Richa lamenta morte do cientista Metry Bacila

O governador Beto Richa manifestou pesar pelo falecimento do cientista paranaense Metry Bacila, na quinta-feira, aos 90 anos. Richa afirmou que Bacila era uma referência dentro da comunidade científica brasileira por suas contribuições em diversas pesquisas e um orgulho para o Paraná.
Bacila tinha o trabalho reconhecido internacionalmente. Ele participou de pesquisas na Antártida, onde realizou estudos na base Comandante Ferraz e contribuiu na construção do Centro de Estudos do Mar no Litoral do Paraná.
Além disso, deu grande contribuição à formação universitária de milhares de jovens como professor livre-docente da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), onde lecionou no curso de Medicina por 50 anos e foi responsável pela implantação da disciplina de Bioquímica.
O professor ocupava a cadeira 22 da Academia Paranaense de Letras. Ele era autor de diversos trabalhos científicos, com mais de 400 artigos publicados em revistas nacionais e internacionais, além de livros de Bioquímica (médica, veterinária, ambiental).
Bacila também foi um dos pioneiros na área de pesquisa no laboratório do Instituto de Tecnologia e Pesquisas Tecnológicas, que hoje integra o Tecpar – Instituto de Tecnologia do Paraná.
Natural de Palmeira, região central do Estado, Bacila era membro titular da Academia Brasileira de Ciências, membro honorário da Academia Paranaense de Medicina e da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro