Objetivo foi informar sobre as ações que o Brasil e o Paraná estão tomando e alertar como as pessoas podem se proteger da doença. Representante do Ministério da Saúde destacou a organização do Paraná. Foto: SESA

Saúde participa de audiência pública sobre coronavírus

A Secretaria de Saúde do Paraná, por meio da Divisão de Vigilância Epidemiológica, participou nesta quinta-feira (13), no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná, de uma audiência pública sobre o Novo Coronavírus. O objetivo da audiência foi informar sobre as ações que o Brasil e o Paraná estão tomando e alertar de forma clara e objetiva como as pessoas podem se proteger da doença.

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber de Oliveira, participou por videoconferência. Responsável pela área que coordena as ações de controle e monitoramento no Ministério da Saúde, Oliveira apresentou o cenário epidemiológico do Brasil e do mundo e destacou o Paraná pelas ações, mobilização e preparo das suas equipes para o enfrentamento da doença.

“O Paraná está muito bem alinhado com as determinações da Organização Mundial da Saúde e do Ministério da Saúde. A organização com relação ao enfrentamento da doença que vem sendo realizado é exemplar. O plano de contingência já foi encaminhado ao MS e está muito bem elaborado”.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde, Acácia Nasr, falou da importância das três esferas do governo trabalharem juntas neste momento. “É muito importante para a saúde pública que tanto o Governo Federal, quanto o estadual e municipal estejam alinhados. Nossos profissionais estão sendo capacitados, os hospitais preparados e o plano de contingência está sincronizado para combater o vírus e proteger a população”.

PREVENÇÃO – O COE (Centro de Operações em Emergências) está em alerta para as informações de prevenção que, neste momento são as mesmas indicadas para outras síndromes respiratórias, como a Influenza.

As principais medidas preventivas são: evitar contato próximo com pessoas com infecções respiratórias agudas; lavar frequentemente as mãos, especialmente após o contato direto com pessoas doentes e antes de se alimentar; usar lenço descartável para higiene nasal; cobrir nariz e boca ao espirrar e tossir; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres pratos, copos ou garrafas.

De acordo com Luiz Ernesto Pujol, secretário-geral do Conselho Regional de Medicina do Paraná, além dos cuidados de higiene e etiqueta respiratória, uma das formas de evitar a disseminação do vírus é a informação.

“Nenhuma ação governamental será suficiente se a informação que chega para a população não for correta, a solução para combater a doença está na participação de cada um”, disse.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Objetivo foi informar sobre as ações que o Brasil e o Paraná estão tomando e alertar como as pessoas podem se proteger da doença. Representante do Ministério da Saúde destacou a organização do Paraná. Foto: SESA
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro