O Governador Beto Richa, acompanhado pelo presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, presidente da Weg S.A., Harry Schmelzer Junior assina contrato da Copel com a empresa WEG, no valor de R$ 1,4 bilhão, para o fornecimento de 149 aerogeradores que equiparão os 13 parques eólicos. Curitiba, 10/12/2015Foto: Orlando Kissner / ANPr

Copel anuncia investimento de R$ 2 bilhões em parques eólicos

A Copel anunciou nesta quinta-feira (11), durante solenidade com o governador Beto Richa, em Curitiba, um investimento de R$ 2 bilhões na implantação de 13 parques eólicos no Rio Grande do Norte. No evento, o governador e o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, assinaram um contrato da Copel com a empresa WEG, no valor de R$ 1,4 bilhão, para o fornecimento de 149 aerogeradores que equiparão os 13 parques eólicos.
“Uma importante obra, que consolida a Copel com a melhor companhia brasileira na geração de energia. Investimentos em energias renováveis são fundamentais para o crescimento sustentável do Brasil”, afirmou o governador. Ele destacou o papel estratégico da Copel no desenvolvimento do Paraná e reafirmou seu compromisso com as empresas públicas. “Implantamos uma gestão profissional que está trazendo muitos benefícios para a Copel”, afirmou.
DEZ ESTADOS - O mercado de geração e transmissão de energia é nacional, por isso a Copel hoje tem empreendimentos em dez estados brasileiros. A energia gerada nos parques eólicos vai para o sistema nacional. “Ao investir no mercado nacional de geração e transmissão de energia a Copel traz novas receitas para o Paraná, pois o Governo do Estado é o acionista majoritário da empresa”, disse o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna.
MAIORES DO MUNDO - Com torres de 120 metros de altura - as maiores do gênero no mundo - 86 aerogeradores integrarão sete parques do Complexo Cutia, de 180 MW de potência instalada. Os demais 63 equipamentos farão parte dos seis parques do Complexo Bento Miguel, com 132,3 MW. A construção começa no início de 2016, com previsão aproximada de dois anos para conclusão.
Há três anos no setor de energias eólicas, a fabricante de motores elétricos WEG é brasileira e tem mais de 33 mil funcionários. O diretor presidente da empresa, Harry Schmelzer Junior, disse que o investimento no Rio Grande do Norte será um marco para a geração de energia limpa. “Em conjunto com a Copel, faremos essa grandiosa obra que contribuirá para o desenvolvimento do Brasil”, afirmou. O evento contou com a presença de empresários e diretores e conselheiros da Copel.
A Copel iniciou em 2015 a operação de parques eólicos próprios no Nordeste, e acaba o ano com 331,6 MW de potência instalada em 15 parques de três diferentes complexos. Até 2019, a meta é alcançar 663,6 MW de capacidade eólica em cinco complexos, o suficiente para abastecer uma cidade com cerca de 8 milhões de habitantes, ou o equivalente à população do Pará. Os cinco complexos abrigarão 28 parques eólicos, no total, respondendo a um investimento de R$ 4 bilhões.
BALANÇO POSITIVO – Luiz Fernando Vianna destacou os investimentos da Copel e disse que a companhia fecha o ano com balanço positivo de obras. Ele explicou, ainda, o projeto de expansão da geração de energias renováveis. “A Copel tem uma longa experiência em energia hidráulica, no entanto, temos que pensar no futuro e investir na geração de energia mais limpa, como a eólica e solar”, afirmou.
O evento contou com a presença de empresários e diretores e conselheiros da Copel.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
O Governador Beto Richa, acompanhado pelo presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, presidente da Weg S.A., Harry Schmelzer Junior assina contrato da Copel com a empresa WEG, no valor de R$ 1,4 bilhão, para o fornecimento de 149 aerogeradores que equiparão os 13 parques eólicos. Curitiba, 10/12/2015Foto: Orlando Kissner / ANPr
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro