Para auxiliar na limpeza pública e manter o Litoral limpo, o Instituto das Águas do Paraná (AguasParaná) instalou 1200 lixeiras, a cada 25 metros, ao longo da faixa de areia dos municípios da região. Moradores e veranistas poderão descartar resíduos sólidos recicláveis e orgânicos separadamente e com segurança. Todas as manhãs as lixeiras cheias são recolhidas pelos caminhões de coleta e substituídas por novas.Matinhos 05.01.12. Foto Chuniti Kawamura/AENoticia.

AguasParaná instala 1.200 lixeiras em áreas de praia

Para auxiliar na limpeza pública e manter o Litoral limpo, o Instituto das Águas do Paraná (AguasParaná) instalou 1200 lixeiras, a cada 25 metros, ao longo da faixa de areia dos municípios da região. Moradores e veranistas poderão descartar resíduos sólidos recicláveis e orgânicos separadamente e com segurança. Todas as manhãs as lixeiras cheias são recolhidas pelos caminhões de coleta e substituídas por novas.
“O objetivo é melhorar a qualidade da areia e da água do mar, e facilitar o trabalho de destinação dos resíduos. Para isso, contamos com a compreensão e participação das pessoas que passam as férias em nosso litoral”, afirma o presidente do AguasParaná, Márcio Nunes.
As lixeiras foram distribuídas de modo acessível, mas sem disputar espaço com os banhistas. O acondicionamento adequado dos resíduos não apenas mantém a praia limpa, mas evita acidentes (como a perfuração com materiais cortantes), o entupimento de bueiros (o que causa alagamentos), além de auxiliar na preservação do ecossistema litorâneo.
Outra ação empreendida pelo AguasParaná é a varrição diária das praias e vias públicas. “Entre 6 e 8 horas da manhã, equipes percorrem a faixa de areia, varrendo a areia para encontrar resíduos sólidos e recolhê-los. Desse modo, os banhistas encontrarão praias limpas quando saírem de suas casas”, disse o diretor executivo do órgão, Everton Luiz da Costa Souza..
Segundo Souza, a ação dos varredores é importante pois eles complementam o trabalho das máquinas automatizadas da Sanepar, trabalhando em terrenos de difícil acesso e em regiões em que a areia está molhada. De acordo com Nunes, os serviços de varrição e de lixeiras públicas serão intensificados durante o Carnaval, para atender ao grande fluxo de turistas.
A prefeita de Guaratuba, Evani Justus, disse estar satisfeita com os serviços prestados pelo governo durante a Operação Verão Paraná. “Trata-se de uma importante parceria entre o Estado e os municípios do Litoral. Moradores e turistas elogiaram a iniciativa da distribuição de lixeiras. É uma ideia simples, cujos resultados são bastante visíveis”.
Vandalismo – O presidente do AguasParaná chama a atenção para a depredação e roubo das lixeiras dispostas pela instituição, bem como, de tambores distribuídos pela Sanepar. De acordo com Nunes, todo material furtado ou avariado é substituído, mas até que isso ocorra, os banhistas serão prejudicados. Por isso, a manutenção das lixeiras é essencial para a qualidade das praias paranaenses.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Para auxiliar na limpeza pública e manter o Litoral limpo, o Instituto das Águas do Paraná (AguasParaná) instalou 1200 lixeiras, a cada 25 metros, ao longo da faixa de areia dos municípios da região. Moradores e veranistas poderão descartar resíduos sólidos recicláveis e orgânicos separadamente e com segurança. Todas as manhãs as lixeiras cheias são recolhidas pelos caminhões de coleta e substituídas por novas.Matinhos 05.01.12. Foto Chuniti Kawamura/AENoticia.
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa