Obras da nova sede do Cisop, em Cascavel, entram na fase final

Confira o áudio desta notícia


Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante visita às obras do novo  Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná ( CISOP). O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, acompanha o ministro  -  Cascavel, 04/03/2021  -  Foto: Gilson Abreu/AEN
© Gilson Abreu/AEN

A nova sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná (Cisop) chegou à fase final de conclusão, com a execução de detalhes na obra para que seja entregue ainda neste semestre. Uma visita à estrutura fez parte do roteiro do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que esteve nesta quinta-feira (04) em Cascavel para acompanhar a situação da pandemia do coronavírus na cidade.  

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, também acompanhou a agenda e formalizou o repasse de cerca de R$ 700 mil para a instalação de ar-condicionado em todo o prédio. A obra recebe investimento de R$ 6,3 milhões, sendo que a metade (R$ 3,1 milhões) é custeada pelo Governo do Estado, que também destinou R$ 1,7 milhão para a aquisição dos equipamentos. O restante foi repassado pelo Ministério da Saúde.

Por ora, estão sendo concluídos os espaços internos dos consultórios e o cabeamento de internet e telefonia. Também estão para ser iniciadas a pintura interna e externa e a limpeza de toda a área. A licitação dos equipamentos já foi feita e aguarda a finalização da obra para que sejam instalados.

“A organização do Paraná se reflete em todas as áreas, mas principalmente na Saúde”, disse o ministro, que também esteve na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Brasília e no Ambulatório Médico de Especialidades do município.

Já a agenda do secretário Beto Preto incluiu o anúncio de 66 novos leitos exclusivos para tratamento da Covid-19 na região. São 12 leitos de UTI e 10 enfermarias para o Hospital Universitário do Oeste do Paraná (HUOP), em Cascavel, e mais 44 leitos clínicos em cidades menores: seis no Hospital Jesuítas, em Jesuítas; 12 no Hospital Santa Isabel, em Formosa do Oeste; e 16 no Hospital Santo Antônio, em Guaraniaçu.

ESTRUTURA – O Cisop é a principal estrutura de atendimento secundário para uma população de quase 550 mil pessoas, de 25 municípios do Oeste paranaense. Com a pandemia, o consórcio, que atendia cerca de 18 mil pessoas e ofertava até 100 mil exames por mês, tem feito 10 mil consultas mensais em diferentes especialidades médicas. Quando a nova sede for inaugurada a ideia é evoluir para até 25 mil atendimentos mensais.

Com 4,6 mil metros quadrados e 126 salas para atendimento, a estrutura conta com consultórios, atendimento materno-infantil, salas de raio-x, esterilização e ortopedia, almoxarifado, setor administrativo, sala de reuniões e da diretoria.

Também terá um anfiteatro de 200 lugares, um centro de distribuição de medicamentos e consultórios equipados com tecnologia de ponta para realização de pequenos procedimentos ortopédicos e dermatológicos, além de cirurgias plásticas, intervenções odontológicas e o chamado ambulatório de feridos.

“Vamos ampliar e melhorar a qualidade de atendimento, incluindo novas especialidades médicas e um terceiro turno, com consultas e procedimentos das 17h às 21h, ofertados para as pessoas que trabalham durante o dia”, explicou o diretor-geral do Cisop, Airton Miguel Simonetti. “A previsão é zerar a fila de espera no Oeste do Paraná das especialidades que serão atendidas aqui”, disse.

Atualmente, o consórcio ocupa quatro espaços alugados com área total de 1,46 mil metros quadrados, um terço do tamanho da nova sede. A construção também representa uma economia de R$ 240 mil por ano que são gastos com aluguel.

Confira a galeria de fotos desta notícia

Acesse a galeria de fotos

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br

Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa