Rádio - Notícias

31/07/2020

Conscientização e denúncia previnem o tráfico de pessoas


O 4º Seminário de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas aconteceu nesta quinta-feira, dia mundial de combate a este crime. O evento online foi realizado pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, em parceria com a Polícia Rodoviária Federal. De acordo com o secretário Mauro Rockenbach, conscientização e denúncia são os caminhos para a prevenção do tráfico de pessoas e para salvar vidas.// SONORA MAURO ROCKENBACH.// A abertura do seminário contou com a presença da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. O chefe do Departamento de Defesa dos Direitos Fundamentais e Cidadania da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, Paulo Sérgio Sena, explicou que a secretaria tem uma rede de atenção para impedir ou mitigar esse crime.// SONORA SÉRGIO SENA.// Segundo a coordenadora do Núcleo de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas do Paraná, Silvia Xavier, o crime é silencioso, velado e invisível.// SONORA SILVIA XAVIER.// A Organização das Nações Unidas, no Protocolo de Palermo, definiu que o tráfico de pessoas consiste no ato de comercializar, escravizar, explorar e privar vidas, caracterizando-se como uma forma de violação dos direitos humanos por ter impacto diretamente na vida dos indivíduos. Conforme dados da ONU, o tráfico de pessoas é, em todo o mundo, o terceiro negócio ilícito mais rentável, logo depois das drogas e das armas. Essa prática não exclui nenhum país, nem indivíduos e as mulheres, crianças e adolescentes são as principais vítimas. Denúncias podem ser feitas pelos telefones Disque 100 ou Ligue 180. Os serviços funcionam 24 horas por dia, incluindo sábados, domingos e feriados. (Repórter: Amanda Laynes)


Recomendar esta página via e-mail: