O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta segunda-feira (10) a licitação da construção da nova sede da prefeitura de Pato Branco, no Sudoeste do Estado. O Governo do Estado aportará R$ 20 milhões, a fundo perdido, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. Haverá contrapartida de cerca de R$ 8 milhões do município. O valor máximo estipulado no pregão será de R$ 28.539.238,68.
Foto: Jose Fernando Ogura/AEN Acesse a galeria de fotos

Governo autoriza licitação da nova sede da prefeitura de Pato Branco

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta segunda-feira (10) a licitação da construção da nova sede da prefeitura de Pato Branco, no Sudoeste do Estado. O Governo do Estado aportará R$ 20 milhões, a fundo perdido, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. Haverá contrapartida de cerca de R$ 8,5 milhões do município. O valor máximo estipulado no pregão será de R$ 28.539.238,68.

A nova sede terá 11,7 mil metros quadrados divididos em subsolo, térreo e mais sete andares. A intenção do município é abrigar toda a administração pública, além da área de atendimento à população, um estacionamento para 127 carros e 12 motocicletas, refeitório de 150 lugares e auditório para 352 pessoas. A estrutura atual da prefeitura foi inaugurada em 1968 e não comporta mais todas as secretarias e os departamentos, o que exige o pagamento de cerca de R$ 600 mil por ano em aluguéis.

“Pato Branco cresceu demais nos últimos anos com a robustez do setor empresarial, o comércio e as empresas de tecnologia. A gestão pública precisa acompanhar esse desenvolvimento em duas fases: na modernização das práticas, na tramitação mais rápida dos processos, e no espaço físico. E também não pode ficar pagando aluguel”, afirmou o governador Ratinho Junior. “O Estado se desenvolve se as suas principais cidades tiverem força e competitividade”.

O terreno da nova sede da prefeitura tem 14,4 mil metros quadrados e está localizado na esquina da Rua Assis Brasil com a Avenida Inovação, no bairro Bortot. O projeto foi desenvolvido por seis arquitetos e urbanistas que atuaram no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Pato Branco (IPPUPB). Os profissionais foram convidados pela ligação cultural com a cidade e a necessidade de integrar rotinas do serviço público e demandas dos cidadãos.

“Pato Branco tem um paço municipal muito antigo e que não condiz mais com a necessidade da prefeitura. A nova sede ficará na região Norte, novo vetor de desenvolvimento da cidade, e foi projetada para ser sustentável. É um prédio moderno, com locais para pequenas reuniões e eventos”, afirmou o prefeito Augustinho Zucchi. “Teremos uma estrutura do tamanho que a cidade precisa para os próximos 50 anos”.

EMPREGO – A licitação ocorrerá nas próximas semanas e as obras devem começar ainda neste ano, com expectativa de conclusão em dois anos. Elas vão ajudar a fomentar o emprego na construção civil e as vendas nas lojas de materiais de construção do município. A nova prefeitura fica localizada em uma região que já atraiu um shopping center, hotéis e novas empresas, em direção ao Contorno Noroeste, que será entregue nos próximos dias.

“O governador decidiu que devemos honrar os compromissos que já estavam acordados, mesmo diante da queda de arrecadação e da pandemia provocada pelo novo coronavírus. É uma obra de grande porte que vai gerar emprego e renda, além do consumo no comércio local”, destacou Guto Silva, chefe da Casa Civil do Governo do Estado. “É uma obra que tem um legado especial para Pato Branco porque a cidade está remodelando seu crescimento em direção a esse centro cívico”.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega, a licitação responde a um compromisso assumido no começo da gestão e concretizado em novembro do ano passado, durante a interiorização da administração estadual em Pato Branco, quando foi lançada a pedra fundamental do edifício. “É um projeto importante, construído entre o município, a Assembleia Legislativa e o Governo do Estado. É uma obra moderna, com vários pavimentos, acessibilidade. Esse novo centro administrativo ficará para a história de Pato Branco”, afirmou.

PRESENÇAS – Acompanharam a autorização da licitação o vice-governador Darci Piana; o vice-prefeito de Pato Branco, Robson Cantu; os deputados estaduais Luiz Fernando Guerra e Gugu Bueno; e a deputada federal Leandre.

Box 1

Nova prefeitura será em um prédio com nove pavimentos

O prédio conta com nove pavimentos: subsolo, térreo, andar intermediário, cinco andares para as secretarias e o Gabinete do prefeito. Serão duas fachadas espelhadas em vidro e uma área vazada no último pavimento, que é menor do que os que estão abaixo, com terraço parcialmente descoberto.

Segundo o projeto, o subsolo contará com duas agências bancárias, o auditório, as áreas técnicas de elétrica, informática e ar-condicionado, além dos geradores e depósitos. O térreo terá praça de alimentação, hall, recepção geral do público, balcão de atendimento de protocolo, e os setores de Habite-se, fiscalização, tributação, alvará de funcionamento e cadastro imobiliário, todos com guichês de atendimento da população. Acima dele há um pavimento intermediário com a Sala do Empreendedor e o Fala Cidadão.

O primeiro pavimento será reservado às secretarias de Meio Ambiente, Agricultura e Desenvolvimento Econômico; o segundo para a Secretaria de Educação; o terceiro para Planejamento Urbano e Engenharia de Obras; o quarto para Administração e Finanças; o quinto para licitações, contratações, departamento jurídico, assessoria de comunicação e secretaria do Gabinete; e no sexto será o Gabinete do Prefeito.

"Planejamos o prédio com conceitos contemporâneos: linhas marcadas na horizontal e na vertical, arquitetura simples e funcional e pavimentos livres para cada secretaria adaptar o espaço à sua realidade. A estrutura foi otimizada com laje protendida e pilares com vãos que facilitam o layout dos ambientes, que contam com espaços amplos e arejados", explica o arquiteto Emerson Carlos Michelin, secretário de Planejamento Urbano de Pato Branco e um dos responsáveis pela concepção da obra.

Box 2

Contorno de Pato Branco alcança 90% e será entregue em 30 dias

O Governo do Estado vai liberar nos próximos 30 dias o trecho de 5,2 quilômetros do Contorno Noroeste de Pato Branco. O investimento do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) foi de pouco mais de R$ 30 milhões e a obra avança para mais de 90%, restando apenas serviços complementares, plantio de grama e árvores, hidrossemeadura e as sinalizações horizontal e vertical.

O empreendimento interliga a BR-158 (ligação com Coronel Vivida, a sete quilômetros do primeiro viaduto urbano de Pato Branco), à PR-493 (sentido Itapejara do Oeste). O principal objetivo é desviar o tráfego pesado da área urbana do município e facilitar o escoamento logístico do Sudoeste. A obra conta com 20 mil toneladas de asfalto, uma ponte, um viaduto e uma rotatória.

Esse trecho prestes a ser entregue é o primeiro do Contorno. A obra completa, ainda, prevê mais 14 quilômetros da rotatória até Vitorino, próximo da ponte do rio Caçadorzinho, já com destino a Francisco Beltrão. O projeto está pronto, conta com mais duas pontes, um viaduto e todas as licenças ambientais autorizadas.

O estudo executivo do traçado completo aponta que pelo menos 12% dos veículos que trafegam na PR-493 e 16% dos que circulam pela BR-158, no sentido Pato Branco, utilizarão o Contorno futuramente. No novo trajeto também haverá uma rotatória, do tipo elipse, proposta para organizar o tráfego próximo à estrada municipal Irineu Bertani, que é via de acesso ao Aeroporto Juvenal Loureiro Cardoso.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta segunda-feira (10) a licitação da construção da nova sede da prefeitura de Pato Branco, no Sudoeste do Estado. O Governo do Estado aportará R$ 20 milhões, a fundo perdido, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas. Haverá contrapartida de cerca de R$ 8 milhões do município. O valor máximo estipulado no pregão será de R$ 28.539.238,68.
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa