Fernanda Richa participa de reunião técnica com 18 prefeitos. Curitiba, 24-06-2015. Fotos: Rogério Machado/ ANPr

Fernanda Richa discute com prefeitos expansão do Família Paranaense

A secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, recebeu, nesta quinta-feira (24), no Palácio das Araucárias, em Curitiba, prefeitos, vereadores e gestores da assistência social de 19 municípios paranaenses. O objetivo do encontro foi tratar da ampliação da rede de proteção social básica e especializada no Estado, que faz parte das metas do programa de expansão do programa Família Paranaense. Também participaram do encontro o presidente da Paraná Edificações, Luiz Fernando de Souza Jamur, e chefes dos escritórios regionais da secretaria.
“Fico feliz por estarmos ampliando o atendimento às famílias que mais precisam e promovendo a igualdade em todos os municípios do Paraná”, disse Fernanda. “Esta é a forma de trabalhar deste governo municipalista, que se destaca pelo respeito com que trata todos os prefeitos, indistintamente.”
PARCERIA – Em agosto do ano passado, o governador Beto Richa assinou contrato com o Banco Interamericano de Desenvolvimento Social (BID) para investimentos na expansão do Família Paranaense. O projeto terá US$ 100 milhões - US$ 60 milhões de financiamento do BID e o restante de contrapartida do Estado.
As novas ações incluem investimentos nas áreas de saúde, educação, habitação e regularização fundiária. Na área de assistência social estão previstas a construção de 22 Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e de oito Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), que serão entregues aos municípios prioritários do Família Paranaense - aqueles que possuem o menor índice de desenvolvimento.
Neste momento, 11 municípios participam do processo para receber os novos Cras. São eles: Itaperuçu, Campina do Simão, Rosário do Ivaí, Rio Branco do Ivaí, Reserva do Iguaçu, Ivaí, Bocaiúva do Sul, Ortigueira, Prudentópolis, Ribeirão do Pinhal e General Carneiro. Os oito municípios contemplados com a construção de Creas são: Reserva, Ortigueira, Guaraniaçu, Maria Helena, Laranjal, Antônio Olinto, Fernandes Pinheiro e Cruz Machado.
DOCUMENTAÇÃO - na reunião, a coordenadora do Família Paranaense, Letícia Reis, explicou os compromissos do Estado e dos municípios com os resultados do programa e para que as obras fiquem prontas nos prazos estabelecidos no cronograma do contrato com o BID.
Os termos de ajuste, documento que define as metas, ações e responsabilidades, foram assinados em 2013. “Agora os municípios estão complementando a documentação dos processos para que a Paraná Edificações possa dar início aos procedimentos necessários para a concretização da obra”, contou Letícia.
CRITÉRIOS - Os municípios contemplados foram selecionados de acordo com os critérios estabelecidos pelo Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas). Um estudo profundo de indicadores sociais, classificou a ordem de prioridade, que também considerou os municípios que desenvolvem bem o acompanhamento das famílias por meio do Família Paranaense.
“Além do índice de desenvolvimento Cras (IDCras), foram prioritários aqueles que têm centros funcionando em espaços alugados, compartilhados ou que não possuíam Cras”, explicou a coordenadora. No caso dos Creas, foram contemplados os municípios com indicadores de violações de direitos mais acentuados.
O município de Fernandes Pinheiro é um dos contemplados com a construção de Creas, que atualmente funciona em um espaço alugado. Para o prefeito, Rosiel Nierver, a obra trará economia. “Teremos a comodidade de ter um prédio nosso, uma grande economia para o município que é de pequeno porte. Poderemos utilizar o recurso para outras benfeitorias no município. Sem a ajuda do governo estadual não teríamos condições de fazer isso”, ressaltou Nierver.
Para o prefeito Adelmo Luiz Klosowski, de Prudentópolis, que vai receber um novo Cras, a construção representa um avanço na assistência social do município. “Esse apoio do governo estadual e do Família Paranaense é essencial. Seria inviável executar tudo com recurso próprio”, contou Klosowski.
PROJETO ARQUITETÔNICO - O diretor-geral da Paraná Edificações, Luiz Fernando de Souza Jamur, apresentou o projeto arquitetônico das unidades.
O projeto é novo e mais avançado que os anteriores. “Nossa equipe técnica, em conjunto com a Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, elaborou o projeto, estabeleceu a necessidades dos equipamentos e fez a contratação de um projeto padrão”, disse ele.
O projeto já está finalizado, incluindo estrutura, parte elétrica e hidráulico e proteção de incêndio. “Agora, com a assinatura destes convênios, faremos a contratação em dois lotes para a implantação do projeto com a compatibilização dos terrenos. Feito isso, partiremos para a licitação das obras, dentro do que foi estabelecido em contrato”, finalizou Jamur.
A estimativa de investimento é de R$ 500 mil para cada unidade construída, valor que pode variar de acordo com a condição do terreno. Cada unidade construída terá 206 metros quadrados. O prazo para execução é de 12 meses a partir da licitação.
RESULTADOS – O Família Paranaense foi lançado em 2012 para promover a redução da pobreza e emancipação das famílias de baixa renda no Estado. Até agora 177 mil famílias já foram atendidas em uma ou mais modalidades do programa, que está presente em todos os municípios.
Desde a implantação do benefício complementar Renda Família Paranaense, em dezembro de 2013, mais de 108 mil famílias superaram a extrema pobreza no Paraná.
“Muitas famílias já têm autonomia financeira e podem caminhar sozinhas”, ressaltou Fernanda. “Elas já deixaram os programas e atendimento do Estado e têm o protagonismo das suas vidas. É isso que buscamos, a emancipação das famílias”, ressaltou Fernanda.
Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em: http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br 
Fernanda Richa participa de reunião técnica com 18 prefeitos. Curitiba, 24-06-2015. Fotos: Rogério Machado/ ANPr
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro