O show gratuito da dupla César Menotti e Fabiano, no Palco Verão Maior de Guaratuba, reuniu aproximadamente oito mil pessoas nesta sexta-feira (17), mesmo diante do mau tempo no Litoral. Famílias da cidade e veranistas dançaram os principais hits sertanejos dos cantores mineiros, curtiram as modas caipiras de viola e se surpreenderam com a participação de Júlia Menotti, filha de 6 anos de Fabiano, que dividiu o palco com eles durante algumas das principais canções, como “Leilão”.

Foto: Arnaldo Alves/AEN

Show gratuito une milhares de famílias em Guaratuba

O show gratuito da dupla César Menotti e Fabiano, no Palco Verão Maior de Guaratuba, reuniu aproximadamente oito mil pessoas nesta sexta-feira (17), mesmo diante do mau tempo no Litoral. Famílias da cidade e veranistas dançaram os principais hits sertanejos dos cantores mineiros, curtiram as modas caipiras de viola e se surpreenderam com a participação de Júlia Menotti, filha de 6 anos de Fabiano, que dividiu o palco com eles durante algumas das principais canções, como “Leilão”.

O show durou mais de uma hora e celebrou os principais sucessos da dupla, que já se tornou paranaense por empréstimo de cidadania. “Eu sou ‘paranaense’. O César é paulista, mas foi criado no Paraná. O Estado representa muito para gente. Cantar aqui é como se estivéssemos voltando para casa. A gente já esteve em Guaratuba no começo da carreira, e poder voltar agora e ser recebido desse jeito, com muita empolgação, e em um dia de chuva. Foi uma noite especial”, disse o cantor Fabiano.

César Menotti acrescentou que o Paraná é a base da cultura sertaneja de raiz e também do movimento universitário, em decorrência de um agronegócio pujante e da integração entre o campo e as cidades. “Se torna ainda mais fácil cantar no Paraná porque o povo abraça nossa causa. Temos princípios e ideais muito parecidos. Ainda mais numa festa onde o Governo proporciona cultura e lazer para as pessoas, onde todos têm acesso, é onde mais gostamos de cantar, porque sabemos que não há distinção”, afirmou. “Ver as famílias unidas e ver que o Governo tem essa preocupação é muito bom. Ficamos muito honrados com o convite”.

A simpática Júlia Menotti também voltou a cantar em palcos paranaenses, onde fez sua estreia, com pouco mais de um ano. Além de dividir o palco, ela comandou sozinha uma versão de “Meu Abrigo”, do trio carioca Melim. “A Júlia gosta demais do palco, fica me pedindo para entrar. Tá no sangue, eu gosto e fico feliz e orgulhoso com isso. A primeira vez dela foi no aniversário de Apucarana (Norte do Estado). Ela tinha um ano e pouco, subiu no palco, dançou e olhava para o povo sem preocupação nenhuma”, acrescentou Fabiano. Ele disse que o convite para ela cantar levou em conta o número de crianças que acompanharam o show em Guaratuba.

REPROGRAMAÇÃO - O show nacional gratuito também mostrou que as famílias paranaenses e os turistas tiveram que reprogramar a folga de começo de ano para curtir as apresentações do Palco Verão Maior.

Marta Aparecida Bonardi, 54, moradora de Joinville (SC), disse que montou uma espécie de força-tarefa para trazer a família - com ela, eram cinco adultos e duas crianças. “Mobilizamos a família toda por causa do limite de dois ingressos por CPF, fomos nos organizando ao longo da semana e deu certo”, disse.

Ela também comemorou o ambiente familiar do show e disse que pode bater a marca pessoal de “mais shows em um mesmo mês” na semana que vem. “O ambiente é muito saudável, seguro. Viemos no Michel Teló na primeira semana e nos sentimos seguros para trazer as crianças nesta sexta. E já estamos mobilizando o pessoal da família para semana que vem, no Eduardo Costa. Só não vim no Jerry Smith, na semana passada, porque fiquei cuidando dos pequenos da casa. Mas meus filhos vieram”, acrescentou.

Marta já morou em Guaratuba e comemorou a evolução das atrações do Palco Verão Maior. “Guaratuba está top, evoluindo. Esses shows demonstram o respeito pela cultura e pelo turismo. Quando contei em Joinville que os shows eram gratuitos não acreditaram. Desse jeito, todas as famílias podem participar”, comentou.

A dupla César Menotti e Fabiano também fez com que Fernanda Lima de Moraes, 33, moradora de Bandeirantes, no Norte do Paraná, esticasse as férias. “Alugamos uma casa em Guaratuba até quinta-feira, e quando soubemos do show tivemos que correr atrás de outra casa e vamos ficar até domingo. Estamos em nove e conseguimos ingressos para todos”, disse.  “É um show que fica caro em outro lugar, e estamos aqui de maneira gratuita. Já foram a Bandeirantes, mas não consegui ir no show. É um presente de férias e de ano novo, para começar bem o ano”.

O show também foi uma oportunidade de ouro para as famílias de Guaratuba. Lucilene Lopes, 41, disse que o Verão Maior é o momento em que a cidade fica mais viva. Foi seu primeiro encontro com César Menotti e Fabiano. “Um evento desses em Guaratuba, na porta de casa, é muito bom. E gratuito, o que é ótimo para os moradores. Trabalhamos o ano todo e dependemos da temporada. É uma maravilha”, disse. “A cidade está bem movimentada. Para ir ao centro tem que estacionar o carro mais longe. Para nós é gratificante receber os turistas e ver a cidade cheia. Os veranistas estão gostando do que estão vendo”.

APOIO - Segundo o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus, a programação cultural do Litoral e o Verão Maior ajudaram a impulsionar o movimento em 2020. “Sabemos que passamos de um milhão de pessoas no Réveillon e temos de 200 a 300 mil pessoas regularmente durante as semanas de janeiro. E nenhum município consegue receber 10 ou 20 vezes a sua população sem apoio do Estado. Isso é fundamental para esse sucesso”, afirmou.

Justus também disse que os horários dos shows contribuíram para a participação de pessoas de todas as idades. Ele elencou quatro fatores de sucesso. “Primeiro a iniciativa do Governo de investir no turismo, fazer essa programação semanal de atrações de nível nacional. Mostra que se acredita nas vocações das nossas cidades litorâneas. Em segundo o horário, que respeita as pessoas que vieram descansar e garante diversão para as famílias que querem curtir. Em terceiro a segurança, o esquema montado que oferece aconchego. E em quarto a limpeza pública. É um trabalho em equipe, de diversas áreas, funcionando em sintonia. Quem ganha com isso é a população e o veranista”, destacou.

SEGURANÇA - A Polícia Civil esteve presente no Parque de Eventos, em Guaratuba, com uma Delegacia Móvel. Os policiais trabalharam durante todo o show para realizar boletins de ocorrência, flagrantes e prestar auxílio à população. Já a Polícia Militar esteve presente nos dois shows com módulos móveis, viaturas, motocicletas e muito efetivo. Não houve nenhum registro de incidente.

MATINHOS - Em Matinhos, quem sacudiu a festa foi o cantor funk Jerry Smith, dono de alguns hits do verão 2020. Ele levou mais de dez mil pessoas para o Centro de Eventos da Rotatória.

PROGRAMAÇÃO CONTINUA - Na semana que vem, o Verão Maior recebe Alexandre Pires (Matinhos) e Eduardo Costa (Guaratuba). Essa é uma ação integrada do Governo do Estado, em parceria com os municípios do Litoral, das praias de água doce no Noroeste e Oeste do Paraná. Na região de Porto Rico e na Costa Oeste (municípios lindeiros) também são desenvolvidas ações do projeto. Serão, ao todo, 74 dias de atividades esportivas, culturais e de cidadania.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
O show gratuito da dupla César Menotti e Fabiano, no Palco Verão Maior de Guaratuba, reuniu aproximadamente oito mil pessoas nesta sexta-feira (17), mesmo diante do mau tempo no Litoral. Famílias da cidade e veranistas dançaram os principais hits sertanejos dos cantores mineiros, curtiram as modas caipiras de viola e se surpreenderam com a participação de Júlia Menotti, filha de 6 anos de Fabiano, que dividiu o palco com eles durante algumas das principais canções, como “Leilão”.

Foto: Arnaldo Alves/AEN
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa