Projeto Rondon retorna ao Paraná para realizar Operação Yaguaru. Foto:SETI

Projeto Rondon retorna ao Paraná para realizar Operação Yaguaru

O governo federal e o Governo do Paraná promovem nesta sexta-feira (17) a solenidade de abertura da Operação Yaguaru do Projeto Rondon. O evento será realizado às 11 horas, na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), em Cascavel, cidade escolhida como Centro Regional da iniciativa.

A Operação Yaguaru será desenvolvida até o próximo dia 2 de fevereiro, contemplando atividades nas áreas de cultura, direitos humanos e justiça, educação, saúde, meio ambiente, comunicação, trabalho, tecnologia e produção.

“Essas ações contribuem para a inclusão social de comunidades carentes e isoladas, com a participação ativa de várias universidades e centros universitários”, afirma Aldo Nelson Bona, titular da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná. Ele ratifica o caráter de extensão universitária do Projeto Rondon.

Coordenada pelo Ministério da Defesa, com o apoio da Superintendência da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, nesta edição, as ações do Projeto Rodon vão beneficiar os cidadãos de 12 municípios do Oeste do Paraná, das microrregiões de Cascavel, Foz do Iguaçu e Toledo: Anahy, Braganey, Céu Azul, Diamante do Oeste, Iracema do Oeste, Jesuítas, Lindoeste, Ouro Verde do Oeste, Santa Lúcia, São Pedro do Iguaçu, Tupãssi e Vera Cruz do Oeste.

Segundo a assessora da Coordenadoria de Ciência e Tecnologia da Secretaria, Sandra Cristina Ferreira, responsável pelo acompanhamento do Projeto Rondon noEstado, as localidades foram escolhidas de acordo com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

“A concentração de municípios com baixo IDH foi fator decisivo para a seleção”, afirma a assessora, destacando a importância de somar esforços entre o Estado e as lideranças comunitárias, visando ao desenvolvimento local sustentável e promoção de cidadania.

APOIO - A Operação Yaguaru conta ainda com o apoio da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop) e da Companhia de Comando da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada do Exército Brasileiro, além de instituições de ensino superior (IES) públicas e privadas.

No total, a Operação vai receber 232 rondonistas voluntários, oriundos de 13 IES paranaenses, sendo quatro estaduais: universidades estaduais de Ponta Grossa (UEPG), do Centro-Oeste (Unicentro); do Norte do Paraná (Uenp); e do Oeste do Paraná (Unioeste).

O Paraná recebeu o Projeto Rondon em 2006, com a Operação Vale do Ribeira; em 2008, novamente com a Operação Vale do Ribeira, beneficiando outros municípios da região; e em 2009, com a Operação Verão.

PROJETO RONDON – Ação do Governo Federal, coordenada pelo Ministério da Defesa, com a participação de outros ministérios, realizada em parceria com governos estaduais e municipais e IES.

Orientado pelos princípios da democracia, da responsabilidade social e da defesa dos interesses nacionais, o Projeto Rondon tem como escopo de atuação dois grandes objetivos: a formação do jovem universitário como cidadão e o desenvolvimento sustentável em comunidades carentes.

Em julho de 1967 foi realizada a Operação Piloto ou Operação Zero, no Rio de Janeiro. Em 1989, o Projeto Rondon teve as atividades encerradas. O retorno ocorreu em janeiro de 2005, no Amazonas.

Neste ano, pela primeira vez, as operações se baseiam em documento assinado em 2015, na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), “Transformando Nosso Mundo: a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável”, que abrange dimensões econômica, social e ambiental.

MUNICÍPIOS – Confira AQUI as atividades previstas pelas universidades estaduais paranaenses para a Operação Yaguaru do Projeto Rondon, no período de 20 de janeiro a 2 de fevereiro.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
Projeto Rondon retorna ao Paraná para realizar Operação Yaguaru. Foto:SETI
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro