Ciência e Tecnologia

Lactec agora é Instituição Técnica Avaliadora

Publicado em 13/12/2012 18:10
O Instituto de Tecnologia para o Desenvolvimento (Lactec), em Curitiba, é a mais nova Instituição Técnica Avaliadora (ITA) do país. A certificação foi autorizada quinta-feira (13) pela Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades. Com isso, o Lactec se torna a oitava ITA do país e a primeira do Sul do Brasil e passa a atuar na certificação de métodos construtivos, principalmente para habitações de interesse social.

Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Paraná (Sinduscom), serão cerca de 6 mil empresas beneficiadas com a possibilidade de certificar seus produtos dentro do estado. Hoje, com o atendimento mais próximo em São Paulo, o tempo de espera para validar o uso de equipamentos, produtos e novas técnicas na construção civil é de cerca de dois meses, o que compromete o início ou o término das obras.

Para o diretor superintendente do Instituto, Omar Sabbag Filho, o credenciamento representa uma oportunidade de expansão do Lactec - que já atua em todo o território nacional - e um ganho para a sociedade brasileira, uma vez que as ITAs estão voltadas aos programas habitacionais.

“A análise de novos métodos construtivos e materiais representa melhorias na qualidade das habitações de interesse social, assim como em processos, que podem reduzir custos e cronogramas”, diz Sabbag. “Termos uma ITA no Paraná também será um estímulo para o setor da construção civil do Sul do Brasil, que está carente de uma instituição como essa”, acrescenta.

Credenciado, o Lactec pode realizar a partir de agora ensaios de desempenho estrutural e atuar na área de durabilidade. A previsão é de que nos próximos anos também desenvolva ensaios térmicos e de reação e resistência ao fogo, ensaios acústicos e inspeção de vazamento de água.

Para o Brasil - que vive um momento de aquecimento na construção de habitações de interesse social e implantará em 2013 uma nova regulamentação para edificações de até cinco pavimentos (NBR 15.575) - a aprovação dessa ITA tende a suprir o déficit nacional de 6 milhões de habitações populares. Para garantir que essas construções tenham mais qualidade, a legislação brasileira exigirá que novos métodos e materiais sejam testados.

O vice-presidente administrativo do Sinduscon-PR, Euclesio Manoel Finatti, afirma que, à medida em que as primeiras empresas certificarem e validarem seus métodos de construção, todas as outras são beneficiadas. “Isso é um avanço sem limites para a construção civil nacional”, destaca.

O pedido para se tornar uma ITA, protocolado em Brasília pelo Lactec no início de outubro, foi analisado pela coordenadora geral do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat, Maria Salette de Carvalho Weber e aprovado na reunião da Comissão Nacional do Sistema Nacional de Avaliação Técnica de Produtos Inovadores (CN-SiNAT), que faz parte do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H). O PBQP-H é um órgão da Secretaria Nacional de Habitação do Ministério das Cidades.

Áudio

Recomendar esta notícia via e-mail: