Professores e estudantes do curso de Farmácia, do Centro de Ciências da Saúde (CCS), estão transformando o álcool etílico hidratado a 92,8% em álcool 70%, para uso nas diferentes unidades do Hospital Universitário (HU/UEL), mantido pela Universidade. A produção deve reforçar o enfrentamento do novo coronavírus. Foto:Divulgação/UEL

Professores e estudantes da UEL produzem álcool 70%

Professores e estudantes do curso de Farmácia do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade Estadual de Londrina (UEL) estão transformando álcool etílico hidratado a 92,8% em álcool 70%, para uso nas diferentes unidades do Hospital Universitário (HU/UEL). A produção vai reforçar o enfrentamento do novo coronavírus.

“Hoje, produzimos 200 litros de álcool 70% que foram repassados ao Hospital Universitário. Vamos repetir esse processo para todos os serviços da universidade que precisarem”, explica o professor Edmarlon Girotto, do Departamento de Ciências Farmacêuticas do CCS. Ele também dirige o Laboratório de Medicamentos e a Farmácia Escola.

Cada litro de álcool 92,8% gera aproximadamente 1,25 litro de álcool 70%, que tem efeito desinfetante e antisséptico. De acordo com o professor, a capacidade da equipe da Farmácia Escola é de processar cerca de 300 litros de álcool diariamente, a partir dos insumos que a universidade tem disponível. Ele lembra que o álcool precisa estar acondicionado em recipientes e local adequados.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Professores e estudantes do curso de Farmácia, do Centro de Ciências da Saúde (CCS), estão transformando o álcool etílico hidratado a 92,8% em álcool 70%, para uso nas diferentes unidades do Hospital Universitário (HU/UEL), mantido pela Universidade. A produção deve reforçar o enfrentamento do novo coronavírus. Foto:Divulgação/UEL
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:

CAPTCHA imageRecarregar CAPTCHA
Encontrou algum erro
Paraná informa