O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta quinta-feira (12) a liberação de cerca de R$ 20,9 milhões para a ampliação do atendimento da Santa Casa de Paranavaí. Do total, R$ 19,6 milhões são para aquisição de equipamentos para a nova ala do hospital, a Unidade Morumbi. O restante será usado na construção da área que receberá o laboratório de Análises Clínicas do complexo. Foto: José Fernando Ogura/AEN

Governo vai equipar hospital que é referência para 28 municípios

O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta quinta-feira (12) a liberação de cerca de R$ 20,9 milhões para a ampliação do atendimento da Santa Casa de Paranavaí. Do total, R$ 19,6 milhões são para aquisição de equipamentos para a nova ala do hospital, a Unidade Morumbi. O restante será usado na construção da área que receberá o laboratório de Análises Clínicas do complexo.

A nova unidade representa um aumento de mais de 75% na capacidade de atendimento de Santa Casa. A estrutura terá 126 leitos, voltados integralmente para atendimento via Sistema Único de Saúde (SUS). Destes, 13 serão de UTI. O hospital passa a ser a referência para 28 municípios do Noroeste do Paraná, onde vivem 260 mil pessoas.

As obras da Santa Casa foram feitas em duas etapas. Iniciado em julho de 2015, o trabalho retomou a construção do antigo Hospital Noroeste, que tinha natureza privada e que foi incorporado à estrutura da Santa Casa de Paranavaí. Com isso, foi possível que o Estado apoiasse o projeto. Foram R$ 20 milhões para a construção da nova estrutura. E, agora, mais R$ 19,6 milhões após a revisão dos contratos para equipar o hospital. A previsão é que a Unidade Morumbi entre em funcionamento no começo de 2020.

Ratinho Junior reforçou a estratégia do Estado na estruturação do atendimento hospitalar cada mais perto das pessoas. “Investimos na regionalização da saúde, para que ninguém precise entrar numa ambulância em viajar 300, 400 quilômetros para ser atendido ou realizar uma cirurgia simples”, destacou. “Apostamos na saúde cada vez mais próxima das pessoas, essa é a nossa estratégia. A parceria com os consórcios municipais permite os investimentos e faz com que os custos fiquem mais leve para todos”.

“Com o investimento, haverá um salto na qualidade, levando atendimento para uma região que precisava de mais apoio”, ressaltou Beto Preto, secretário de Estado da Saúde.

“É um momento histórico para Paranavaí. A ideia é que a gente consiga zerar a fila para atendimento em especialidades em até quatro meses”, completou Delegado Caique, prefeito da cidade.

REORGANIZAÇÃO - O secretário ressaltou, ainda, que os investimentos só foram possíveis graças a cortes de despesas promovidos pelo Estado, que permitiram um novo planejamento na área de saúde. “Havia muita coisa parada ou sem orçamento para a compra de equipamentos, por isso precisamos de tempo para arrumar a casa. Aqui em Paranavaí era necessário ampliar o atendimento, trazer as cirurgias eletivas para a região. Agora isso foi possível”, afirmou Beto Preto.

Após a organização da estrutura, será necessário em torno de R$ 3 milhões por mês para o custeio, valor que será dividido entre Estado, que arcará com a maior fatia, e os municípios. “Faltavam vagas, por isso essa ajuda do Governo do Estado é de uma importância tremenda. Assim, poderemos cuidar da população que mais necessita, com atendimentos puramente SUS”, disse Renato Augusto Platz Guimarães, presidente da Santa Casa.

MUNICÍPIOS VIZINHOS – Prefeito de Marilena, cidade que fica a cerca de 80 quilômetros de Paranavaí, José Aparecido da Silva disse que a modernização da Santa Casa terá reflexo no atendimento hospitalar da região Noroeste inteira. “Teremos mais qualidade e eficiência na saúde com esses equipamentos novos, algo importante demais para todos os 28 municípios da região”.

Presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Associação dos Municípios do Noroeste Paranaense (CIS/Amunpar) e prefeito de Paraíso do Norte, Laércio de Freitas afirmou que a expectativa é que a nova unidade entre em funcionamento em até seis meses. “Vai melhorar muito. Ganhamos leitos especializados em psiquiatria, algo que não existia na região. Com isso, evitamos despesas com grandes deslocamentos, garantindo mais conforto para pacientes e familiares”, afirmou.

CONVÊNIO – Além da liberação para a compra de equipamentos, a Secretaria de Saúde firmou convênio com o hospital que permite a liberação de mais R$ 1,3 milhão que serão usados na construção de uma área de 755 metros quadrados. A intenção é instalar ali um laboratório de Análises Clínicas e atendimento especializado aos pacientes referenciados pela Rede Mãe Paranaense.

PRESENÇAS – Participaram da cerimônia os secretários João Carlos Ortega (Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas) e Márcio Nunes (Desenvolvimento Sustentável e Turismo); a vice-prefeita de Paranavaí, Jeanne Kato; os deputados estaduais Tião Medeiros, Jonas Guimarães, Alexandre Curi, Romanelli, Do Carmo e Soldado Adriano José; além de prefeitos, vereadores e lideranças políticas e empresariais da região.



Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governoparana e www.pr.gov.br
O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou nesta quinta-feira (12) a liberação de cerca de R$ 20,9 milhões para a ampliação do atendimento da Santa Casa de Paranavaí. Do total, R$ 19,6 milhões são para aquisição de equipamentos para a nova ala do hospital, a Unidade Morumbi. O restante será usado na construção da área que receberá o laboratório de Análises Clínicas do complexo. Foto: José Fernando Ogura/AEN
Acesse a galeria de fotos
Recomendar esta notícia via e-mail:
Encontrou algum erro
Paraná informa