Está aberta licitação para projeto da nova sede do Instituto de Criminalística

O edital de licitação para o projeto da nova sede do Instituto de Criminalística do Paraná, em Curitiba, foi lançado pela Paraná Edificações, da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Logística, e está disponível no site www.compraspr.pr.gov.br. As novas instalações serão mais modernas e condizentes com o trabalho da Polícia Científica.
O prédio será erguido na Rua Paulo Turkiewicz, 195, Tarumã. O preço máximo para o projeto é de R$ 687,6 mil. As propostas podem ser enviadas até o dia 24 de setembro e a entrega do projeto está prevista para o começo do ano que vem. A licitação pode ser acessada também pelo site www.paranaedificacoes.pr.gov.br, no item Licitações – Compras Paraná. É necessário estar cadastrado para ter acesso aos editais.
Com área estimada de 6,1 mil metros quadrados, o no Instituto terá ambientes específicos para confecção de retrato falado, hipnose forense, balística forense, perícias audiovisuais, identificação pericial, de documentoscopia e informática forense. Haverá novos laboratórios para física, ciências químicas e biológicas, e de genética molecular.
“O novo Instituto de Criminalística para Curitiba é um divisor de águas, pois desde 1974 não houve aprimoramento na parte estrutural. A cidade cresceu e precisamos de investimentos para voltarmos a ser a melhor Polícia Científica do Brasil, com um prédio que acomode e valorize os peritos que ali atuam”, afirma o diretor-geral da Polícia Científica, Leon Grupenmacher.
A nova estrutura da Polícia Científica do Paraná, que inclui a construção do novo prédio do Instituto Médico-Legal, no mesmo endereço, representa investimento importante depois de quase 40 anos sem melhorias na infraestrutura da instituição na capital. A licitação para o IML já está em andamento.
Saiba mais sobre o trabalho do governo do Estado em: www.facebook.com/governopr  e www.pr.gov.br  

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro