Presos do regime semiaberto participam de aulões para o Enem PPL

Confira o áudio desta notícia


Presos do regime semiaberto participam de aulão para o vestibular.Foto: Wagner Santiago/Cpai
Pelo terceiro ano consecutivo, a equipe do Projeto Eureka ministrou aulões preparatórios para o Exame Nacional do Ensino Médio para pessoas privadas de liberdade, o Enem PPL, nas unidades de regime semiaberto de Curitiba e Região Metropolitana. As provas do Enem estão marcadas para esta terça e quarta-feira (1 e 2), nas penitenciárias de todo o País.
O Projeto Eureka, uma parceria entre a Secretaria de Educação do Estado do Paraná e a e-Paraná, é uma série de programas, compostos por videoaulas, ministradas por professores do Ensino Médio, focando a preparação para exames como o Enem e o vestibular, sob a orientação e supervisão do Departamento de Educação Básica da Secretaria da Educação.
Neste ano, as aulas preparatórias aconteceram durante o mês de novembro e foram ministradas no Centro de Regime Semiaberto Feminino (Craf) e na Colônia Penal Agroindustrial do Paraná (Cpai). O projeto, idealizado e coordenado pelo professor Marlus Geronasso, inclui professores das áreas de Linguagens, Redação, Ciências da Natureza, Ciências Humanas e Matemática. Para subsidiar as aulas, foram distribuídas apostilas elaboradas pelos professores da equipe Eureka, com questões inerentes ao Enem de 2014.
RESSOCIALIZAÇÃO - A coordenadora de Educação do Departamento de Execução Penal do Paraná (Depen), Glacélia Quadros, explica que a oferta de oportunidades para ingresso ao ensino superior está assegurada em lei. "Ao viabilizar essas ofertas, o Depen permite não apenas bom desempenho nos exames, como também realiza, posteriormente, todos os esforços necessários para inscrição desse aluno nos programas de acesso ao ensino superior, como o Sisu e o Prouni", explica.
De acordo com o professor Marlus Geronasso, esse trabalho é fruto da disposição contínua da equipe Eureka em colaborar com o processo de ressocialização.
Neste ano, os professores do projeto puderam assistir o depoimento de uma presa agradecendo pelas aulas e dicas que recebeu no ano passado, que lhe proporcionaram uma média elevada no último exame. Com o expressivo resultado, ela conquistou 58 dias de redução na pena, conseguiu a progressão de regime, saindo do regime fechado para o semiaberto e agora poderá cursar o ensino superior. "Esse depoimento elevou ainda mais a disposição da equipe em auxiliar, inclusive com novas abordagens para 2016", planeja Geronasso.
PROVAS – Estão inscritos no exame 1.946 pessoas em privação de liberdade em todo o Paraná, aumento de 12% no número de candidatos em relação a 2014.
Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
www.pr.gov.br e www.facebook.com/governopr

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa