de proteção e prevenção aos profissionais que cortam as rodovias do Paraná garantindo o abastecimento das famílias, inclusive durante a pandemia de coronavírus.  
Foto: José Fernando Ogura/AEN

Paraná faz blitz da saúde para cuidar dos caminhoneiros

O Governo do Estado preparou uma série de ações de proteção e prevenção aos profissionais que cortam as rodovias do Paraná e garantem o abastecimento das famílias, inclusive durante a pandemia de coronavírus. A ação atende determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A Secretaria de Estado da Saúde formalizou uma parceria com a Rede de Postos Ipiranga para garantir a caminhoneiros, motoristas e viajantes, orientações e testes para identificação da Covid-19, vacinação contra gripe e sarampo, além de exames para controle de hipertensão e diabetes. A atividade é inédita no País pelo volume de serviços oferecidos.

A primeira blitz da saúde começou nesta terça-feira (09), em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, e vai até as 17h desta quarta-feira (10). A expectativa é que a ação no Auto Posto Túlio/Ipiranga (BR-116, quilômetro 68,5), próximo à divisa com o Estado de São Paulo, atenda até mil pessoas nos dois dias.

“Criamos um ambiente favorável para atender esses profissionais neste momento difícil, mostrando que o Paraná se preocupa com essa atividade tão importante para a população”, afirmou o governador.

Depois de Campina Grande do Sul, o serviço será replicado em outros municípios do Estado, entre os dias 17 de junho a 7 de julho. Já estão na programação São José dos Pinhais, Jaguariaíva, Siqueira Campos, Maringá, Marechal Cândido Rondon, Cascavel, São Mateus do Sul e Paula Freitas.

“O monitoramento é importante para fazermos também o bloqueio do coronavírus. O momento é preocupante e nossas ações de enfrentamento são diárias”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

PRIMEIRA AÇÃO – Dezoito profissionais da saúde, contratados pelo Governo do Estado e que atuam como bolsistas neste período da pandemia, foram chamados para a ação em Campina Grande do Sul. A região é um importante entroncamento rodoviário da BR-116, passagem diária de milhares de caminhoneiros com destino ao Sul do País.

“É a primeira vez que a Ipiranga, com o projeto Saúde na Estrada, faz uma parceria com um governo estadual. O governador Ratinho Junior tem uma preocupação grande com a disseminação do vírus nos eixos rodoviários”, destacou o assessor da Secretaria de Estado da Saúde, Cézar Verona. “E aqui em Campina Grande do Sul há um fluxo muito grande de caminhoneiros vindo de São Paulo, o que torna a ação ainda mais relevante”, completou.

TRIAGEM – Coordenador das ações de saúde nas divisas do Paraná, Osvaldo Tchaikovski Júnior explicou que é feita uma triagem antes do atendimento. Se a pessoa apresentar algum sintoma relacionado ao coronavírus, de acordo com o protocolo da Secretaria da Saúde, é encaminhado para uma sala especial para a realização do teste rápido que identifica a doença.

“Se der positivo, fazemos a notificação imediatamente. Dependendo da condição do paciente, podemos até colocá-lo em uma ambulância que está aqui disponível e levá-lo diretamente para uma unidade de saúde”, afirmou Tchaikovski Júnior. “O Paraná é o primeiro estado do País a oferecer o exame para a Covid-19 dentro do programa da Ipiranga”, acrescentou ele.

CHECK UP – O caminhoneiro Vanderlei Oliveira de Castro, de 48 anos, chegou cedo para o atendimento da blitz da saúde em Campina Grande do Sul. Parou para tomar um café no restaurante do posto na volta do Rio de Janeiro e aproveitou para fazer um check up da saúde.

Verificou a pressão e as taxas de glicemia. E agradeceu por não ter apresentado nenhum sintoma do coronavírus. Pode chegar tranquilo em Lages (SC), o destino final da viagem. “É bom acompanhar a saúde, ver como as coisas estão funcionando”, disse.

O também caminhoneiro Antônio Rambo, 31 anos, foi além. Realizou os exames e ainda aproveitou para tomar a vacina contra o sarampo. “Nem sempre temos disponibilidade de ir ao posto de saúde quando estamos em casa. Normalmente eles estão fechados no fim de semana. Por isso essa iniciativa do Governo é muito boa”, afirmou ele, a caminho do Rio Grande do Sul.

PARCERIA – O  coordenador-geral do projeto por parte da Ipiranga, Ronnie Bressiani ressaltou a importância da parceria da iniciativa privada com o Estado. “Recebemos o convite da Secretaria da Saúde do Paraná para realizar esse projeto e oferecer o teste também para o coronavírus. Uma parceria importante que beneficia diretamente os caminhoneiros”, comentou.

DIA DA IMUNIZAÇÃO – Nesta terça-feira (09) é celebrado o Dia Nacional da Imunização, data criada para reforçar a importância da vacinação nas várias faixas etárias. Por meio do Programa Nacional de Imunização, a Secretaria da Saúde do Paraná oferece 19 vacinas na rotina da imunização.

Para as vacinas previstas no calendário nacional, na rotina das salas de vacinação das unidades básicas de saúde, a Secretaria da Saúde informa que o serviço está mantido.

CAMPANHAS – Já as campanhas de vacinação contra o sarampo e a gripe seguem até o dia 30 de junho, com esquemas especiais realizados pelos municípios, em locais mais amplos, também com o objetivo de evitar as aglomerações.

 A campanha do sarampo abrange a faixa etária de 20 a 49 anos e a da gripe, neste momento, é dirigida especialmente para os grupos prioritários de crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas e adultos de 55 a 59 anos.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
de proteção e prevenção aos profissionais que cortam as rodovias do Paraná garantindo o abastecimento das famílias, inclusive durante a pandemia de coronavírus.  
Foto: José Fernando Ogura/AEN
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro