REFORMULAÇÃO

Educação discute melhorias na formação continuada de professores

Publicado em 31/07/2015 17:36
Representantes das secretarias de Estado da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e de instituições de ensino superior do Paraná fizeram nesta sexta-feira (31) um ciclo de debates sobre o Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE).

O encontro faz parte das ações do grupo criado para reavaliar e reformular o PDE, que completou nove anos de existência e é o principal programa de formação continuada da rede estadual de ensino. A nova turma do PDE começará em 2016, após serem finalizadas todas as discussões de reformulação do programa.

“A ideia é discutir como o PDE está hoje, no que pode avançar e como o professor que termina o programa contribui para rede ao voltar ao trabalho em sala de aula”, afirmou Dolores Follador, coordenadora de articulação acadêmica da Secretaria da Educação.

Entre os temas debatidos na reunião estavam melhorias pedagógicas, a relação do professor que faz o PDE com as instituições de ensino superior, com a escola onde trabalha e a relação entre o professor do programa e seus colegas.

Participaram os coordenadores do PDE na Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UFTPR), Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), Universidade Estadual do Paraná (Unespar), Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Estadual de Maringá (UEM).

MAIS QUALIDADE - Para Marco Antônio Batista Carvalho, coordenador pedagógico do PDE na Unioeste, o encontro foi importante para discutir o retorno que o programa trouxe para as salas de aula.

“Esse programa de formação continuada do professor da rede estadual também alimenta as universidades. Temos muitos mestres e doutores que não passaram pelo chão de uma escola, essa troca de conhecimento é importante”, afirmou.

A coordenadora pedagógica do PDE na UFPR, Dulce Bais, disse que a reestruturação vai melhorar ainda mais os resultados. “Os debates são importantes para motivar o professor a participar não apenas como uma questão de ascensão funcional, mas como uma formação que vai refletir na qualidade da educação”, afirmou Dulce.

O PROGRAMA - O PDE é uma política inovadora de formação e valorização que possibilita ao professor o afastamento de 100% da função docente no primeiro ano do programa e de 25% no segundo ano, para estudos e elaboração de produções nas universidades.

O objetivo é colaborar para a melhoria da prática pedagógica nas escolas públicas e para direcionar o trabalho das universidades.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br 

Áudio

Recomendar esta notícia via e-mail:
leia mais
Previsão do Tempo
www.simepar.br