Da Esquerda para direita- Coronel Celso Luiz Borges - Comandante do 5 CRPM, Juarez Henrichs – Prefeito de Barracão, Reinaldo Almeida César – Secretário de Estado da Segurança Pública Coronel Marcos Teodoro Scheremeta – Comandante da Polícia Militar do Paraná,  Dr. Marcus Vinicius Michelotto – Diretor Geral da Polícia Civil do Paraná
Foto: Sargento Amarildo Belo Acesse a galeria de fotos

Conselho de Segurança de Foz do Iguaçu será reativado

O Conselho de Segurança Pública de Foz do Iguaçu será reativado. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (06), durante a terceira reunião ordinária do Gabinete de Gestão Integrada da Fronteira (GGIFron), em Foz do Iguaçu. Além dos representantes da área de segurança pública, o conselho terá a participação de entidades ligadas ao comércio, à sociedade civil organizada, igrejas e órgãos públicos das esferas municipal, estadual e federal.
Segundo o secretário da Segurança Pública, Reinaldo de Almeida Cezar, o GGIFron já é referência nacional. “O Ministério da Justiça elogiou a iniciativa pioneira do Paraná, e isso nos motiva, principalmente porque está sendo lançado em âmbito federal um plano estratégico para as regiões de fronteiras com a meta de reduzir homicídios. Poderemos contribuir muito neste processo”, afirmou.
O secretário também lembrou que o governo do Estado estuda a implantação do batalhão de fronteira, que será uma unidade especializada da Polícia Militar. “Em poucos meses da atual gestão já conseguimos reduzir os índices da criminalidade aqui em Foz do Iguaçu. No primeiro trimestre houve redução de 21%, em média, no índice de homicídios no Paraná. Também diminuiu o índice de furtos e de roubos, e isso significa um novo momento da segurança pública do Paraná”, disse.
O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Marcos Teodoro Scheremeta, lembrou que as regiões de fronteira, especialmente Foz do Iguaçu, apresentam características e demandas de segurança pública diferenciadas. “Somente com a união de esforços, engajamento e dedicação de todos é que poderemos vencer o crime, o tráfico de drogas, armas e munições, além de outros delitos transfronteiriços. E os reflexos destas ações serão sentidos em todo o Paraná e no Brasil”, disse.
O comandante também disse que as ações do GGIFron formam um cinturão de segurança no Paraná, dificultando a atuação de traficantes tanto aqui quanto em outros estados.
Reuniões de trabalho do Gabinete deverão ser freqüentes para o planejamento de ações integradas visando proteger o paranaense. “A criação do GGIFron é um avanço e tenho certeza que trará uma nova realidade numa área de difícil controle, como é a fronteira sul do Brasil aqui na região de Foz do Iguaçu”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinicius Michelotto.
Criado em abril pelo governador Beto Richa e pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o gabinete tem por atribuição planejar, coordenar e executar ações policiais de combate ao crime organizado e ao tráfico de drogas e armas nas fronteiras do Paraná com a Argentina e o Paraguai. É integrado por representantes dos órgãos de segurança das esferas federal, estadual e municipal. Tem sede em Foz do Iguaçu e terá bases operacionais em Barracão e Guaíra.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br
Da Esquerda para direita- Coronel Celso Luiz Borges - Comandante do 5 CRPM, Juarez Henrichs – Prefeito de Barracão, Reinaldo Almeida César – Secretário de Estado da Segurança Pública Coronel Marcos Teodoro Scheremeta – Comandante da Polícia Militar do Paraná,  Dr. Marcus Vinicius Michelotto – Diretor Geral da Polícia Civil do Paraná
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro