovia.
Mais de R$ 1,1 milhão foram investidos em obras de recuperação das rodovias de acesso aos municípios de Pontal do Paraná, Matinhos, Guaratuba, Morretes, Guaraqueçaba e Antonina. Foram recuperados os pavimentos, feitas novas pinturas, substituídas placas, além da roçada e outros serviços nas faixas de domínio.
FERRYBOAT
- Nessa temporada, passaram pelo ferryboat 459,8 mil veículos. Para evitar filas, operaram seis embarcações, transportando mais de 800 veículos por hora. Uma das formas de evitar os horários de picos foi a distribuição de mais de panfletos, orientando os motoristas sobre os melhores horários de travessia.
Ao longo da BR-277, circularam nesta temporada 1,6 milhão de veículos. A fiscalização do DER esteve na rodovia parando ônibus e vans para verificar itens de segurança. Foram retirados de circulação 21 veículos. Ao todo 2.533 ônibus ou vans foram vistoriados, com 136 notificações.
Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Reunião de balanço das ações da Operação Verão Paraná, com a participação dos secretários estaduais da Comunicação Social, Paulino Viapiana, Casa Civil, Eduardo Sciarra, da Segurança Pública, Wagner Mesquita, da Casa Militar, Adilson Castilho, do Meio Ambiente, Ricardo Soavinski, do presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, dos comandos da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, e demais órgãos participantes. Curitiba, 16/02/2016. Foto: Pedro Ribas/ANPr
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro