Cerca de 25 toneladas de lixo doméstico e resíduos sólidos foram retiradas das ilhas das Peças e de Superagui, no município de Guaraqueçaba, pelo Instituto das Águas do Paraná (ÁguasParaná).  Foto:Arnaldo Alves

Governo retira 25 toneladas de lixo acumulado das ilhas das Peças e Superagui

Cerca de 25 toneladas de lixo doméstico e resíduos sólidos foram retiradas das ilhas das Peças e de Superagui, no município de Guaraqueçaba, pelo Instituto das Águas do Paraná (ÁguasParaná). O trabalho, iniciado no dia 10 e encerrado nesta quarta-feira (18), visou retirar o lixo acumulado desde o ano passado. O volume somou 15 toneladas na Ilha das Peças e 10 toneladas em Superagui.
“O Estado é responsável pela coleta de lixo durante a Operação Verão. Nestas ilhas havia um acúmulo gerado durante o ano passado e que a prefeitura de Guaraqueçaba não retirou por falta de orçamento. Ao tomar conhecimento do acumulo de lixo nesses dois santuários ecológicos, o governo do Estado contratou uma grande embarcação, que retirou todo o material”, disse o presidente do ÁguasParaná, Marcio Nunes.
As 25 toneladas de lixo foram encaminhadas para o aterro sanitário de Guaraqueçaba. “Este material foi gerado pela população, estava armazenado em sacos plásticos e depositado nos transbordos. Apesar de estar acondicionado, gerava mau cheiro e contribuía para a proliferação de ratos e baratas”, contou Nunes.
Segundo ele, as operações para a retirada de lixo devem continuar. “Se houver necessidade, o Estado pode intervir em outras situações. Nas ilhas das Peças, Superagui e ilha do Mel, a retirada deverá ser constante”, informou.
Nunes lembra que durante a Operação Verão, o Estado investe em outras ações no Litoral: “A Operação Verão envolve cerca de 600 pessoas, 50 caminhões coletores de lixo, seis caminhões coletores de recicláveis, homens que trabalham na roçada de vias públicas e na limpeza das praias. O turista chega e encontra tudo limpo pela manhã”.
A implantação de lixeiras na orla também deve colaborar para a limpeza das praias. “Colocamos 1,2 mil lixeiras em toda a orla, uma a cada 25 metros, para que o turista colabore com a limpeza do Litoral”, conta Nunes.
Outra iniciativa é um convênio firmado com o Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar) para treinar e equipar catadores de recicláveis, melhorando sua renda e colaborando para tornar a praia mais limpa. “Disponibilizamos prensa, balança, esteira de separação e treinamentos aos catadores para que façam uma melhor separação e também obtenham um valor maior na hora de vender esse material”, explicou Nunes.
ILHA DO MEL – Outra região que tem recebido atenção especial do Estado é a Ilha do Mel – a maior e a que mais recebe turistas na temporada. A ilha é a prioridade para a coleta diária do lixo. Estimativas apontam que sejam produzidas 12 toneladas diariamente na ilha. Para oferecer uma boa coleta, o governo reforçou a equipe de catadores com a contratação de 45 pessoas e implantou 70 lixeiras em todas as praias e ruas.
Para a Ilha do Mel, O Instituto das Águas do Paraná criou uma estratégia específica que une coleta, transporte e destinação final diária de lixo, trabalho com a comunidade e apoio dos veranistas. A coleta é realizada por dez carrinhos da prefeitura.
A intenção é que sejam adquiridos veículos elétricos para facilitar o trabalho dos catadores. O lixo é diariamente encaminhado para duas áreas de transbordo, uma na comunidade de Encantadas e outra na de Nova Brasília. Depois o material é enviado por barco para Paranaguá.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Cerca de 25 toneladas de lixo doméstico e resíduos sólidos foram retiradas das ilhas das Peças e de Superagui, no município de Guaraqueçaba, pelo Instituto das Águas do Paraná (ÁguasParaná).  Foto:Arnaldo Alves
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro